Announcement

Collapse
No announcement yet.

Anvisa 2016

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • hokara
    • 29/08/16
    • 2

    #61
    Salve galera, estamos na luta. Bom estudos a todos!

    Comentário

    • BrunoNTCV
      • 12/07/16
      • 27

      #62
      Originally posted by Vaidenovo View Post
      Olá BrunoNTCV, poderia me ajudar! Tenho interesse em Fronteira..... Vai algumas dúvidas caso vc ou alguem possa me ajudar 1. Teve muitas vagas nos 2 Concursos de Remoção interna pra as fronteiras do Norte? 2. É possivel um servidor que, lotado em DF e antes de 3a do probatório, foi removido para Fronteira de ofício? Vc sabe como é ou ja ouviu falar é o trabalho nas fronteiras (escalas, plantoes). Grata pela ajuda

      Olá Vaidenovo, tudo bem? Andei meio sumido, mas respondendo às suas dúvidas, conforme o que conheço hoje sobre o assunto:
      1 - Não achei informações a respeito dos concursos de remoção interna realizados antes desse de 2016. Mas as vagas do último não contemplaram vagas para o Norte. Do tempo que estou aqui, vi que a maioria das remoções ocorre para as Regiões Sul e Sudeste, com a maioria das vagas surgidas para o estado de São Paulo. Mas já soube de gente que conseguiu remoção para o Nordeste também. Acredito que depende muito da força de trabalho que se altera ao longo do tempo de região para região.

      2 - É possível sim. Foi o que aconteceu com os colegas do último concurso de remoções. Alguns deles não eram estáveis ainda, mas puderam participar e conseguir a remoção. Só que nesse caso, ficou acordado previamente que a ANVISA não pagaria os custos embutidos na mudança, como deve ser na remoção de ofício. Ficou por conta deles mesmo. Foi o que ouvi falar.

      3 - Infelizmente não conheço muito a respeito de como ocorre o trabalho da atividade nas fronteiras. Sei que existem alguns colegas que fazem um horário mais flexível em alguns estados, trabalhando até 6 h seguidas, em determinados dias da semana, mas, ainda assim, cumprindo com a jornada de 40 h semanais. Agora o controle deve ter ficado um pouco mais rígido, por conta da implantação do ponto eletrônico nas Coordenações e Portos estaduais.

      Comentário

      • BrunoNTCV
        • 12/07/16
        • 27

        #63
        Originally posted by Mtosss View Post
        BRUNONTCV, muito legal da sua parte estar nos ajudando com tantas informações preciosas!!

        Deixa eu te fazer umas perguntas idiotas:
        Para quem quer ir para Brasília (sou de SP) consegue se manter ai com esse salário (todo mundo fala do alto custo de vida de Brasília....)?
        O ambiente de trabalho na ANVISA é muito formal? Trabalha-se de roupa social?
        A quantidade de trabalho é normal ou é no nível sufocante de muitas empresas?
        Existe um plano de carreira razoável? Funciona? (tem empresas que tem o plano de carreira, mas só na teoria, porque na prática ninguém sobre.... trabalho num órgão público que é assim)....

        Bom. Essa é uma questão relativa. Depende de alguns fatores pessoais, como: onde você quer morar, se vai morar sozinho, dividir aluguel, etc, etc. O custo de vida em Brasília é alto sim. Mas com uma remuneração dessas você pode viver bem em vários cantos daqui.
        Veja: com R$ 4.760,00 por mês, que era a remuneração que se esperava receber no tempo que prestei o concurso, muita gente perguntava isso também. E assim... essas pessoas estão aqui hoje em dia e se mantêm numa boa com essa remuneração. Saem, viajam, vivem e tudo mais. Sendo ela de agora uns quase R$ 6.000,00, acredito que dá tranquilo. Para alguns parece pouco, para uma cidade como Brasília. Mas eu penso que seja um valor legal para viver bem. Se você tiver filhos e cônjuge, talvez pese, mas ainda assim é possível, se houver um planejamento legal. Teve gente, inclusive, que na época que veio, se reuniu como uma república e alugou uma casa para todos, dividiram despesas e, após conhecerem melhor como funcionava a cidade, foram para os seus respectivos locais de agrado, como Cruzeiro, Sudoeste, Guará, Águas Claras, Taguatinga, Vicente Pires, etc, que são os locais mais próximos da ANVISA, que fica no SIA, local onde não há setor residencial. Tem ainda colegas nas Asas Sul e Norte, um pouquinho mais longe, mas que também podem ser considerados bairros nobres da cidade. E olha, esses colegas moram lá e vivem numa boa também com essa remuneração.
        O que eu não acho que dá é pra morar em regiões super nobres, por assim dizer (de ricos mesmo, sabe?), como Lago Sul, Lago Norte, Park Way e Núcleo Bandeirante (apesar de que nesta última você acha alugueis para apartamentos num preço mais justo. Coloquei na lista porque a galera que mora lá, na sua maioria, são bons de condição financeira, sabe? Gente mais velha e já estabelecida). Fica muito pesado. Aluguel naquelas bandas é de 3.000 pra lá, pois são casarões, em geral.
        E existem ainda outras regiões mais baratas, como Ceilândia, Samambaia, Sobradinho, Recanto das Emas, Setor "O", M-Norte, as QNL's e algumas cidades do entorno (meu caso, mas não aconselho a morar de aluguel lá). Por essas bandas, acredito que você consegue encontrar alugueis de até 700,00, se pesquisar direitinho. Só é ruim, porque é mais longe em comparação às que eu citei anteriormente, e muitas pessoas consideram regiões menos seguras. Por isso o pessoal que vem, prefere as primeiras. Não que isso seja absoluto. Todo lugar tem seus prós e contras na segurança. Isso que eu te falei é sobre moradia, certo?
        Quanto à alimentação, aqui é caro se você comer fora todo dia. Acho que pesa no fim do mês. Em média, paga-se R$ 20,00 por refeição. O pessoal costuma comer nos restaurantes da feira e no da ANVISA agora. Tem a opção da marmita que vende do lado de fora também, mais barata, em média uns R$ 10,00. O auxílio-alimentação do Executivo é destinado a um gasto diário de pouco mais de R$ 15,00 por dia. Veja que se você só almoça todos os dias fora e gasta em média esses 20,00 que te falei, mais uns 10,00 com lanche todo dia, é tipo o dobro do estipulado. Fora a janta e o café da manhã; Aí você tem que completar da remuneração. Compensa muito cozinhar, pelo menos algumas vezes, para baixar esse gasto.
        Compras de casa em mercado nem se fala. As coisas estão cada dia mais caras e o que você antes conseguia fazer com 400,00, hoje coloque pelo menos mais R$ 200,00 como complemento. Mas se você morar só, penso eu que uns R$ 500,00 é mais que suficiente para compras do mês. É só controlar certinho. Mas é claro, minha opinião. Pode ser que você gaste bem menos que isso. Ou mais, é claro.
        No caso do transporte, é aí que entra a questão: "carro, usar ou não usar?". Não é nem ter ou não ter. Se você puder, compre um assim que der. Porque, pelo menos aqui em Brasília, eu considero uma necessidade básica. Os bairros costumam ser distantes uns dos outros e tem muitas vezes que você quer sair à noite e tal. Um carro próprio auxilia muito. Táxi é bem caro. Uber mais ou menos. Locomover-se no transporte público (ônibus) daqui é possível sim, passagens em média de 3,00 e viagens até tranquilas, por conta das faixas exclusivas. Mas a título de experiência própria, os anos me mostraram que você tem uma enorme perda de qualidade de vida (cheios demais na hora do rush) e tempo. Metrô é legal, mas não tem para todas as regiões. Inclusive, aqui para a ANVISA não tem linha. Apesar do nosso trânsito caótico, digamos que você costuma demorar uns minutos a mais para chegar onde quer de ônibus do que se estiver de carro. Agora se você escolher morar em regiões mais próximas, isso já é um pouco atenuado. Gasolina em média uns R$ 3,50 por litro, hoje, pelo menos. Eu gasto muito com ela, porque minha casa é longe pra cacete, mas me viro numa boa. Quem mora em Brasília e tem um carro econômico gasta bem pouco por mês. Digamos aí uns 300,00 a 400,00 por mês. Se brincar, até menos. Eu considero pouco, porque veja: devo gastar mais 1000,00 por mês kkk.
        O ambiente daqui é diversificado. No meu setor pelo menos, nem mesmo o chefe usa muito roupa social, no máximo uma camisa social, calça jeans e tênis. Eu inclusive questionei isso a ele no dia que tomei posse, e ele me deu total liberdade para vestir o que me desse na telha. Varia dependendo do setor que você parar. Se trabalhares numa Diretoria, por exemplo, e todo dia o Diretor passar te dando bom dia e você lá com a camisa do seu time do coração? Imagina isso? Pega meio mal kkk.
        Aplico o mesmo pensamento à quantidade de trabalho. Depende do seu setor. No meu, o nosso trabalho é bem tranquilo, pesando mais no início da semana. No fim dela, quase não temos muita coisa. É um nível aceitável e nem se compara com o nível de trabalho na iniciativa privada. Trabalha-se muito mais nela e, às vezes, nem se ganha o suficiente por isso. Não tem essa de pressão diária a todo o tempo. Há dias cheios e dias menos cheios. Por isso, mais uma vez, depende do local de lotação.
        O plano de carreira da ANVISA é cumprido desde que você cumpra as exigências necessárias, como fazer os cursos de capacitação e ter o tempo de serviço previsto nos regimentos para progredir. Tem aquela questão da disponibilidade orçamentária, mas acho que nunca vi ninguém ficar sem progredir por conta desse fator. É um plano de carreira bastante valorizado na minha opinião. E os servidores sempre estão aí lutando pela melhoria. No mais é isso.

        Comentário

        • BrunoNTCV
          • 12/07/16
          • 27

          #64
          Originally posted by simone ferreira View Post
          BrunoNTCV, poderia por gentileza disponibilizar as vagas disponiveis do último concurso de remoção? Grata

          Veja este link, Simone:

          http://portal.anvisa.gov.br/document...3-819edbeb0649

          Comentário

          • BrunoNTCV
            • 12/07/16
            • 27

            #65
            Originally posted by yasminmmm View Post
            BrunoNTCV, muitíssimo obrigada por todas as informações disponibilizadas! Me senti na obrigação de fazer uma conta aqui para agradecê-lo. Espero que o esforço que estou dedicando a este concurso me traga bons frutos.

            Colegas, vocês têm alguma ideia de como deve ser feita uma discursiva da CESPE? Terminei o ensino médio há dois anos, então discursiva, ao meu modo, é aquela toda organizadinha com introdução, desenvolvimento e conclusão, dissertativa-argumentativa, estilo enem mesmo rs. Encontrei umas informações avulsas na internet dizendo que não é pra ser assim, que o foco é basicamente responder os tópicos elecandos, sem ater-se ao padrão de organização textual. Alguém já fez discursiva da cespe? Sabem onde encontrar uma redação modelo, só pra ter uma ideia? Estou bem preocupada com isso. Se alguém tiver a pretenção de fazer um grupo no wpp ou no face pra trocar informações sobre a discursiva, me inclua, favô.

            Olá yasminmmm.
            Um professor do cursinho que fiz, certa vez me disse que existe um padrão que o Cespe adota e geralmente é o aceito nas suas provas discursivas. Eu faço assim até hoje e serviu bastante no concurso da ANVISA de 2013.
            O Cespe costuma colocar sempre um texto motivacional para dizer o que mais ou menos ele vai te cobrar a seguir. Depois ele manda uma relação com três ou quatro tópicos sobre o assunto que deseja que você disserte e manda a quantidade de linhas que você deve usar para colocar isso no papel.
            Na introdução, eu costumo pegar uma síntese destes tópicos e colocá-los no início para dizer mais ou menos: "Olha, banca, os tópicos que você pediu e que eu vou comentar mais detalhadamente nas próximas linhas, são esses aí." Teve uma prova do MPU não sei de que ano, a qual pedia para falar do Planejamento do Brasil para a Copa de 2014 e comentar sobre os níveis de planejamento existentes, quais sejam, o estratégico, o tático e o operacional (cada nível era um tópico). Assim, em um primeiro momento, o que era bom fazer: conceituar um pouco o planejamento, dizer que o Brasil precisará dele para a Copa e "tarara" e que os níveis são esses aí.
            No Desenvolvimento era simplesmente usar um parágrafo para descrever cada nível do planejamento, exemplificando-os na prática e fazendo as citações que se fizessem necessárias, como autores, legislações, etc, etc.
            Na conclusão, bastava meio que "fechar" suas ideias, abordando todos os tópicos falados como se você dissesse pra banca: "Falei sobre o que você pediu e aqui retomo o que foi dito, apenas finalizando meu raciocínio. É meio "reescrever" a introdução de uma forma conclusiva.
            Isso é o que eu uso normalmente. Tem dado certo. Mas assim, não tome como absoluto. Tem muito mais coisas e acredito que os colegas ou um bom curso de discursivas pode auxiliar mais ainda hehe.
            Bons estudos.



            Comentário

            • yasminmmm
              • 30/08/16
              • 2

              #66
              Originally posted by BrunoNTCV View Post


              Olá yasminmmm.
              Um professor do cursinho que fiz, certa vez me disse que existe um padrão que o Cespe adota e geralmente é o aceito nas suas provas discursivas. Eu faço assim até hoje e serviu bastante no concurso da ANVISA de 2013.
              O Cespe costuma colocar sempre um texto motivacional para dizer o que mais ou menos ele vai te cobrar a seguir. Depois ele manda uma relação com três ou quatro tópicos sobre o assunto que deseja que você disserte e manda a quantidade de linhas que você deve usar para colocar isso no papel.
              Na introdução, eu costumo pegar uma síntese destes tópicos e colocá-los no início para dizer mais ou menos: "Olha, banca, os tópicos que você pediu e que eu vou comentar mais detalhadamente nas próximas linhas, são esses aí." Teve uma prova do MPU não sei de que ano, a qual pedia para falar do Planejamento do Brasil para a Copa de 2014 e comentar sobre os níveis de planejamento existentes, quais sejam, o estratégico, o tático e o operacional (cada nível era um tópico). Assim, em um primeiro momento, o que era bom fazer: conceituar um pouco o planejamento, dizer que o Brasil precisará dele para a Copa e "tarara" e que os níveis são esses aí.
              No Desenvolvimento era simplesmente usar um parágrafo para descrever cada nível do planejamento, exemplificando-os na prática e fazendo as citações que se fizessem necessárias, como autores, legislações, etc, etc.
              Na conclusão, bastava meio que "fechar" suas ideias, abordando todos os tópicos falados como se você dissesse pra banca: "Falei sobre o que você pediu e aqui retomo o que foi dito, apenas finalizando meu raciocínio. É meio "reescrever" a introdução de uma forma conclusiva.
              Isso é o que eu uso normalmente. Tem dado certo. Mas assim, não tome como absoluto. Tem muito mais coisas e acredito que os colegas ou um bom curso de discursivas pode auxiliar mais ainda hehe.
              Bons estudos.







              Nossa, valeu mesmo pelo "norte". Já estava tentando ajustar meu modus operandi em redação (e falhando miseravelmente) porque só vejo gente dizendo que cada parágrafo deve ser destinado a responder um dos tópicos que a banca citou, e tipo???? Isso é muito confuso. hahaha

              Ah, como estão os ânimos do povo concurseiro aí em Brasília? A nível de concorrência. Porque no concurso passado houve aplicação de prova em muitas capitais. Fora que não foi em uma época com um pipoco de Tribunais saindo (como agora). Será que o quantitativo de inscritos ficará no mesmo patamar (cerca de uns 20.000 a 30.000)? Ou será que sobe muito? Se bem que agora o país está em crise, e a Anvisa abriu vagas apenas para um cargo. Pergunto a nível de curiosidade, mesmo, sei bem que havendo 1.000 ou 100.000 inscritos, haverão 58 negos bem preparados chegando com tudo nessa prova. :/

              Comentário

              • hokara
                • 29/08/16
                • 2

                #67
                Turma! Quem é de fora de Brasilia e topa rachar o hotel no dia 03 e 04? Estou saindo de MT no dia 03 para voltar dia 04.

                BrunoNTCV: Pode indicar algum hotel fácil? (barato. rs...)

                Comentário

                • villabrotas
                  • 18/02/14
                  • 47

                  #68
                  Originally posted by BrunoNTCV View Post


                  Olá yasminmmm.
                  Um professor do cursinho que fiz, certa vez me disse que existe um padrão que o Cespe adota e geralmente é o aceito nas suas provas discursivas. Eu faço assim até hoje e serviu bastante no concurso da ANVISA de 2013.
                  O Cespe costuma colocar sempre um texto motivacional para dizer o que mais ou menos ele vai te cobrar a seguir. Depois ele manda uma relação com três ou quatro tópicos sobre o assunto que deseja que você disserte e manda a quantidade de linhas que você deve usar para colocar isso no papel.
                  Na introdução, eu costumo pegar uma síntese destes tópicos e colocá-los no início para dizer mais ou menos: "Olha, banca, os tópicos que você pediu e que eu vou comentar mais detalhadamente nas próximas linhas, são esses aí." Teve uma prova do MPU não sei de que ano, a qual pedia para falar do Planejamento do Brasil para a Copa de 2014 e comentar sobre os níveis de planejamento existentes, quais sejam, o estratégico, o tático e o operacional (cada nível era um tópico). Assim, em um primeiro momento, o que era bom fazer: conceituar um pouco o planejamento, dizer que o Brasil precisará dele para a Copa e "tarara" e que os níveis são esses aí.
                  No Desenvolvimento era simplesmente usar um parágrafo para descrever cada nível do planejamento, exemplificando-os na prática e fazendo as citações que se fizessem necessárias, como autores, legislações, etc, etc.
                  Na conclusão, bastava meio que "fechar" suas ideias, abordando todos os tópicos falados como se você dissesse pra banca: "Falei sobre o que você pediu e aqui retomo o que foi dito, apenas finalizando meu raciocínio. É meio "reescrever" a introdução de uma forma conclusiva.
                  Isso é o que eu uso normalmente. Tem dado certo. Mas assim, não tome como absoluto. Tem muito mais coisas e acredito que os colegas ou um bom curso de discursivas pode auxiliar mais ainda hehe.
                  Bons estudos.



                  boa dica,

                  e Bruno, voce sabe informar se as provas sao longe do centro? ou mais ou menos em que local elas sao aplicadas quando sao em Brasília? Obrigado.

                  Comentário

                  • overvamp
                    • 14/03/14
                    • 12

                    #69
                    olha sobre as redações do cespe, ja tive a oportunidade de ter corrigidas no tjdf2015 e no vestibular da unb esse ano(cespe) e digo uma coisa:
                    sempre fui horrivel em redação normal de colégio/enem com aquela estrutura de introdução desenv e conclusão. nas redações do cespe eu usei cada paragrafo para responder diretamente os tópicos pedidos( no tjdf eram 3 topicos fiz 3 paragrafos) no vestibular foram 4 topicos usei 4 paragrafos. no tjdf alcancei 33 de 40 pontos e no vestibular tirei 9,3 de 10. então na minha opinião responder discursiva do cespe é responder diretamente o que ele pede nos tópicos e facilitar a vida do examinador.

                    Comentário

                    • Alinemorais
                      • 16/04/15
                      • 1

                      #70
                      BrunoNTCV, VOCÊ PODERIA ME DIZER QUAL FOI SEU MATERIAL DE ESTUDO PARA O CONCURSO DA ANVISA? LIVROS, APOSTILAS, OBRIGADA PELA SUA ATENÇÃO.

                      Comentário

                      • cavaloparaguaio
                        • 05/09/11
                        • 207

                        #71
                        Bruno bom dia !
                        Primeiramente queria agradecer sua disponibilidade em ajudar os aspirantes ao cargo da Anvisa e segunda queria uma informação, se puder me ajudar fico agradecido.
                        O ultimo edital da Anvisa foi prevista vagas para o cargo de Especialista em Regulação, neste no entanto não, vc sabe se existe alguma previsão para um próximo concurso para Especialista em Regulação? Pq como no ultimo edital esses dois cargos sairam juntos...imaginei que sairia nesse também !
                        agradeço sua atenção

                        Comentário

                        • BrunoNTCV
                          • 12/07/16
                          • 27

                          #72
                          Originally posted by yasminmmm View Post






                          Nossa, valeu mesmo pelo "norte". Já estava tentando ajustar meu modus operandi em redação (e falhando miseravelmente) porque só vejo gente dizendo que cada parágrafo deve ser destinado a responder um dos tópicos que a banca citou, e tipo???? Isso é muito confuso. hahaha

                          Ah, como estão os ânimos do povo concurseiro aí em Brasília? A nível de concorrência. Porque no concurso passado houve aplicação de prova em muitas capitais. Fora que não foi em uma época com um pipoco de Tribunais saindo (como agora). Será que o quantitativo de inscritos ficará no mesmo patamar (cerca de uns 20.000 a 30.000)? Ou será que sobe muito? Se bem que agora o país está em crise, e a Anvisa abriu vagas apenas para um cargo. Pergunto a nível de curiosidade, mesmo, sei bem que havendo 1.000 ou 100.000 inscritos, haverão 58 negos bem preparados chegando com tudo nessa prova. :/

                          Por nada! É o que o colega acima disse: responder diretamente os tópicos para facilitar a vida do examinador. Nesse âmbito, você organiza seu texto na estrutura padrão de dissertação, desde que mencione cada um dos tópicos adequadamente.
                          Sobre a concorrência, jovem, eu te digo que os ânimos nesse momento estão ao mesmo tempo tensos e altos pelos que têm fé. Conheço algumas pessoas que estão dando o sangue pra esse certame, apostando tudo como se fosse sua última ficha. Estamos em tempos complicados, como você bem citou, por conta da crise, e mais ainda, nesse momento, por causa da tal PEC do teto dos gastos. Concursos bons tenderão a diminuir por um tempo e sem expectativas de volta, assim como os dois últimos anos nos mostraram. Esse é o cenário atual pelo que vivemos. Não é o fim, mas quem bem souber, vai aproveitar o que aparecer.
                          Então acredito que para quem ainda não conquistou sua vaguinha, essa é uma oportunidade de ouro que não merece ser desperdiçada. Imagino que a concorrência vai aumentar muito em relação ao concurso de 2013 e só terá chance a uma dessas vagas quem estiver pronto mesmo. A depender da dificuldade da prova, a nota de corte tende a dar uns bons saltos.
                          O importante é se manter estudando firme e acreditar que uma hora vai dar certo!
                          Abraço!

                          Comentário

                          • BrunoNTCV
                            • 12/07/16
                            • 27

                            #73
                            Originally posted by hokara View Post
                            Turma! Quem é de fora de Brasilia e topa rachar o hotel no dia 03 e 04? Estou saindo de MT no dia 03 para voltar dia 04.

                            BrunoNTCV: Pode indicar algum hotel fácil? (barato. rs...)

                            Poxa, cara, conheço muito pouco sobre preços de hotel em Brasília, mas sei que há muitos na parte central da cidade. Talvez você já tenha pensado nisso, mas se servir de conselho, deixe para escolher assim que forem definidos os locais de prova, pois assim você limita sua procura a hotéis mais próximos de onde você irá fazer sua prova. Risco de faltar eu acho que não tem, pois Brasília tem dois setores só de hotéis no centro, perto da Rodoviária principal. Os editais costumam soltar o local e o horário da prova pelo menos uma semana antes. Acho que dá tempo de sobra pra reservar um adequado a sua necessidade.

                            Comentário

                            • BrunoNTCV
                              • 12/07/16
                              • 27

                              #74
                              Originally posted by villabrotas View Post


                              boa dica,

                              e Bruno, voce sabe informar se as provas sao longe do centro? ou mais ou menos em que local elas sao aplicadas quando sao em Brasília? Obrigado.

                              Eu nunca descobri quais são os critérios que o Cespe utiliza pra distribuir os candidatos nos locais respectivos de realização de prova rsrs. Mas, geralmente, a maior concentração de gente se dá em colégios da Asa Sul e da Asa Norte, próximas ao centro, a cerca de 20 minutos. Há também aplicação em cidades como Taguatinga e Ceilândia. Essas são um pouco mais distantes, mas não necessariamente inacessíveis. Só não ficam perto da Rodoviária, que é o ponto central para quem vem de fora e quer se locomover pela cidade a um custo mais barato que Táxi e Uber.

                              Comentário

                              • BrunoNTCV
                                • 12/07/16
                                • 27

                                #75
                                Originally posted by Alinemorais View Post
                                BrunoNTCV, VOCÊ PODERIA ME DIZER QUAL FOI SEU MATERIAL DE ESTUDO PARA O CONCURSO DA ANVISA? LIVROS, APOSTILAS, OBRIGADA PELA SUA ATENÇÃO.

                                Eu usei o material do cursinho presencial que fiz na época, direcionado para todos os concursos e também meus resumos que tinha no caderno. Assisti muitas aulas do EVP também. Para as partes específicas, utilizei PDF's do Estratégia Concursos. E passava o dia no site do Questões de Concurso, resolvendo várias provas antigas. Costumava baixar provas no site do Cespe pra resolver também. Procurava resoluções das questões mais complexas na net, digitando o texto do enunciado. Esses eram meus recursos. =]

                                Comentário

                                • BrunoNTCV
                                  • 12/07/16
                                  • 27

                                  #76
                                  Originally posted by cavaloparaguaio View Post
                                  Bruno bom dia !
                                  Primeiramente queria agradecer sua disponibilidade em ajudar os aspirantes ao cargo da Anvisa e segunda queria uma informação, se puder me ajudar fico agradecido.
                                  O ultimo edital da Anvisa foi prevista vagas para o cargo de Especialista em Regulação, neste no entanto não, vc sabe se existe alguma previsão para um próximo concurso para Especialista em Regulação? Pq como no ultimo edital esses dois cargos sairam juntos...imaginei que sairia nesse também !
                                  agradeço sua atenção

                                  Ouvi dizer que a ANVISA manifestou interesse em encaminhar processos ao MPOG pedindo autorização para concurso de Analista e Especialista, mas acho que não foi pra frente. Hoje eu acho bem difícil, para ser sincero. Deve demorar um pouco até o próximo concurso de nível superior daqui. ^_^'

                                  Comentário

                                  • cavaloparaguaio
                                    • 05/09/11
                                    • 207

                                    #77
                                    Obrigado companheiro !! E bom que da tempo de terminar o mestrado e arrumar mais uns pontinhos...rsrs

                                    Comentário

                                    • mariaduciney
                                      • 02/01/17
                                      • 4

                                      #78
                                      Pessoal, achei isso aqui no facebook, com direcionamento total para o recurso:

                                      "Galera da ANVISA (CESPE),
                                      DICAS AO RECURSO DA REDAÇÃO:


                                      1. Terão 33hs para fazer o recurso – a começar das 9hs de segunda (02.01) até às 18hs de terça (03.01), segundo item 2.1 do último edital.


                                      2. Caso entendam que devem, entrem com recurso, pois, por força da não aplicação do “Reformatio in Pejus”, o CESPE não minora nota.


                                      3. Foquem em MACROESTRUTURA (que outras bancas chamam de conteúdo), altamente passível de MAJORAÇÃO DE NOTAS, posto que, em microestrutura (parte formal/gramatical), raramente, o CESPE muda algo.


                                      4. COLOQUEM TUDO nos 3 aspectos temáticos (tópicos), que deverão ser atacados de acordo com o Padrão de Respostas (não adianta dizer que o padrão está errado, pois o prazo para o fazer já expirou).


                                      "In loco":


                                      Item 2.1 (Relação meio ambiente x preservação das condições sanitárias): muito tranquilo, em que deverão demonstrar que trataram da "busca do equilíbrio entre o progredir e a manutenção do ecossistema", sabendo que "nada pode justificar um tipo de progresso a todo custo" [valor: 12,00 pontos].


                                      Item 2.2 (Atitudes individuais que podem reduzir os efeitos
                                      da ação humana sobre o planeta). ESSE (junto com o tópico 2.3) É MELHOR PARA SE ATACAR e, CERTAMENTE, muita gente foi penalizado sem a nota máxima [valor: 13,00 pontos].


                                      Obs.: Se não tiverem tratado do "uso da água", "lixo" e "material reciclável", DEMONSTREM QUE ATENDARAM AO COMANDO, utilizando argumentos próprios distintos dos mencionados no Padrão. MUITO IMPORTANTE! Não digam que o padrão está errado, mas que apenas mencionou rol diferente do que mencionaram em prova.


                                      Item 2.3 (Formas de atuação da sociedade): aqui a banca esperou uma forma de argumentação (conquanto deixe livre ao candidato argumentar).


                                      A banca tinha abordagem mais direcionada no Padrão de Resposta. Logo, a forma de trabalhar é demonstrar mais uma vez que "o padrão não está equivocado", mas que apenas mencionou rol diferente do que mencionaram em prova [valor: 13,00 pontos].


                                      5. (Re)pensem muito acerca do ato de recorrer, pois a NOTA DE REDAÇÃO será sim o diferencial. Valerá 40 pontos (0,5 pontos majorados equivalem a dezenas de posições) .


                                      6. E mais, galera, a banca do CESPE tem sido mais flexível que a FCC, a ESAF e a UNIVERSA nas reanálises. Diferentemente da IADES, IBFC e outras que raramente mudam notas.

                                      Há grupo no qual damos vários conselhos acerca de como se fazer o recurso. Ei-lo:


                                      https://ww w.faceb ook.com/groups/Recursop araProvasDiscursivas/


                                      Caso queiram, posso fazer uma análise GRATUITA da REDAÇÃO, basta mandarem o espelho com nota detalhada para o e-mail
                                      davido nascimento8 5@g mail.com


                                      Abração,


                                      Davi Nascimento"

                                      Comentário

                                      • mariaduciney
                                        • 02/01/17
                                        • 4

                                        #79
                                        Originally posted by mariaduciney View Post
                                        Pessoal, achei isso aqui no facebook, com direcionamento total para o recurso:

                                        "Galera da ANVISA (CESPE),
                                        DICAS AO RECURSO DA REDAÇÃO:


                                        1. Terão 33hs para fazer o recurso – a começar das 9hs de segunda (02.01) até às 18hs de terça (03.01), segundo item 2.1 do último edital.


                                        2. Caso entendam que devem, entrem com recurso, pois, por força da não aplicação do “Reformatio in Pejus”, o CESPE não minora nota.


                                        3. Foquem em MACROESTRUTURA (que outras bancas chamam de conteúdo), altamente passível de MAJORAÇÃO DE NOTAS, posto que, em microestrutura (parte formal/gramatical), raramente, o CESPE muda algo.


                                        4. COLOQUEM TUDO nos 3 aspectos temáticos (tópicos), que deverão ser atacados de acordo com o Padrão de Respostas (não adianta dizer que o padrão está errado, pois o prazo para o fazer já expirou).


                                        "In loco":


                                        Item 2.1 (Relação meio ambiente x preservação das condições sanitárias): muito tranquilo, em que deverão demonstrar que trataram da "busca do equilíbrio entre o progredir e a manutenção do ecossistema", sabendo que "nada pode justificar um tipo de progresso a todo custo" [valor: 12,00 pontos].


                                        Item 2.2 (Atitudes individuais que podem reduzir os efeitos
                                        da ação humana sobre o planeta). ESSE (junto com o tópico 2.3) É MELHOR PARA SE ATACAR e, CERTAMENTE, muita gente foi penalizado sem a nota máxima [valor: 13,00 pontos].


                                        Obs.: Se não tiverem tratado do "uso da água", "lixo" e "material reciclável", DEMONSTREM QUE ATENDARAM AO COMANDO, utilizando argumentos próprios distintos dos mencionados no Padrão. MUITO IMPORTANTE! Não digam que o padrão está errado, mas que apenas mencionou rol diferente do que mencionaram em prova.


                                        Item 2.3 (Formas de atuação da sociedade): aqui a banca esperou uma forma de argumentação (conquanto deixe livre ao candidato argumentar).


                                        A banca tinha abordagem mais direcionada no Padrão de Resposta. Logo, a forma de trabalhar é demonstrar mais uma vez que "o padrão não está equivocado", mas que apenas mencionou rol diferente do que mencionaram em prova [valor: 13,00 pontos].


                                        5. (Re)pensem muito acerca do ato de recorrer, pois a NOTA DE REDAÇÃO será sim o diferencial. Valerá 40 pontos (0,5 pontos majorados equivalem a dezenas de posições) .


                                        6. E mais, galera, a banca do CESPE tem sido mais flexível que a FCC, a ESAF e a UNIVERSA nas reanálises. Diferentemente da IADES, IBFC e outras que raramente mudam notas.

                                        Há grupo no qual damos vários conselhos acerca de como se fazer o recurso. Ei-lo:


                                        https://ww w.faceb ook.com/groups/Recursop araProvasDiscursivas/


                                        Caso queiram, posso fazer uma análise GRATUITA da REDAÇÃO, basta mandarem o espelho com nota detalhada para o e-mail
                                        davido nascimento8 5@g mail.com


                                        Abração,


                                        Davi Nascimento"
                                        Pessoal,

                                        Enviei minha redação (espelho) a ele, que me fez análise gratuita da redação, recomendo para vocês.

                                        Basta mandarem o espelho ao email dele, é o cara que mais aumenta notas no CESPE:

                                        davido nascimento8 5@g mail.com

                                        Também há no face um grupo com dicas gratuitas, segue:

                                        https://ww w.faceb ook.com/groups/Recursop araProvasDiscursivas/

                                        Comentário

                                        • Hmoretti
                                          • 19/04/16
                                          • 1

                                          #80
                                          Caros colegas do concurso da Anvisa, sou Henrique Moretti, professor especializado em recursos para provas discursivas.
                                          Estamos oferecendo a análise inicial gratuita da viabilidade do recurso para os candidatos.
                                          Mais informações no e-mail: hmrecursos@gmail.com
                                          Temos uma página no Facebook, com modelos de recursos já redigidos, recursos obtidos e depoimentos dos prezados clientes anteriroes: @hmrecursos.

                                          Muito obrigado pela atenção!

                                          Comentário

                                          • Diane RJ
                                            • 10/10/14
                                            • 11

                                            #81
                                            Originally posted by BrunoNTCV View Post


                                            Ouvi dizer que a ANVISA manifestou interesse em encaminhar processos ao MPOG pedindo autorização para concurso de Analista e Especialista, mas acho que não foi pra frente. Hoje eu acho bem difícil, para ser sincero. Deve demorar um pouco até o próximo concurso de nível superior daqui. ^_^'


                                            Olá, BrunoNTCV.
                                            Sabe informar se já há outra posição? Se sim, pensa que as áreas serão divididas naquele formato novamente?
                                            Desde já agradeço.
                                            Diane.

                                            Comentário


                                            Working...
                                            X