Announcement

Collapse
No announcement yet.

Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • Murilo Oliveira
    • 28/05/11
    • 4816

    Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

    Em 01/01/X9, a Cia. Alfa adquiriu 20% da Cia. Beta por R$ 50.000,00, não possuindo influência na Administração. O Patrimônio Líquido da Cia. Beta, em 01/01/X9, era de R$ 250.000,00 e a Cia. Alfa adquiriu apenas ações preferenciais. Durante X9 a Cia. Beta obteve um lucro de R$ 75.000,00 e distribuiu dividendos no valor de R$ 50.000,00. Com base nessas informações, o valor do investimento contabilizado no Ativo da Cia Alfa pela receita decorrente de tal investimento evidenciada em sua Demonstração de Resultados foram, respectivamente e em reais,



    (A) 50.000,00 e 10.000,00

    (B) 55.000,00 e 5.000,00

    (C) 55.000,00 e 10.000,00

    (D) 65.000,00 e 10.000,00

    (E) 65.000,00 e 15.000,00


    Comentários à questão...
  • Luciano Ribeiro (O PEIXE)
    • 25/11/06
    • 3883

    #2
    Re: Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

    Se não tem infuência não é MEP, e sim CUSTO

    Coligada é uma entidade, incluindo aquela não constituída sob a forma de sociedade tal como uma parceria, sobre a qual o investidor tem influência significativa e que não se configura como controlada ou participação em empreendimento sob controle conjunto (joint venture).

    Controle conjunto é o compartilhamento do controle, contratualmente estabelecido, sobre uma atividade econômica que existe somente quando as decisões estratégicas, financeiras e operacionais relativas à atividade exigirem o consentimento unânime das partes que compartilham o controle (os empreendedores).

    Influência significativa é o poder de participar nas decisões financeiras e operacionais da investida, sem controlar de forma individual ou conjunta essas políticas.

    Influência significativa

    6. Se o investidor mantém direta ou indiretamente (por exemplo, por meio de controladas), vinte por cento ou mais do poder de voto da investida, presume-se que ele tenha influência significativa, a menos que possa ser claramente demonstrado o contrário. Por outro lado, se o investidor detém, direta ou indiretamente (por meio de controladas, por exemplo), menos de vinte por cento do poder de voto da investida, presume-se que ele não tenha influência significativa, a menos que essa influência possa ser claramente demonstrada. A propriedade substancial ou majoritária da investida por outro investidor não necessariamente impede que o investidor minoritário tenha influência significativa.

    7. A existência de influência significativa por investidor geralmente é evidenciada por um ou mais das seguintes formas:

    (a) representação no conselho de administração ou na diretoria da investida;

    (b) participação nos processos de elaboração de políticas, inclusive em decisões sobre dividendos e outras distribuições;

    (c) operações materiais entre o investidor e a investida;

    (d) intercâmbio de diretores ou gerentes; ou

    (e) fornecimento de informação técnica essencial.

    Método de equivalência patrimonial é o método de contabilização por meio do qual o investimento é inicialmente reconhecido pelo custo e posteriormente ajustado pelo reconhecimento da participação atribuída ao investidor nas alterações dos ativos líquidos da investida. O resultado do período do investidor deve incluir a parte que lhe cabe nos resultados gerados pela investida.





    Se fosse MEP:

    A) NA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO:

    D-INVEST
    C-CX...............50.000

    B)NO LUCRO DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

    D-INVESTIMENTO
    C-RECEITA...............15.0000

    C)NA DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

    D-DIV A RECEBER
    C-INVESTIMENTOS........10.000

    PELO CUSTO, QUE É CASO DESTA QUESTÃO, FARÍAMOS A LETRA A e C APENAS PORQUE A LETRA B É PARA HAVER PARIDADE ENTRE A PARTICIPAÇÃO E O PL DA INVESTIDA O QUE SÓ OCORRE NO MEP, VEJA:

    INVESTIDORA

    50.0000 = 20% DE P INVESTIDA QUE É 250.000

    SE PL INVESTIDA AUMENTA EM 75.000 PELO LUCRO OBTIDO, EU TB TENHO DE AJUSTAR A PARTICIPAÇÃO DA INVESTIDORA PORQUE ELA É REFLEXO DO QUE ACONTECE NO PL INVESTIDA:

    PL INVESTIDA = 250.000+75.000=325.000

    PARTICIPAÇÃO INVESTIDORA ACOMPANHA, OU SEJA, AOS 50.000 INICIAIS EU PRECISO CONTABILIZAR O % DOS 75.000 OBTIDOS, OU SEJA:

    INVESTIMENTO=50.000 + 15.000(75.000X20%)=65.000

    QUANDO INVESTIDA DISTRIBUI, SEU PL DIMINUI E EU, COMO INVESTIDORA PELO MEP, TAMBÉM PRECISO AJUSTAR DE NOVO MEU INVESTIMENTO:

    PL INVESTIDA=250.000+75.000-50.000=275.000

    INVESTIMENTO MEP

    50.000+15.000-10.000=55.000(20% DE 275.000)

    VOLTANDO AO MÉTODO DE CUSTOS:


    A) NA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO:

    D-INVEST
    C-CX...............50.000

    C)NA DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

    D-DIV A RECEBER
    C-INVESTIMENTOS........10.000


    Originally posted by Murilo Oliveira View Post
    Em 01/01/X9, a Cia. Alfa adquiriu 20% da Cia. Beta por R$ 50.000,00, não possuindo influência na Administração. O Patrimônio Líquido da Cia. Beta, em 01/01/X9, era de R$ 250.000,00 e a Cia. Alfa adquiriu apenas ações preferenciais. Durante X9 a Cia. Beta obteve um lucro de R$ 75.000,00 e distribuiu dividendos no valor de R$ 50.000,00. Com base nessas informações, o valor do investimento contabilizado no Ativo da Cia Alfa pela receita decorrente de tal investimento evidenciada em sua Demonstração de Resultados foram, respectivamente e em reais,



    (A) 50.000,00 e 10.000,00

    (B) 55.000,00 e 5.000,00

    (C) 55.000,00 e 10.000,00

    (D) 65.000,00 e 10.000,00

    (E) 65.000,00 e 15.000,00


    Comentários à questão...
    Last edited by Luciano Ribeiro (O PEIXE); Sat, 20/08/11, 01:03 PM.

    Comentário

    • Murilo Oliveira
      • 28/05/11
      • 4816

      #3
      Re: Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

      Esta preciso de mais questões parecidas


      Originally posted by Luciano Ribeiro (O PEIXE) View Post
      Se não tem infuência não é MEP, e sim CUSTO

      Coligada é uma entidade, incluindo aquela não constituída sob a forma de sociedade tal como uma parceria, sobre a qual o investidor tem influência significativa e que não se configura como controlada ou participação em empreendimento sob controle conjunto (joint venture).

      Controle conjunto é o compartilhamento do controle, contratualmente estabelecido, sobre uma atividade econômica que existe somente quando as decisões estratégicas, financeiras e operacionais relativas à atividade exigirem o consentimento unânime das partes que compartilham o controle (os empreendedores).

      Influência significativa é o poder de participar nas decisões financeiras e operacionais da investida, sem controlar de forma individual ou conjunta essas políticas.

      Influência significativa

      6. Se o investidor mantém direta ou indiretamente (por exemplo, por meio de controladas), vinte por cento ou mais do poder de voto da investida, presume-se que ele tenha influência significativa, a menos que possa ser claramente demonstrado o contrário. Por outro lado, se o investidor detém, direta ou indiretamente (por meio de controladas, por exemplo), menos de vinte por cento do poder de voto da investida, presume-se que ele não tenha influência significativa, a menos que essa influência possa ser claramente demonstrada. A propriedade substancial ou majoritária da investida por outro investidor não necessariamente impede que o investidor minoritário tenha influência significativa.

      7. A existência de influência significativa por investidor geralmente é evidenciada por um ou mais das seguintes formas:

      (a) representação no conselho de administração ou na diretoria da investida;

      (b) participação nos processos de elaboração de políticas, inclusive em decisões sobre dividendos e outras distribuições;

      (c) operações materiais entre o investidor e a investida;

      (d) intercâmbio de diretores ou gerentes; ou

      (e) fornecimento de informação técnica essencial.

      Método de equivalência patrimonial é o método de contabilização por meio do qual o investimento é inicialmente reconhecido pelo custo e posteriormente ajustado pelo reconhecimento da participação atribuída ao investidor nas alterações dos ativos líquidos da investida. O resultado do período do investidor deve incluir a parte que lhe cabe nos resultados gerados pela investida.





      Se fosse MEP:

      A) NA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO:

      D-INVEST
      C-CX...............50.000

      B)NO LUCRO DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

      D-INVESTIMENTO
      C-RECEITA...............15.0000

      C)NA DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

      D-DIV A RECEBER
      C-INVESTIMENTOS........10.000

      PELO CUSTO, QUE É CASO DESTA QUESTÃO, FARÍAMOS A LETRA A e C APENAS PORQUE A LETRA B É PARA HAVER PARIDADE ENTRE A PARTICIPAÇÃO E O PL DA INVESTIDA O QUE SÓ OCORRE NO MEP, VEJA:

      INVESTIDORA

      50.0000 = 20% DE P INVESTIDA QUE É 250.000

      SE PL INVESTIDA AUMENTA EM 75.000 PELO LUCRO OBTIDO, EU TB TENHO DE AJUSTAR A PARTICIPAÇÃO DA INVESTIDORA PORQUE ELA É REFLEXO DO QUE ACONTECE NO PL INVESTIDA:

      PL INVESTIDA = 250.000+75.000=325.000

      PARTICIPAÇÃO INVESTIDORA ACOMPANHA, OU SEJA, AOS 50.000 INICIAIS EU PRECISO CONTABILIZAR O % DOS 75.000 OBTIDOS, OU SEJA:

      INVESTIMENTO=50.000 + 15.000(75.000X20%)=65.000

      QUANDO INVESTIDA DISTRIBUI, SEU PL DIMINUI E EU, COMO INVESTIDORA PELO MEP, TAMBÉM PRECISO AJUSTAR DE NOVO MEU INVESTIMENTO:

      PL INVESTIDA=250.000+75.000-50.000=275.000

      INVESTIMENTO MEP

      50.000+15.000-10.000=55.000(20% DE 275.000)

      VOLTANDO AO MÉTODO DE CUSTOS:


      A) NA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO:

      D-INVEST
      C-CX...............50.000

      C)NA DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

      D-DIV A RECEBER
      C-INVESTIMENTOS........10.000

      Comentário

      • Luciano Ribeiro (O PEIXE)
        • 25/11/06
        • 3883

        #4
        Re: Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

        Poste mais questões para treinar, entao. Sucesso!

        Originally posted by Murilo Oliveira View Post
        Esta preciso de mais questões parecidas

        Comentário

        • CONCURSADODF
          • 03/08/09
          • 31

          #5
          Re: Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

          Originally posted by Luciano Ribeiro (O PEIXE) View Post
          Se não tem infuência não é MEP, e sim CUSTO

          Coligada é uma entidade, incluindo aquela não constituída sob a forma de sociedade tal como uma parceria, sobre a qual o investidor tem influência significativa e que não se configura como controlada ou participação em empreendimento sob controle conjunto (joint venture).

          Controle conjunto é o compartilhamento do controle, contratualmente estabelecido, sobre uma atividade econômica que existe somente quando as decisões estratégicas, financeiras e operacionais relativas à atividade exigirem o consentimento unânime das partes que compartilham o controle (os empreendedores).

          Influência significativa é o poder de participar nas decisões financeiras e operacionais da investida, sem controlar de forma individual ou conjunta essas políticas.

          Influência significativa

          6. Se o investidor mantém direta ou indiretamente (por exemplo, por meio de controladas), vinte por cento ou mais do poder de voto da investida, presume-se que ele tenha influência significativa, a menos que possa ser claramente demonstrado o contrário. Por outro lado, se o investidor detém, direta ou indiretamente (por meio de controladas, por exemplo), menos de vinte por cento do poder de voto da investida, presume-se que ele não tenha influência significativa, a menos que essa influência possa ser claramente demonstrada. A propriedade substancial ou majoritária da investida por outro investidor não necessariamente impede que o investidor minoritário tenha influência significativa.

          7. A existência de influência significativa por investidor geralmente é evidenciada por um ou mais das seguintes formas:

          (a) representação no conselho de administração ou na diretoria da investida;

          (b) participação nos processos de elaboração de políticas, inclusive em decisões sobre dividendos e outras distribuições;

          (c) operações materiais entre o investidor e a investida;

          (d) intercâmbio de diretores ou gerentes; ou

          (e) fornecimento de informação técnica essencial.

          Método de equivalência patrimonial é o método de contabilização por meio do qual o investimento é inicialmente reconhecido pelo custo e posteriormente ajustado pelo reconhecimento da participação atribuída ao investidor nas alterações dos ativos líquidos da investida. O resultado do período do investidor deve incluir a parte que lhe cabe nos resultados gerados pela investida.





          Se fosse MEP:

          A) NA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO:

          D-INVEST
          C-CX...............50.000

          B)NO LUCRO DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

          D-INVESTIMENTO
          C-RECEITA...............15.0000

          C)NA DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

          D-DIV A RECEBER
          C-INVESTIMENTOS........10.000

          PELO CUSTO, QUE É CASO DESTA QUESTÃO, FARÍAMOS A LETRA A e C APENAS PORQUE A LETRA B É PARA HAVER PARIDADE ENTRE A PARTICIPAÇÃO E O PL DA INVESTIDA O QUE SÓ OCORRE NO MEP, VEJA:

          INVESTIDORA

          50.0000 = 20% DE P INVESTIDA QUE É 250.000

          SE PL INVESTIDA AUMENTA EM 75.000 PELO LUCRO OBTIDO, EU TB TENHO DE AJUSTAR A PARTICIPAÇÃO DA INVESTIDORA PORQUE ELA É REFLEXO DO QUE ACONTECE NO PL INVESTIDA:

          PL INVESTIDA = 250.000+75.000=325.000

          PARTICIPAÇÃO INVESTIDORA ACOMPANHA, OU SEJA, AOS 50.000 INICIAIS EU PRECISO CONTABILIZAR O % DOS 75.000 OBTIDOS, OU SEJA:

          INVESTIMENTO=50.000 + 15.000(75.000X20%)=65.000

          QUANDO INVESTIDA DISTRIBUI, SEU PL DIMINUI E EU, COMO INVESTIDORA PELO MEP, TAMBÉM PRECISO AJUSTAR DE NOVO MEU INVESTIMENTO:

          PL INVESTIDA=250.000+75.000-50.000=275.000

          INVESTIMENTO MEP

          50.000+15.000-10.000=55.000(20% DE 275.000)

          VOLTANDO AO MÉTODO DE CUSTOS:


          A) NA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO:

          D-INVEST
          C-CX...............50.000

          C)NA DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS DA INVESTIDA, A INVESTIDORA FARIA

          D-DIV A RECEBER
          C-INVESTIMENTOS........10.000

          Professor Luciano o senhor sabe o porquê desta questão ter sido anulada, e se consta no edital de Auditor do DF a previsão para cair esse tipo de questão - Avaliações Permanentes?

          Grato,
          Last edited by CONCURSADODF; Fri, 09/09/11, 10:43 AM.

          Comentário

          • Murilo Oliveira
            • 28/05/11
            • 4816

            #6
            Re: Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

            Seria essa a divisão das perguntas? Se sim, a primeira refere-se ao valor do investimento contabilizado pela receita, e não ao seu valor original.


            Originally posted by Murilo Oliveira View Post
            [SIZE="4"]
            (...) o valor do investimento contabilizado no Ativo da Cia Alfa pela receita decorrente de tal investimento evidenciada em sua Demonstração de Resultados foram, respectivamente e em reais,
            (...)

            Comentário

            • Murilo Oliveira
              • 28/05/11
              • 4816

              #7
              Fiscal RO FCC 2010 - Contabilização de Investimento

              Anulada...

              Comentário


              Working...
              X