Announcement

Collapse
No announcement yet.

Lucro real, provisão IR e análise vertical

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • FLYING HIGH
    • 06/02/08
    • 365

    Lucro real, provisão IR e análise vertical

    Fala aí...
    Professor, pode me tirar as seguintes dúvidas:

    primeiro esta questão:

    -uma empresa teve as seguintes despesas:

    brindes 6000
    pdd 12000
    prov perdas trab 18000
    prov 13º salário 11000
    prov férias 10000
    Considerando-se esses fatos, para a apuração do lucro real, o valor das adições temporárias eh...
    gaba 30000.

    -Outra coisa: como se faz o cálculo da provisão p IR com base no lucro estimado mensal, sendo a empresa tributada pelo lucro real anual???

    - mais uma: na análise vertical, o coeficiente de realizações a longo prazo tem qual fórmula( eu tb nunca ouvi falar desse coeficiente, mas caiu em um simu q fiz )???

    VALEU!!!
  • Luciano Rosa
    • 13/12/06
    • 2978

    #2
    Re: 3 Dúvidas

    Olá, FLYING HIGH

    Aí vai :

    "brindes 6000
    pdd 12000
    prov perdas trab 18000
    prov 13º salário 11000
    prov férias 10000
    Considerando-se esses fatos, para a apuração do lucro real, o valor das adições temporárias eh...
    gaba 30000."


    Os brindes são adições permanentes ( não são dedutíveis)

    A provisão para 13o. salário e a provisão para férias são dedutíveis.

    E a provisão para perdas trabalhista e a PDD são adições temporárias, pois podem ser dedutíveis se a perda ocorrer realmente.

    Ou seja, a provisão não é dedutível, devendo ser adicionada ao lucro para apuração do lucro real e do imposto de renda; mas se ocorrer a perda (seja PDD ou tabalhista), aí será dedutível.

    -----------xx-------------
    "-Outra coisa: como se faz o cálculo da provisão p IR com base no lucro estimado mensal, sendo a empresa tributada pelo lucro real anual???"

    Para empresas em geral (indústria ou comercio): usa 8% da receita mensal como base de cálculo para o IR.

    Para empresa de serviço, usa 32% da receita mensal como base de cálculo.

    A empresa pode diminuir ou suspender o recolhimento mensal por estimativa, se levantar um balanço em qualquer mês do ano, seguindo as normas comerciais, e comprovar que está tendo prejuízo ou que já recolheu mais imposto do que seria devido pelo lucro real.

    Este recolhimento mensal é uma estimativa, no final do ano a empresa calcula o IR pelo lucro real e recolhe o que faltar.
    ----------xx-----------

    "- mais uma: na análise vertical, o coeficiente de realizações a longo prazo tem qual fórmula( eu tb nunca ouvi falar desse coeficiente, mas caiu em um simu q fiz )???"

    Na análise vertical, calculamos o percentual que cada conta represento do total.

    Assim :

    Caixa..........................10.000 ....10%
    Estoque......................15.000....15%
    Duplicatas a receber.......2.000......2%

    Ativo realiz. L.P...........25.000......25%

    imobilizado..................33.000......33 %
    intamgível...................15.000......15 %

    Total do Ativo............100.000......100 %

    Assim, o coeficiente das realizações a longo prazo será o ativo realizavel a longo prazo dividido pelo total do ativo.

    Qualquer dúvida, volte ao assunto, ok ?

    Um abraço

    Kazuo
    Last edited by Luciano Rosa; Mon, 23/11/09, 12:08 AM.

    Comentário

    • franz_liszt82
      • 19/01/08
      • 529

      #3
      Re: 3 Dúvidas

      Fala mestre. Poderia dar um exemplo de contabilização dessas provisões não-dedutíveis.(criação e efetiva baixa, quando evento incerto acontece e quando não acontece)

      Comentário

      • FLYING HIGH
        • 06/02/08
        • 365

        #4
        Re: 3 Dúvidas

        Valeu, Kazuo. Obrigado. Eu vou fazer as questões aki e, se naum achar o resultado, volto p cá...
        Abs!!!

        Comentário

        • Luciano Rosa
          • 13/12/06
          • 2978

          #5
          Re: 3 Dúvidas

          Originally posted by franz_liszt82 View Post
          Fala mestre. Poderia dar um exemplo de contabilização dessas provisões não-dedutíveis.(criação e efetiva baixa, quando evento incerto acontece e quando não acontece)
          Olá, Franz_liszt82

          Vamos lá:

          Supondo a contabilização de uma provisão para contingências trabalhistas (uma ação contra a empresa, movida por algum ex-funcionário) :

          D – Despesa com contingência trabalhista (resultado)...........10.000
          C – Provisão para contingência trabalhista (Passivo).............10.000

          Repare que a contabilização acima diminuiu o lucro do exercício em 10.000 (debitamos resultado)

          Digamos que a empresa apurou um lucro antes do IR de 100.000 (já considerando a contabilização acima), e que a alíquota do IR seja de 15%.

          Na contabilidade :

          LAIR.............................................. .......100.000
          Provisão para IR......................................(15.000)

          Lucro após IR a antes participaões..........85.000

          Contabilização da Provisão para IR :

          D – Provisão para IR (resultado)............15.000
          C – IR a recolher (passivo).....................15.000

          ----------xx-----------
          No Lalur : (considerando que a provisão trabalhista não é dedutível) :

          Lucro contábil Antes IR...........................100.0000
          (+) adições
          Provisão trabalhista....................................10. 000

          Lucro Real (base para IR).........................110.000
          IR (15%)............................................. ........16.500

          O valor da provisão trabalhista adicionado ao lucro fica registrado na Parte B do LALUR (livro de apuração do lucro real).

          ---------------xx------------
          Na contabilidade :

          Fizemos um lançamento na conta “IR a Recolher” de 15.000.

          Mas o valor apurado no LALUR (e que será recolhido ) é de 16.500.

          Para acertar, fazemos um lançamento na contabilidade de Imposto de Renda Diferido:

          D – Imposto de Renda Diferido....................1.500
          C – Imposto de renda a recolher...................1.500

          Essa contabilização foi explorada em recente questão da FVG, confira no link abaixo :

          http://www.forumconcurseiros.com/for...st%E3o+recurso

          ------------xx------------
          Continuando...

          Vamos supor que no ano seguinte a empresa perca a ação trabalhista ( no valor exato de 10.000, para simplificar os lançamentos. Eventuais diferenças a maior ou menor deveriam ser complementadas ou estornadas, respectivamente).

          Contabilidade:

          Pelo pagamento :

          D – Provisão para contingência trabalhista (passivo)........10.000
          C – Caixa (ou Bancos)........................................... ............10.000

          Não afetou o resultado, pois isso já ocorreu quando da constituição da provisão>

          Supondo que o lucro antes do IR foi novamente de 100.000 :

          Na contabilidade :

          LAIR.............................................. .......100.000
          Provisão para IR......................................(15.000)

          Lucro após IR a antes participaões..........85.000

          Contabilização da Provisão para IR :

          D – Provisão para IR (resultado)............15.000
          C – IR a recolher (passivo).....................15.000

          -----------xx------------
          No LALUR: (considerando que a provisão trabalhista ainda não foi considerada, para efeito de IR

          Lucro contábil Antes IR...........................100.0000
          (-) exclusões
          Provisão trabalhista.(Parte B LALUR)......(10.000)

          Lucro Real (base para IR)......................... 90.000
          IR (15%)............................................. ........ 13.500

          Aqui, encerramos este registro na parte B do LALUR.

          -------------xx---------
          E finalmente o acerto do IR diferido :

          Na contabilidade, apuramos um IR de 15.000.

          No LALUR, apuramos um IR de 13.500

          Contabilização :

          D – Imposto de renda a recolher...................1.500
          C – Imposto de Renda Diferido....................1.500

          Zerando a conta de IR Diferido.

          ======xx==============xx==========

          Vamos supor que a empresa ganhe a ação :

          Na contabilidade

          D – Provisão para contingência trabalhista.(passivo).........10.000
          C – Estorno da provisão trabalhista (resultado)..................10.000

          O resultado aumentou 10.000, em decorrência desta contabilização.

          Vamos supor que o LAIR seja 110.000 (os 100.000 do exemplo anterior mais os 10.000 da reversão da provisão).

          Na contabilidade :

          LAIR.............................................. .......110.000
          Provisão para IR....................................(16.500)

          Lucro após IR a antes participaões..........93.500

          Contabilização da Provisão para IR :

          D – Provisão para IR (resultado)............16.500
          C – IR a recolher (passivo).....................16.500

          ------------xx--------------
          No LALUR:

          Lucro contábil Antes IR...........................110.0000
          (-) exclusões
          Provisão trabalhista.(Parte B LALUR)......(10.000)

          Lucro Real (base para IR)......................... 100.000
          IR (15%)............................................. ........ 15.000

          O valor de 10.000 já foi tributado anteriormente; como agora tal valor aumentou o lucro (que passou de 100.000 para 110.000), devemos diminuir o lucro, para não tributá-lo duas vezes.

          -----------------xx-------------
          Acerto do IR diferido :

          Na contabilidade, apuramos um IR de 16.500.

          No LALUR, apuramos um IR de 15.000

          Contabilização :

          D – Imposto de renda a recolher...................1.500
          C – Imposto de Renda Diferido....................1.500

          Zerando a conta de IR Diferido.

          -----------xx-----------------

          Colegas, tentem contabilizar em razonetes, fica bem fácil de entender.

          Qualquer dúvida, voltem ao assunto.

          Um abraço

          Kazuo

          Comentário


          Working...
          X