Announcement

Collapse
No announcement yet.

DR LECTER

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • Graciano Rocha
    • 16/03/07
    • 669

    DR LECTER

    Nome: Graciano Rocha Mendes
    Idade: 28 anos
    Formação: Psicólogo (UnB)
    Situação familiar: casado e pai

    Olá, pessoal. Fiquei conhecido no fórum inicialmente como “en_passant” e, de uns tempos pra cá, como “dr lecter”. Esse texto é um pouco de retribuição pelas dicas e clima de ajuda mútua que encontrei aqui. Vou engrossar o filão de experiências que deram certo no ramo dos concursos públicos.

    Sei que muitas pessoas já deram dicas nas entrevistas e depoimentos, como Alex Meirelles, Luciano Oliveira, Marinheiro_Só, Wallysou e vários outros (destaco estes por ter recolhido mais força, inspiração e determinação de seus textos). Mas, assim como o que eles relataram serviu muito para mim, coisas que eu disser poderão ajudar vários outros. Vou reforçar também uns pontos já tratados por eles. Alerto que minhas palavras se dirigem especialmente a quem se prepara visando o TCU, em primeiro lugar, e outras provas da área de controle e gestão, subsidiariamente.

    Vivo um momento em que, graças a Deus, mesclando determinação, sacrifício e orientação certa, obtive uma seqüência surpreendente de cinco aprovações em seis meses, todas em 2008: 10° lugar para analista administrativo do TST; 16° lugar para analista de controle interno do TJDFT; 12° lugar para analista de finanças de controle da CGU; 9° lugar para analista de planejamento e orçamento do MPOG; e 5° lugar para analista de controle externo do TCU.

    Sou baiano de origem, mas vim para o DF com 16 anos, fazer faculdade. Vivendo no DF, é impossível ficar imune ao mundo dos concursos. Isso hoje é uma praga, aqui não se fala em outra coisa no campo profissional. Então, como mais um nessa massa, eu fazia provas. Fazia por esporte, nem lia o edital direito. Financiei demais o CESPE, a FCC, a ESAF, e não obtive muita coisa de volta. Estimo ter feito cerca de 30 concursos, e fui aprovado só em uns 10, sendo cinco deles os já citados. Mas chega uma hora que a gente cansa de entregar o dinheiro assim, limpinho, só pra o CESPE pagar aqueles sanduíches horrorosos pros fiscais (ah, já trabalhei muito como fiscal de concurso também, hehe).

    Ah, pegue um banquinho, porque não economizei nas palavras. Escrevi muito mesmo.

    O INÍCIO
    Só me tornei concurseiro de carteirinha há menos de dois anos. Mas as primeiras centelhas surgiram no início de 2006. Já era servidor federal, com uma remuneração apenas razoável em termos de serviço público.

    Então, foi publicado, no final de 2005, o edital pra Câmara Legislativa do DF. O cargo era de consultor técnico, uma vaga pra psicólogo, aí me animei. Só que era aquela animação da maioria das pessoas, fogo de palha. Minha esposa estava grávida, o bebê já pra nascer, e esse concurso era uma chance de a gente melhorar muito de vida (R$ 8.000 mensais, mais flexibilidade de horário). Ela insistia sempre: “vai estudar, pega os materiais”, etc. e tal. Mas ainda não tinha aquele tido aquele estalo decisivo. Deixei quase três meses escorrerem sem estudar uma página sequer. Obviamente meu desempenho foi um fiasco, e fiquei muito decepcionado. Quando saiu o resultado preliminar, falei pra minha esposa “poxa, queria ter passado”. Então ela disse “tá triste por quê? Se você tivesse se esforçado pra ter alguma chance, até poderia ficar triste. Mas não estudou nada, quer que aconteça o quê?”

    Isso foi um choque de realidade pra mim. Talvez achava que estava na época quando se amarrava o cachorro com lingüiça, como diz o Felipão. Em 2006 já não era possível passar num concurso só contando com bagagem de escola e domínio de português e informática, como chegou a funcionar comigo até 2003 (mesmo assim, só pra nível médio).

    Alguns meses se passaram. Nós estávamos envolvidos com o bebê, que tinha nascido em janeiro de 2006. Em agosto, ele já estava “maduro”, começando a caminhar, e minha esposa disse que queria estudar pra concursos. Ela estava sem trabalhar havia dois anos, e queria voltar à atividade. Então ela me pediu pra pesquisar bons cursos e boas provas pra se dedicar.

    Nessa pesquisa, encontrei os sites da Academia da Aprovação e do Cathedra, até então direcionados apenas à preparação para o TCU. Encontrei nos sites os nomes dos aprovados no TCU 2006 (cuja prova havia ocorrido no mesmo fatídico dia da Câmara do DF). Reconheci dois nomes, um em cada cursinho, dos quais um tinha sido meu colega numas matérias na psicologia. Aí corri pra pesquisar sobre o TCU, que era uma sigla quase sem sentido pra mim. Quando vi aqueles conhecidos na lista de aprovados de um dos melhores concursos do Brasil (agora eu já sabia, hehe), o desconfiômetro, que tinha esquentado em janeiro, ligou de vez. Falei pra minha esposa: “deixa eu ir em teu lugar, tenho uma base escolar mais sólida, agora prometo estudar de verdade, acho que eu passo mais rápido, blábláblá”. Ela concordou, e eu comecei o curso no Academia em setembro de 2006. Eram três noites por semana. Nas outras duas, eu dava aula de português num pré-vestibular.

    A partir daqui, quando começa a fase concurseira, vou escrever em ordem cronológica. Logo após, vem a parte das dicas.

    Legenda das matérias: CIV – Direito Civil; DPC – Direito Processual Civil; DCO – Direito Constitucional; DAD – Direito Administrativo; DPEN - Direito Penal; CGE – Contabilidade Geral; CPU – Contabilidade Pública; ADC – Análise das Demonstrações Contábeis; AFO – Administração Financeira e Orçamentária; CEX – Controle Externo; AUD – Auditoria; APU – Administração Pública.
    Last edited by Graciano Rocha; Sun, 16/05/10, 09:56 AM.
  • Graciano Rocha
    • 16/03/07
    • 669

    #2
    Re: DR LECTER

    Então, pessoal, vamos às orientações que posso extrair de minha preparação. Adapte a seu estilo, sua vida, sua realidade, como eu fiz com os outros.

    ESTRATÉGIAS DE FIXAÇÃO
    Os resumos e as marcações com pincel amarelo são clássicas e não têm muito que se comentar. Só vou acrescentar, portanto, uma técnica que pode ajudar na memorização de normativos (textos organizados em artigos – incisos – alíneas etc.). Quantas vezes peguei uma questão e disse “tá errado”, pra depois verificar que era cópia fiel da lei? O negócio, então, não é aprender a redação da lei, mas a redação da lei no formato de questão de prova.

    Já vi outras pessoas dizendo assim: “tenho facilidade de aprender por meio de questões”. Isso ocorre comigo também. Percebi que a simples disposição do texto num formato assertivo, como o de questões, auxiliava minha memória. O que fiz? Para os concursos do TST e do TJDFT, reduzi os regimentos internos (que não são a leitura mais aprazível do mundo) ao formato de questão. Foi ótimo: acertei quase tudo dos regimentos, lendo poucas vezes. As provas trouxeram questões que eu já havia “preparado”, com a simples transcrição de dispositivos.

    Isso pode servir pra você. Se você mira o TCU 2009, sabe ou saberá que os artigos 165 a 169 da CF devem se tornar um mantra, pra repetir toda hora. Vou demonstrar minha idéia com um trecho do art. 167:

    “Art. 167. São vedados:
    I - o início de programas ou projetos não incluídos na lei orçamentária anual;
    II - a realização de despesas ou a assunção de obrigações diretas que excedam os créditos orçamentários ou adicionais;
    V - a abertura de crédito suplementar ou especial sem prévia autorização legislativa e sem indicação dos recursos correspondentes;
    VI - a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia autorização legislativa;
    VII - a concessão ou utilização de créditos ilimitados;”

    O lance é transformar esse formato antipático de texto naquilo que você vai encontrar na prova:

    1. É vedado o início de programas ou projetos não incluídos na lei orçamentária anual.
    2. É vedada a realização de despesas ou a assunção de obrigações diretas que excedam os créditos orçamentários ou adicionais.
    3. É vedada a abertura de crédito suplementar ou especial sem prévia autorização legislativa e sem indicação dos recursos correspondentes.
    4. É vedada a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia autorização legislativa.
    5. É vedada a concessão ou utilização de créditos ilimitados.

    Certamente você viu ou verá uma prova com questões dessas, retiradas do art. 167. Essa simples mudança de formato ajuda que é uma beleza. Dá um trabalhinho, mas, se faltava um depoimento a favor desse esforço, não falta mais. É claro que você não vai transformar a redação de todas as leis e decretos. Com o tempo, você saberá quais dispositivos merecem esse cuidado.

    CURSINHO
    Minha idéia sobre cursinho é “faça apenas uma vez”. Escolha os professores para as matérias, curse e vaze de lá. Se você já domina razoavelmente bem alguma matéria, nem faça a primeira vez. Comigo, isso ocorreu relativamente a português. Eu já dava aula disso. Não tem por que pensar “ah, vou fazer pra ver como as provas têm cobrado regência”. É só pegar as provas sozinho e ver!

    Com o cursinho, você será orientado a respeito dos pontos obrigatórios das disciplinas, terá uma idéia da hierarquização das leituras, saberá as questões que sempre caem, será informado das novidades da jurisprudência etc. Mas, se virar piolho de cursinho, ficará sempre revendo coisas iniciais (afinal, sempre tem calouro nas turmas) em vez de dar o pulo do gato, fixando pontos importantes com revisões e avançando no domínio do conteúdo. Vai perder tempo se deslocando, estacionando, lanchando, conversando, paquerando, escutando piada, vendo uns caras perguntar “competência exclusiva é diferente de competência privativa, né, fessor?”, além de ficar numa postura passiva de ouvinte. Sei que algumas pessoas vão discordar, mas acho que isso se aplica também a cursinhos só de exercícios, feitos depois de cursos teóricos. Se você já teve teoria antes, faça os exercícios sozinho, ou em grupo! Além do tempo, economizará uma grana pra outros livros, ou pra comprar um notebook. Provas do CESPE estão no site dele; provas da ESAF e de todas as outras estão no PCI Concursos. Sirva-se!

    LOCAL DE ESTUDO
    Parto da premissa de que estudar em casa é sempre menos proveitoso que estudar numa biblioteca. Se você não fica sozinho em casa, não vejo exceção a essa regra. Se você fica sozinho e acha que se concentra bem em casa, ótimo, parabéns, mas faça uma comparação. Estude numa biblioteca por uma semana e confira se o rendimento é mesmo igual.

    A falta de coisas pra roubar a atenção é um diferencial das bibliotecas. Já comentei acima que móveis e eletrodomésticos são inimigos do estudo. Ao contrário, pra mim, a visão da concorrência é um estimulante. Na biblioteca da UnB, via o monte de livros azuis de Controle Externo por cima das mesas e dizia “vixe, a galera tá empenhada”. Essa pressão eu acho saudável.

    NOTEBOOK
    Galera, como eu falei, isso merece um tópico.

    Vejamos as vantagens de ter um notebook: armazenamento (exceto os livros, todo o resto de bibliografia que recomendei cabe nele); possibilidade de estocar provas; tela simpática à leitura, já que não tem brilho como os monitores normais; possibilidade de destacar textos; portabilidade; possibilidade de fazer pesquisas textuais...

    Desvantagens: preço. Mas vou relativizar isso. Hoje, pode-se adquirir um notebook muito bom, novo, por R$ 1.200, divididos em 10x sem juros. O que você pode ganhar de tempo, agilidade nas pesquisas e economizando impressão é um negócio que compensa. Eu calculo que, de dezembro a julho, deixei de gastar R$ 500,00 com impressão.

    Então, deixa eu contar o que se pode fazer com esse notebook. Primeiro, baixe todas as provas de bom nível dos últimos anos e arquive por ano e organizadora (ESAF 2006, CESPE 2007 etc.). Se você usar a pesquisa avançada do Adobe Reader, pode encontrar uma palavra-chave em todos os documentos de uma dessas pastas. Equivale a dizer que você encontrará, por exemplo, numa pesquisa simples, todas as questões sobre “mandado de segurança” nos arquivos de uma pasta tipo “CESPE 2008”. E vai vendo as tendências recentes e questões que se repetem a respeito do tema pesquisado. Confesso a vocês: é ótimo ir pra uma prova já sabendo de duas ou três questões que estarão lá.

    Mais outra: mantenha sempre consigo o controle dos tópicos do edital, o cronograma de estudos e o controle de horas líquidas (está tudo em anexo). Eu era obsessivo com a idéia de estudar todo o conteúdo. Assim, transformei o edital do TCU num arquivo Excel, com várias planilhas. Cada tópico equivalia a uma linha. Quando eu tinha acabava um, fazia um X ao lado. Como foi bom ir fazer a prova com todos os tópicos do conteúdo marcados, alguns com 2 e outros com 3 X...

    Uma curiosidade sobre isso. Um dia, pouco antes da prova do APO, estava conversando com um colega, que ia fazer a prova de EPPGG no mesmo fim-de-semana. Aí resolvi retornar ao estudo e disse a ele “vou ali estudar um pouco do Decreto 5233”. Na segunda-feira, ele me encontrou rindo e disse “vi um cara na saída da prova dizendo que o APO tinha sido muito difícil, que tinha caído até um Decreto 5.000 e não sei quanto, que ele nunca viu falar. Foi esse que você foi ler aquele dia?” Era o mesmo. Esse meu concorrente do APO talvez até tenha estudado, mas não viu que o Decreto 5233 constava textualmente do edital. Então, não dê sopa pro azar. Assegure-se de que estudou todos os tópicos.

    Posso dizer que a quantidade de material que estava sempre disponível comigo e a rapidez com que eu resolvia questões, via meu aproveitamento, fazia pesquisas, desossava provas me ajudaram demais na preparação. Então, se você ainda não tem, veja o custo/benefício de comprar um notebook.

    INTERNET E PREPARAÇÃO
    Usando o Google, com o passar do tempo e o treino, você vai saber exatamente como fazer pesquisas pra encontrar bons materiais. É o caso de usar as palavras-chave corretas.

    O melhor exemplo está na pesquisa de provas do CESPE. Ele deixa todas as provas online, em formato PDF. E o melhor é que ela reconquistou a confiança de muitos órgãos de alto nível, incluindo o TCU, para organizar seus concursos, de forma que se acostumar com essa banca é um bom negócio. Você pode encontrar questões do CESPE sobre o que quiser usando um truque no Google.

    A fórmula é digitar na janela de busca: “palavra ou expressão chave” “julgue os itens” site:cespe.unb.br.

    Primeiro, se você procura por uma expressão, é melhor colocá-la entre aspas, para que a busca não traga resultados com as palavras soltas. Se você quer procurar questões sobre súmula vinculante, digite “súmula vinculante” e não, súmula vinculante. Apenas resultados com essa frase exata surgirão.

    A frase “julgue os itens”, entre aspas, é para que a pesquisa traga apenas cadernos de prova. Essa é uma frase típica das provas do CESPE. Sem isso, você teria um monte de editais também no resultado da busca, poluindo a visualização.

    Por fim, a expressão site:cespe.unb.br restringe a busca aos arquivos que estejam nesse site e em suas subpastas.

    Hahaha, tô lembrando aqui que o pessoal do meu grupo batizou esse tipo de busca como “pesquisa ninja”.

    Lembro aqui o cuidado recomendado pelo Alex Meirelles: nunca resolva questões sem gabarito. Assim, pegue os cadernos de prova que resultarem dessas pesquisas, mas vá atrás do gabarito oficial. O endereço onde encontrar o gabarito vem junto no Google. Por exemplo, buscando “súmula vinculante” “julgue os itens” site:cespe.unb.br, abaixo da prova você encontra o endereço onde ela está hospedada, como

    http://www.cespe.unb.br/concursos/DPU20 ... _001_1.PDF
    http://www.cespe.unb.br/concursos/_anti ... _002_5.PDF

    Essas são as provas de Defensor da União e de Analista Judiciário do TSE. Para ir à página principal dos concursos, copie os endereços até o nome do órgão. Assim, para pegar os gabaritos das provas acima, você iria aos endereços

    http://www.cespe.unb.br/concursos/DPU2007
    http://www.cespe.unb.br/concursos/_antigos/2006/TSE2006

    Você pode adaptar esse truque a outras situações. Por exemplo, eu fiz a busca “avaliação de programas” site:enap.gov.br. No resultado vieram diversos textos, excelentes, sobre esse tema, dentro das publicações da Escola Nacional de Administração Pública, que é referência nesse campo. Tenha critério e imaginação, e saboreie o Google!

    FÓRUM
    Participe do fórum, ativamente. Não há outro conselho a dar.

    A cada concurso, você encontra de 50 a 100 pessoas extremamente dedicadas a levantar dúvidas, respondê-las, trazer discussões, textos interessantes, jurisprudência quente, dicas bibliográficas, provas anteriores, e até a dar uma força quando alguém tá passando uma barra, hehe. Sem brincadeira, você forma praticamente uma família virtual nos meses de preparação para um concurso. Todo mundo se ajuda, apesar de serem concorrentes. Mas, como vi alguém escrever, “o inimigo é a banca”.

    Como o pessoal é muito antenado, não à toa você vai fazer a prova e encontra lá temas polêmicos e recentes discutidos nos tópicos. Por exemplo, a partir de uma questão do STF 2008, o tema Súmula Vinculante 3 versus Mandado de Segurança 24.448, que dá uma flexibilizada nessa súmula, virou a bola da vez. O assunto foi discutido às minúcias num tópico do fórum, a galera se interessou, se envolveu, questionou, tal e tal. Resultado: o mesmo tema foi exigido numa das discursivas do TCU 2008. O pessoal caiu de voadora em cima do CESPE, afiado até dizer chega.

    GRUPO DE ESTUDOS
    Se puder, tenha um grupo de estudos. O ideal é que sejam poucas pessoas, com nível de conhecimento semelhante, em encontros semanais.

    No nosso grupo, estávamos assim. O nível de conhecimento era parecido, o que é diferente de domínio de conteúdo. Esse variava. Um membro sempre tinha mais facilidade com certo tipo de matéria. Meio à resolução de questões, havia momentos “mini-aula”, ou seja, comentários mais extensos por parte de quem estava mais à frente na disciplina em vista. Criávamos simulados para cada matéria (deixo dois em anexo), a partir de questões do CESPE, principalmente. Cada um escolhia ou criava umas 10. Compilávamos tudo num PDF e cada um ia pra resolução sabendo apenas das 10 próprias.

    Algumas coisas contribuem especialmente para fixação e ampliação do conteúdo num estudo em grupo. Por exemplo, ver o outro tendo uma dúvida que você nem tinha condições de também ter, mas da qual passa a compartilhar, a partir desse momento. Ou ver o outro esclarecendo um ponto confuso. Eu lembro até hoje, meses depois, do pessoal explicando questões cabeludas. (Pra fazer uma homenagem, vou citar nominalmente: a Gabi explicando balanço de pagamentos; a Ana fazendo a retrospectiva da administração pública no Brasil; o Didi explicando iniciativa legislativa; a Carla-Guria destrinchando balanço financeiro e a Canessa falando de extraterritorialidade da lei penal). Vejo a expressão facial, ouço o som da voz, vejo os lábios se mexendo. Outra coisa: a gente mesmo tentar explicar certos pontos. Ensinar um assunto mexe com nosso cérebro de forma diferente da simples leitura e memorização.

    E tem mais uma coisa. O grupo serve como apoio psicopedagógico. Muitas vezes a gente pegava no pé de algum membro que estivesse meio disperso, ou levantava o astral de alguém desanimado. A noite da quarta-feira era muito esperada por todos, tenho certeza.

    RESOLUÇÃO DE PROVAS
    “Resolva provas” é outro chavão. Não vou entrar nisso, todo mundo sabe da importância. O Barchet fala melhor que qualquer um.

    Quero enfocar outra possibilidade nesse assunto. Diante de certas disciplinas, com pouco peso e sem bibliografia acessível, eu encarava as questões de provas não como questões, mas como lições. Vai aqui uma historinha.

    Uma das matérias do TST foi “administração de materiais”. Nunca havia estudado isso. Como meu foco não era o TST (esse era um concurso-simulado, lembra?), deixei essa matéria pra lá até perto da prova. Na quinta-feira anterior ao concurso, resolvi dar uma olhada. Fiz a pesquisa-ninja no site do CESPE, como explicado acima: “administração de materiais” “julgue os itens” site:cespe.unb.br. Achei 16 provas bacanas. Peguei as questões, vi que várias coisas se repetiam e tratei as certas como conceitos. Estou me lembrando agora que uma das que se repetiam era sobre o método ABC de classificação de materiais, algo assim. Ótimo: decorei o conceito. Fiz a mesma coisa com outras e parti pra guerra. No domingo, caíram 10 questões, e eu já sabia os conceitos cobrados em 6. Acabei ficando com aproveitamento 7/10, porcentagem ótima pra quem estudou a matéria só uma noite.

    Assim, se no concurso para o qual você se prepara surge uma matéria do além-túmulo, faça isso. Não perca muito tempo atrás de bibliografia, livros imensos etc. Veja as questões certas, use-as como conceitos a se aprender e compare as erradas com elas.

    PREVISÃO DE DESEMPENHO
    Sempre faça uma estimativa do quanto você vai tirar na prova. Habituando-se à resolução de questões e controlando seu rendimento, logo você conseguirá uma precisão razoável ao prever o desempenho por matéria. Fiz isso para a CGU, para o MPOG e para o TCU. Resultados:

    CGU: pontos possíveis – 360. Estimativa – 238. Nota – 250,5. Nota após recursos – 263,5.
    MPOG: pontos possíveis – 220. Estimativa – 147. Nota – 162. Nota após recursos – 168.
    TCU: pontos possíveis – 320. Estimativa – 199. Nota – 200. Nota após recursos – 222.

    O bom de fazer estimativas é criar expectativas plausíveis. Você pode se conscientizar de que “dessa vez ainda não vai dar”, e ficar em paz com essa idéia. Ou então ficar seguro de que é um forte candidato, e isso resulta em maior tranqüilidade. Foi isso que ocorreu comigo: ao fazer essas previsões, baseadas na resolução de muitas provas e no desempenho das pessoas em concursos recentes, vi que tinha grandes chances nas três oportunidades. Estava calmo em todas, consciente de meus pontos fortes e de minhas fraquezas.

    A partir disso, você também pode hierarquizar as matérias. Perto da prova, veja nas quais você está se saindo muito bem, e aí vai disposto a marcar tudo. Outras nas quais você ainda está errando muito, e deverá ser mais cauteloso.

    DESÂNIMOS EM GERAL
    Há coisas que mexem demais na rotina de um concurseiro. O que nossa colega MAROliveira relatou é fogo. Ver o filho pedindo pra gente ficar é de cortar o coração. Agradeço demais a minha esposa por essa força. Considero essas conquistas como nossas, porque o trabalho de bastidores que ela fez, governando a casa e o criando bebê enquanto eu estava fora, foi fantástico. Posso falar “eu e ela passamos no TCU”.

    Até automatizar o ritmo de estudo, a gente cansa demais. Quando acabou o cursinho, eu comecei a usar as noites. Dava 22h e o bicho pegava. Um dia, na biblioteca, um cara veio mexer no meu ombro, porque eu estava, além de dormindo, roncando alto. Mas, se você mantém a determinação, isso passa. Você se habitua com as matérias, a concentração vem mais rápido e, mesmo cansado, consegue manter o estado de alerta.

    Use tudo que puder como estímulo. Nos últimos dias antes da prova, fiquei sabendo das tais máquinas de café e chocolate nos corredores do TCU. Aí brinquei com meu grupo: “se faltava algum incentivo, agora já era. Nescau durante o expediente vai ser o máximo”.

    E existe o desânimo das reprovações. Felizmente, só tive uma desde que me tornei concurseiro. Mas ela foi braba. Repito o que disse: é necessário viver o luto da reprovação, mas esse período deve ser produtivo de algum modo. Eu fiz uma avaliação completa de meu desempenho e comecei a atacar os pontos fracos.

    ESTUDO E TRABALHO
    Fico feliz de minha história demonstrar que é possível ser aprovado num bom concurso (em vários, aliás) estando empregado. O temor que se tem da “galera 12h líquidas por dia” é infundado. Pra você ter uma idéia, dos 220 aprovados da CGU, salvo engano, uns 170 já eram servidores públicos, um tanto estava na iniciativa privada e menos de 10, apenas, não estavam trabalhando. Veja: estamos falando de AFC/CGU, um dos cargos top desse país.

    Não se desespere por ter apenas a noite e os fins de semana. Lute pela qualidade do estudo nesse tempo disponível. Vai dar certo. Minha carga semanal era de 25 horas líquidas, no máximo. O pessoal que não trabalha consegue fazer isso em dois ou três dias.

    Queime as férias, todinhas, sem dó. Tire as licenças a que tiver direito, recessos, tudo. Minha última viagem foi aquela que relatei, em dezembro de 2006. Ou seja, estou ligadão há 22 meses. E minha cabeça está legal. O alívio lá em casa é uma maravilha. Agora traçamos altos planos para o futuro. Seu estresse de ficar muito tempo sem férias passará rapidinho com a aprovação.

    FAMÍLIA
    Essa é, para grande parte dos concurseiros, a razão dos esforços. Pra mim também. Tudo que fiz e faço é para o bem de minha família.

    É preciso fazer um acordo honesto em casa. Dizer que você ficará uns dois anos sem participar de eventos, ir ao parquinho, comer fora. Eu e minha esposa já nem éramos mais chamados para os eventos de nosso círculo. Agora, que estou retornando à vida, avisei meus amigos pra marcar algo pra gente se encontrar, e os comentários são do tipo “Graciano aparecendo? Essa eu não posso perder”.

    Se o clima em casa fraquejar, não ignore. Faça alguma coisa, converse, renegocie, mude alguns horários, enfim. Mas faça de tudo pra não parar de estudar. É duro dizer isso, mas sua família terá que encontrar um estilo de vida (provisório, ressalte-se) sem você. Depois de tudo, sua volta será muito apreciada. Falo o que estou experimentando agora.

    Comentário

    • Graciano Rocha
      • 16/03/07
      • 669

      #3
      Re: DR LECTER

      FINALIZANDO
      Pois é, pessoal, graças a Deus consegui meu objetivo com menos de dois anos de dedicação. Acho que fui muito rápido até, porque, desde que comecei, fiquei seis meses mal direcionado. Agora é aproveitar a vida e participar do mundo concurseiro de outra forma, como colaborador.

      Esse ano de 2008 está sendo o melhor de oferta de concursos públicos que já vi aqui em Brasília. Só falta a Receita e ele entra pra história. Em 2009, haverá as últimas 100 vagas do TCU criadas em 2003 e deve haver também boas chances com agências reguladoras, mas o ciclo de gestão só deve trazer mais vagas em 2010. Aproveite então até 2010, porque, depois disso, o PSDB deve ganhar as eleições, e aí poderemos ter tempos de vacas magras.

      Se você está começando agora a estudar pro TCU 2009 e não tem uma quilometragem boa, não crie expectativas. Faça por experiência, dê o melhor de si, mas evite ter uma decepção desnecessária. E não grile com o Tribunal, faça outros concursos. Mas também não desanime: a hora de começar é agora. Estabeleça metas de curto prazo, como conseguir um aproveitamento de 40% líquidos em 5 das principais matérias (eu sugeriria DCO, DAD, CEX, AUD e AFO) até dezembro. Outras de médio prazo, como estudar e revisar o conteúdo das matérias-pétreas (além dessas acima, inclua CGE, ADC e CPU) até a saída do edital, que ocorrerá em abril. Nesse intervalo, dê umas pinceladas em CIV, DPC e APU, que não têm certeza de permanência. Depois do edital, ataque maciçamente revisando as bases e abarcando as novidades, se houver.

      Ah! Os anexos estão nos seguintes endereços:

      http://www.mediafire.com/download.php?umgzoymdujw

      http://www.mediafire.com/download.php?amtmmmjezdt


      MATERIAIS
      Vou deixar as sugestões bibliográficas aqui, exceto de português, atualidades e inglês, que eu não estudei e não conheço materiais pra indicar.

      ADC: apostila do Luciano Oliveira (atenção, ele tá lançando um livro em breve), livro cor-de-rosa do Ed Ferrari e deliberações da CVM.

      AFO: Giacomoni, artigos 165 a 169 da CF, Lei 4320, LRF, Decreto 93.872/86, Decretos 2829 e 5233, Manual Técnico de Orçamento e Manuais da STN (Receita e Despesa).

      APU: leia textos do Bresser-Pereira, na página dele, e o Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Veja o curso online do Rafael Encinas. Explore o site da ENAP (pegue os Cadernos 8 e 10), do Ministério do Planejamento (pegue os Cadernos MARE 2 e 9) e do Scielo. Nesse último, procure os exemplares das revistas de administração. E use muito, muito mesmo, o Google. Principalmente buscando artigos da Maria das Graças Rua.

      AUD: NBC T’s 11 (incluindo todas as derivadas) e 12, no site do CFC; normas do IIA e da INTOSAI (Google); Carta de Lima (site do TCU); COSO I e II; IN 01/2001 da SFC (site da CGU). Muito disso você acha no subtópico Bibliografia, do tópico TCU, no Fórum Concurseiros. Ah, não esqueça dos Manuais de Auditoria do TCU: Conformidade e Natureza Operacional.

      CEX: livro do Luiz Henrique Lima, art. 70 a 74 da CF, IN 57/TCU, Lei Orgânica e Regimento Interno do TCU.

      CGE: livro Contabilidade Básica, do Ricardo Ferreira, e livro de exercícios do Ed Ferrari.

      CIV: talvez valha a pena um curso online, mas enfatize o Código Civil puro e provas anteriores.

      CPU: livro Curso Básico de Contabilidade Pública, do Glauber Mota.

      DAD: livro do Vicente/Marcelo e legislação (leis 8112, 8429, 8666, 8987, 9784, 10520, 11079 e 11107, e decretos 3555, 3931, 5450, 5504 e 6170).

      DCO: livro do Vicente/Marcelo, texto da Constituição e site do STF. Nesse, você autoriza o envio automático do Informativo STF para seu email e baixa a Constituição interpretada pelo STF (um calhamaço de 1400 páginas, ótimo pra consultas).

      DPC: leitura do Código, curso do Rodrigo Pirajá e muitas provas anteriores.

      DPEN: acho que aqui vale um curso online e, de novo, muitas provas anteriores. Ouvi dizer que o Dicler lançou um livro, é bom conferir.

      No mais, faça provas de todas as matérias. Tente elaborar simulados: veja a distribuição das matérias no concurso do TCU retire umas 30 questões de português de uma prova, junte 25 de auditoria de outra(s), 15 de controle externo etc. e monte cadernos semelhantes ao concurso, pra resolver e avaliar sua evolução.

      No mais, galera, torço por vocês. Espero que venham fazer parte do serviço público e o tornem melhor. A começar pelo acesso: por concurso, disputado, valorizado, enobrecedor. Grande abraço e bons estudos!
      Last edited by Graciano Rocha; Sun, 16/05/10, 09:37 AM.

      Comentário

      • Dodo Barros
        • 01/09/08
        • 7

        #4
        Re: DR LECTER

        Caro Dr Lecter,


        Vc foi simplesmente maravilhoso na sua entrevista ..... vou seguir os seus passou. Curta a sua aprovação.


        Merece muito!!!!!! Vc é desenrolado


        Dodo Barros

        =D> =D> =D> =D> =D>

        Comentário


        • #5
          Re: DR LECTER

          SHOW EN_PASSANT e FORÇA NA PERUCA!!!!!!!!!


          Originally posted by Dodo Barros
          Caro Dr Lecter,


          Vc foi simplesmente maravilhoso na sua entrevista ..... vou seguir os seus passou. Curta a sua aprovação.


          Merece muito!!!!!! Vc é desenrolado


          Dodo Barros

          =D> =D> =D> =D> =D>

          Comentário

          • MAROliveira
            • 30/10/07
            • 35

            #6
            Re: DR LECTER

            puxa! muito legal mesmo! tô achando que vc é um dos anormais!! heheheh, brincadeira...

            realmente temos algumas coisas em comum. Concordo plenamente com o que vc falou sobre cursinhos!!! Sem falar que não tenho paciência pra assistir aula, isso antes do CF da CGU! Hehehehehhe...

            muito bom voltar a ter vida, né?!

            abraço!

            Comentário

            • Fernando Neira
              • 21/08/07
              • 1232

              #7
              Re: DR LECTER

              Que história motivante!

              Parabéns, Dr. Lecter.

              Comentário

              • Zé Pequeno
                • 25/11/06
                • 775

                #8
                Re: DR LECTER

                dr lecter...

                Depoimento sensacional.

                Só faltou vc mencionar a sua cara de tranquilidade extrema naquele chopp no Bar Brasilia depois da prova do TCU.

                Valeu pelas dicas!

                Abração e boa sorte!

                Marcos

                Comentário

                • Mafaldinha
                  • 24/03/08
                  • 7

                  #9
                  Re: DR LECTER

                  Aê guri, adorei o teu depoimento!
                  Obrigada pelo item dedicado especialmente pra gente.

                  E posso dizer a todo mundo aqui que esse é um cara pra se espelhar, tudo o que foi dito aqui eu presenciei em 2 anos de convivência (1 no Academia e outro no grupo de estudo lá em casa) e, além de toda essa garra, o Graciano sempre carregou muita humildade e preocupação com os amigos. Com certeza, essas atitudes boas trouxeram boas coisas de volta.

                  E como diz a minha prima "Canessa": Esse aí veio pra ensinar como se faz! hehehehehe

                  Parabéns mais uma vez e guarde umas baias lá pro restante do grupo, tem que ser perto de ti e da Gabby. hahahaha


                  Beijos

                  Comentário


                  • #10
                    Re: DR LECTER

                    EN_PASSANT

                    Só nao entendi bem como funcionava esta sua planilha de controle de horas: O que seria restante( o que falra para meta?) e liquidido(o que estudou?), Vc ia estudando e ia acrescentando na restante

                    Ou seja

                    Meta materia x-45h

                    Estudei duas horas da mat x. Preencho na restante 43(45-2)

                    Essa meta era mensal?

                    Ai o FORÇA NA PERUCA FOI SHOW DE BOLA!!!

                    Abracos

                    Anderson

                    Comentário

                    • Graciano Rocha
                      • 16/03/07
                      • 669

                      #11
                      Re: DR LECTER

                      Anderson, essa meta era a quantidade de horas que planejei dedicar a cada matéria, da saída do edital até a prova. Veja que a soma dessas metas dá justamente "quase 500" que eu citei no texto.

                      Programei a tabela pra calcular automaticamente o quanto tinha estudado líquido, depois de aumentar o acumulado a cada dia.

                      Comentário

                      • Sonny
                        • 14/01/07
                        • 513

                        #12
                        Re: DR LECTER

                        Parabéns cara! Belas dicas!

                        Comentário

                        • F1
                          F1
                          • 25/06/07
                          • 85

                          #13
                          Re: DR LECTER

                          DR. LECTER,

                          Que depoimento!! A única palavra que vem em minha mente é fantástico!!!
                          Cara, parabéns!! Como é bom ver o esforço sendo recompensando no fim!!

                          Desejo muito sucesso!!

                          Comentário

                          • Leandro Crelier
                            • 25/11/06
                            • 90

                            #14
                            Re: DR LECTER

                            Depoimento Sinistro!! Sensacional!! Como diz o Meirelles, no fim tudo compensa. O problema é ter constância e paciência para chegar ao fim.

                            Comentário

                            • ZéduCa
                              • 27/11/06
                              • 106

                              #15
                              Re: DR LECTER

                              Originally posted by Marcos Menezes
                              dr lecter...

                              Depoimento sensacional.

                              Só faltou vc mencionar a sua cara de tranquilidade extrema naquele chopp no Bar Brasilia depois da prova do TCU.

                              Valeu pelas dicas!

                              Abração e boa sorte!

                              Marcos
                              concordo plenamente
                              Sou testemunha ocular... vi a cara dele...

                              Comentário


                              • #16
                                Re: DR LECTER

                                Puxa vida, vcs estão se superando não só nos concursos, mas tb nas histórias de sucesso, é uma melhor que a outra.

                                Achei sensacional a parte que vc comenta da sensação que sentiu ao passar no concurso.

                                Abs e valeu

                                Comentário

                                • Jackie.K
                                  • 16/01/08
                                  • 14

                                  #17
                                  Re: DR LECTER

                                  Eu ainda não terminei de ler.
                                  Mas desde já quero deixar os meus Parabéns, não só pela conquista do cargo almejado, um excelente cargo por sinal, mas também por ter a disposição de ajudar os que ainda não alcançaram sua meta com este texto tão detalhado!
                                  Sucesso na sua nova vida!!

                                  Comentário

                                  • conc_eng_civil
                                    • 25/11/06
                                    • 1131

                                    #18
                                    Re: DR LECTER

                                    Meu nobre amigo,

                                    Parabéns pelo excelente texto =D> ... Valeu a pena esperar por ele!

                                    É muito bom esse sentimento de dever cumprido, sonho realizado! Com certeza, você, sua esposa e o neném merecem todas as alegrias e emoções que têm vivenciado. Fico feliz em ter tido a oportunidade de te conhecer no CF da CGU e trabalhar com você de agora pra frente (a não ser que você já esteja saindo...... ).

                                    Um grande abraço.

                                    Comentário

                                    • dinho_ms
                                      • 25/01/08
                                      • 149

                                      #19
                                      Re: DR LECTER

                                      Parabéns Graciano,

                                      Cara eu servi com o seu irmão no exército, antes que ele também massacrasse a prova do TST, e naquele tempo, ele já mencionava as suas façanhas nos concursos, relatava sobre as suas conquistas nas provas que vc, praticamente, atropelou neste ano. Hoje percebo que elas não foram questão de sorte, mas sim resultado de muito empenho, dedicação e profissionalismo na questão de como se preparar para provas de concursos, simplesmente FANTÁSTICO.

                                      Sucesso meu irmão. Vc merece.

                                      Comentário

                                      • Danizinha-AFT
                                        • 07/07/08
                                        • 67

                                        #20
                                        Re: DR LECTER

                                        PARABÉNS!!! Linda trajetória... lendo seu depoimento, parace que tomei uma injeção de ânimo, entusiasmo.
                                        Sempre me emociono com os depoimentos dos vitoriosos, e com o seu não foi diferente...
                                        Obrigada...muito sucesso e tudo de bom pra você.
                                        Grande abraço. =D> =D> =D>

                                        Comentário

                                        • Petruskinha®
                                          • 26/10/06
                                          • 743

                                          #21
                                          Re: DR LECTER

                                          kkkkk eu tb vi!! O homi é o sossego em pessoa!! Uma simpatia e uma cordialidade fora de série!

                                          tb, né? por trás de todo grande homem há uma grande mulher,

                                          Parabéns dr lecter, esposa e bebê pela grande e merecida vitória!!



                                          [quote=ZéduCa]
                                          Originally posted by "Marcos Menezes":224pfe8x
                                          dr lecter...

                                          Depoimento sensacional.

                                          Só faltou vc mencionar a sua cara de tranquilidade extrema naquele chopp no Bar Brasilia depois da prova do TCU.

                                          Valeu pelas dicas!

                                          Abração e boa sorte!

                                          Marcos
                                          concordo plenamente
                                          Sou testemunha ocular... vi a cara dele...[/quote:224pfe8x]

                                          Comentário

                                          • Graciano Rocha
                                            • 16/03/07
                                            • 669

                                            #22
                                            Re: DR LECTER

                                            Originally posted by Marcos Menezes
                                            dr lecter...

                                            Depoimento sensacional.

                                            Só faltou vc mencionar a sua cara de tranquilidade extrema naquele chopp no Bar Brasilia depois da prova do TCU.

                                            Valeu pelas dicas!

                                            Abração e boa sorte!

                                            Marcos
                                            Marcão, meu caro, foi muito bom encontrar vocês logo após a prova. Engraçado que a gente já vai com intimidade mesmo sem ter idéia da cara do outro, né? Torço por vocês no ano que vem. Naquele dia, éramos 9, dos quais 3 entraram... vamos aumentar essa taxa aí...

                                            Comentário

                                            • Graciano Rocha
                                              • 16/03/07
                                              • 669

                                              #23
                                              Re: DR LECTER

                                              Originally posted by conc_eng_civil
                                              Meu nobre amigo,

                                              Parabéns pelo excelente texto =D> ... Valeu a pena esperar por ele!

                                              É muito bom esse sentimento de dever cumprido, sonho realizado! Com certeza, você, sua esposa e o neném merecem todas as alegrias e emoções que têm vivenciado. Fico feliz em ter tido a oportunidade de te conhecer no CF da CGU e trabalhar com você de agora pra frente (a não ser que você já esteja saindo...... ).

                                              Um grande abraço.
                                              Hahahah, não tô saindo não, hahaha. O Senado é só em homenagem à lei da inércia (um corpo em movimento tende a se manter em movimento...). Abração, até breve, meu caro!

                                              Comentário

                                              • Graciano Rocha
                                                • 16/03/07
                                                • 669

                                                #24
                                                Re: DR LECTER

                                                Originally posted by dinho_ms
                                                Parabéns Graciano,

                                                Cara eu servi com o seu irmão no exército, antes que ele também massacrace a prova do TST, e naquele tempo, ele já mencionava as suas façanhas nos concursos, relatava sobre as suas conquistas nas provas que vc, praticamente, atropelou neste ano. Hoje percebo que elas não foram questão de sorte, mas sim resultado de muito empenho, dedicação e profissionalismo na questão de como se preparar para provas de concursos, simplesmente FANTÁSTICO.

                                                Sucesso meu irmão. Vc merece.
                                                Pô, cara, que bacana! Torço então para que minha história e a de meu irmão (que ralou feito louco também) sirva como inspiração pra você e mais uma galera. Aquele abraço!

                                                Comentário

                                                • Graciano Rocha
                                                  • 16/03/07
                                                  • 669

                                                  #25
                                                  Re: DR LECTER

                                                  Pessoal, agradeço pelos parabéns e fico feliz por inspirar mais alguns a continuar nessa jornada, trabalhosa mas compensadora.

                                                  ZéduCa e Petruskinha, meus dedos estão cruzados aqui por vocês, beleza?

                                                  Comentário

                                                  • ROGERIOBAD
                                                    • 24/03/07
                                                    • 353

                                                    #26
                                                    Re: DR LECTER

                                                    Dr. Lecter,
                                                    Cara vou ser bem sincero,seu depoimento foi brilhante, mas a melhor parte foi sua comemoração com a família! me emocionei, coisa rara nesses tempos difícies.
                                                    Seu depoimento foi um dos mais aguardados e prometia...fiquei muito surpreso, foi excelente e superou todas as minhas expectativas.
                                                    Dr. Lecter, Parabéns e aproveite o chocolate na Corte de Contas! SUCESSO!
                                                    A propósito o que significa:"Per ardua surgo"? (descupe minha ingnorância)
                                                    Um abraço !

                                                    Comentário


                                                    • #27
                                                      Re: DR LECTER

                                                      Tbm me emocionei com a tua comemoração... Aliás, sempre me emociono ao ler sobre as comemorações, rsrsrs.. Parece que vejo o dia em que eu vou poder comemorar... Dar o meu grito de liberdade.. Pq passar no concurso significa liberdade.. Não liberdade financeira.. Mas liberdade pra poder viver de verdade, com a consciência leve..

                                                      Confesso que estava com insônia ontem e resolvi ler ... Foi um santo remédio.. Não que teu depoimento tenha me dado sono, mas me acalmou, me deu esperança, tranquilidade..Vi em vc um cara normal, como eu e tantos outros concurseiros..vi que é possível sim..

                                                      Esses depoimentos são sempre maravilhosos.. Principalmente naquelas fases em que vc está um pouco perdida..


                                                      Simplesmente A M E I !!!!!!

                                                      PARABÉNS e muito sucesso!!
                                                      Originally posted by ROGERIOBAD
                                                      Dr. Lecter,
                                                      Cara vou ser bem sincero,seu depoimento foi brilhante, mas a melhor parte foi sua comemoração com a família! me emocionei, coisa rara nesses tempos difícies.
                                                      Seu depoimento foi um dos mais aguardados e prometia...fiquei muito surpreso, foi excelente e superou todas as minhas expectativas.
                                                      Dr. Lecter, Parabéns e aproveite o chocolate na Corte de Contas! SUCESSO!
                                                      A propósito o que significa:"Per ardua surgo"? (descupe minha ingnorância)
                                                      Um abraço !

                                                      Comentário

                                                      • wallysou
                                                        • 26/11/06
                                                        • 761

                                                        #28
                                                        Re: DR LECTER

                                                        meu brother, vc cumpriu sua promessa de postar aqui uma história digna do "hall da fama"!

                                                        cara... vc matou a pau, fiquei até emocionado em algumas partes: qdo vc dormiu na biblioteca (eu tb... flórida véi... rs) e a dedicação das vitórias a sua esposa.

                                                        foi um enorme prazer te conhecer no CF/CGU, e o TCU estará ganhando um excelente profissional e pessoa, parabéns!

                                                        estando em BSB, quem sabe a gte se encontra por lá e toma aquele "toddy" juntos?

                                                        gde abço, do seu admirador,

                                                        wally.

                                                        Comentário

                                                        • Graciano Rocha
                                                          • 16/03/07
                                                          • 669

                                                          #29
                                                          Re: DR LECTER

                                                          Originally posted by ROGERIOBAD
                                                          Dr. Lecter, Parabéns e aproveite o chocolate na Corte de Contas! SUCESSO!
                                                          A propósito o que significa:"Per ardua surgo"? (descupe minha ingnorância)
                                                          Um abraço !
                                                          Que é isso, Rogério? Um concurseiro é sempre um aprendiz.
                                                          "Per ardua surgo" é o lema do estado da Bahia. Significa mais ou menos "nas dificuldades venço".
                                                          Valeu pelos parabéns. E o chocolate será muito apreciado, tenha certeza! Coloque isso em seus estímulos também!

                                                          Comentário

                                                          • Graciano Rocha
                                                            • 16/03/07
                                                            • 669

                                                            #30
                                                            Re: DR LECTER

                                                            Originally posted by Cristal
                                                            Confesso que estava com insônia ontem e resolvi ler ... Foi um santo remédio.. Não que teu depoimento tenha me dado sono, mas me acalmou, me deu esperança, tranquilidade..Vi em vc um cara normal, como eu e tantos outros concurseiros..vi que é possível sim..
                                                            Cristal, além da satisfação pessoal em contar nossa história, garanto que o pessoal que publica aqui fica feliz, como eu estou, em ver que suas experiências ajudam aos outros. Torço para que isso ocorra com mais pessoas, e que, volta e meia, precisando, você possa tirar mais força desse meu texto. Boa sorte!

                                                            Comentário


                                                            Working...
                                                            X