Announcement

Collapse
No announcement yet.

Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts

  • HTOCHA
    started a topic Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

    Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

    Boa Tarde pessoal,

    Acho que muitos aqui fizeram ontem a prova para Contador do Ministério da Fazenda e pelo que vejo as respostas foram diferentes quanto a estrutura do Balanço Patrimonial.

    A minha dúvida é:
    Quando questionado sobre a estrutura do Balanço Patrimonial publicado pela Secretaria do Tesouro Nacional devo indicar a estrutura sob o enfoque patrimonial (Ativo Circulante, Ativo Nao Circulante, etc), enfoque orçamentário (Ativo Financeiro, Ativo Permanente, etc) ou ambos? Qual seria a resposta que a banca espera?

  • fabibh
    replied
    Re: Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

    E teve mais uma alteraçao: RESOLUÇÃO CFC N.º 1.437/13 que altera as NBC 16 que sao do setor publico

    Leave a comment:


  • polari38
    replied
    Re: Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

    No caso da administração direta, creio que a estrutura deve ser somente a da Lei 4320/64. No caso de uma empresa estatal dependente, creio que tanto a Lei 4320/64 quanto a 6404/76 devem ser obedecidas. Já no caso de uma empresa estatal não dependente, penso que basta ela obedecer aos dispositivos da Lei 6404/76.

    Leave a comment:


  • HTOCHA
    replied
    Re: Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

    Originally posted by Auditora View Post
    Eu acredito que a banca queria que informássemos que a nova estrutura do BP, publicada pela STN, possui um enfoque mais patrimonial do que a estrutura exigida pela Lei 4320, que é mais orçamentária... Dando assim, mais informações consistentes aos usuários da informação.
    A alteração no PCASP, por exemplo, foi uma maneira de deixar a contabilidade pública, além de mais padronizada, mais patrimonial do que orçamentária, para seguir as normas internacionais de contabilidade e etc... Por que foi o PCASP que trouxe a divisão do Ativo e do Passivo para Circulante e Não Circulante, como a contabilidade privada, tirando o foco do orçamento...

    ACHO que era mais ou menos isso... mas não foi beeem isso que coloquei na minha dissertação.....
    Pois é Auditora, não coloquei exatamente desta forma também. Falei sobre a convergência às normas internacionais e falei sobre o Novo Plano de Contas. Quanto a estrutura e rubricas descrevi em conformidade ao Novo Plano de Contas. Depois comentei que a STN publicava também a estrutura antiga porque determinava o superávit financeiro, importante fonte para abertura de créditos adicionais. Mas fiz isso por intuição, porque lembrei de ter visto ambos os balanços no MCASP. Mas ainda fica a dúvida de qual seria a resposta mais apropriada.

    Leave a comment:


  • Auditora
    replied
    Re: Balanço Patrimonial - Discursiva Esaf

    Eu acredito que a banca queria que informássemos que a nova estrutura do BP, publicada pela STN, possui um enfoque mais patrimonial do que a estrutura exigida pela Lei 4320, que é mais orçamentária... Dando assim, mais informações consistentes aos usuários da informação.
    A alteração no PCASP, por exemplo, foi uma maneira de deixar a contabilidade pública, além de mais padronizada, mais patrimonial do que orçamentária, para seguir as normas internacionais de contabilidade e etc... Por que foi o PCASP que trouxe a divisão do Ativo e do Passivo para Circulante e Não Circulante, como a contabilidade privada, tirando o foco do orçamento...

    ACHO que era mais ou menos isso... mas não foi beeem isso que coloquei na minha dissertação.....

    Leave a comment:


Working...
X