Announcement

Collapse
No announcement yet.

TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • PICHU67
    • 25/04/09
    • 114

    TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

    Pessoal, a questão abaixo o gabarito foi letra D. Mas qdo não se observa um princípio contábil, se não afetar as demos, deve ser um parecer com ressalvas(Ricardo Ferreira, pg 312).
    Sem ressalvas seria se todos os princípios tivessem sido observados.
    Alguém concorda?

    29. Um auditor independente, ao executar trabalhos
    de auditoria na empresa Olho Vivo S.A., encontrou
    divergências no cálculo da provisão para contingências
    trabalhistas. Ao analisar a relevância
    dos números, percebeu que os mesmos NÃO afetavam
    as demonstrações contábeis. Nessa situação,
    o parecer emitido foi do tipo:
    (A) adverso
    (B) com ressalva
    (C) de irregularidade
    (D) sem ressalva
    (E) com abstenção de opinião
  • CACA-RJ
    • 18/09/10
    • 49

    #2
    Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

    também concordo com vc. Vc vai pedir recurso

    Comentário

    • CACA-RJ
      • 18/09/10
      • 49

      #3
      Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

      vc vai pedir recurso sobre esta questão, amanhã vou até a biblioteca e vejo se consigo a bibliografia que a banca adotou.


      Originally posted by PICHU67 View Post
      Pessoal, a questão abaixo o gabarito foi letra D. Mas qdo não se observa um princípio contábil, se não afetar as demos, deve ser um parecer com ressalvas(Ricardo Ferreira, pg 312).
      Sem ressalvas seria se todos os princípios tivessem sido observados.
      Alguém concorda?

      29. Um auditor independente, ao executar trabalhos
      de auditoria na empresa Olho Vivo S.A., encontrou
      divergências no cálculo da provisão para contingências
      trabalhistas. Ao analisar a relevância
      dos números, percebeu que os mesmos NÃO afetavam
      as demonstrações contábeis. Nessa situação,
      o parecer emitido foi do tipo:
      (A) adverso
      (B) com ressalva
      (C) de irregularidade
      (D) sem ressalva
      (E) com abstenção de opinião

      Comentário

      • PICHU67
        • 25/04/09
        • 114

        #4
        Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

        Eu vou colocar sim. Acho que todo mundo do Rio deve colocar pois tem muita gente de fora que não vai colocar.

        Originally posted by CACA-RJ View Post
        também concordo com vc. Vc vai pedir recurso

        Comentário

        • natiee
          • 28/08/09
          • 273

          #5
          Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

          Pessoal essa questao nao cabe recurso p+orque nao afetaram as demonstrações contábeis! Caberia no maximo paragrafo de enfase! Valeu

          Comentário

          • sunshinefisco
            • 08/02/10
            • 357

            #6
            Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

            Originally posted by PICHU67 View Post
            Eu vou colocar sim. Acho que todo mundo do Rio deve colocar pois tem muita gente de fora que não vai colocar.
            tem mais 3 pessoas entrando com recurso. PARECER SEM RESSALVA 11.3.2.3 da NBC T 11

            Comentário

            • moraesag
              • 25/07/08
              • 15

              #7
              Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

              Originally posted by sunshinefisco View Post
              tem mais 3 pessoas entrando com recurso. Parecer sem ressalva 11.3.2.3 da nbc t 11
              essa questão nao cabe recursos porque as informações não são relevantes e não afetaram as demonstrações. No máximo um parágrafo de enfase.
              Conforme ricardo ferreira, 5ª edição, pag 265: O parecer sem ressalva indica que o auditor está convencido de que as demonstrações contábeis foram elaboradas de acordo com os principios fundamentais de contabilidade, as nbc e, se for o caso, com a leg. Específica, de foram a traduzirem, em todos os aspectos relevantes, a situação do patrimonio da entidade e as suas mutações no periodo auditado.
              O enunciado da questão é claro ao afirmar que as divergencias não são relevantes, portanto sem ressalvas

              Comentário

              • PICHU67
                • 25/04/09
                • 114

                #8
                Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

                Então, como vc escreveu, sem ressalvas é qdo as demos foram elaboradas de acordo com os princípios contábeis.
                Nesse caso, os princípios não foram respeitados, porém, não foi relevante. Nesse caso o parecer será com ressalvas. Vejam o livro do Ricardo Ferreira pg 312: " a inobservância dos Princípios Contábeis deve levar o auditor a emitir parecer com ressalva ou adverso"


                Originally posted by moraesag View Post
                essa questão nao cabe recursos porque as informações não são relevantes e não afetaram as demonstrações. No máximo um parágrafo de enfase.
                Conforme ricardo ferreira, 5ª edição, pag 265: O parecer sem ressalva indica que o auditor está convencido de que as demonstrações contábeis foram elaboradas de acordo com os principios fundamentais de contabilidade, as nbc e, se for o caso, com a leg. Específica, de foram a traduzirem, em todos os aspectos relevantes, a situação do patrimonio da entidade e as suas mutações no periodo auditado.
                O enunciado da questão é claro ao afirmar que as divergencias não são relevantes, portanto sem ressalvas

                Comentário

                • Davi Barreto
                  • 18/01/07
                  • 431

                  #9
                  Re: TCM-RJ - Recurso AUDITORIA

                  Oi pessoal,

                  Quem tiver interesse, comentei as questões de auditoria no site do Ponto (vide link http://www.pontodosconcursos.com.br/...3.asp?prof=210)

                  Abraços,
                  Davi Barreto

                  Comentário


                  Working...
                  X