Mostrando resultados 1 até 8 de 8

Tópico: Como estudar Direito Tributário ?


  1. #1

    Padrão Como estudar Direito Tributário ?

    Eu acredito que vocês já estejam cansados de responder esta pergunta, mas vamos tentar mais uma vez....

    Sou uma engenheira tentando aprender direito para concorrer a concursos na área fiscal .... nada mais complicado!!!!

    Pelo tamanho dos livros aqui indicados, acredito que vou precisar estudar uns 5 anos para conseguir ao menos entender de que se tratam as questões da provas.

    Pelo que leio nos posts aqui do fórum, muitos de vocês estudam por vídeo cursos do Ponto, EVP , etc...

    Eu já assisti alguns cursos recomendados de outras áreas , inclusive de matérias que já havia estudado por livros e não gostei do que vi . Os professores passam "batido" por conceitos importantes priorizando o "amestramento" em detrimento do conhecimento.

    Pergunto eu....

    Isto dá certo??? Alguém já consegui resolver 80% de uma prova de direito apenas com estes cursos ?

  2. #2
    Registrado em
    13/04/10
    Localização
    São Paulo
    Posts
    698

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    Se você tem dificuldade em Direito, é recomendado estudar antes Direito Constitucional e Administrativo. Em 2º lugar, fazer aula é bom mas não acho que nenhuma aula seja suficiente sem HBC e estudo em um livro de Direito Tributário. Talvez as aulas do Edvaldo Nilo sejam suficientes, pois as "aulas" do ponto são escritas como livros, e o professor pode aprofundar o quanto achar necessário sem ter limitação de tempo.

    Ao procurar aulas presenciais ou telepresenciais, procure os melhores professores, não necessariamente os melhores cursos. Muita gente recomenda o Lugon, o Ricardo Alexandre e o Edvaldo Nilo. No meu caso, estudei com o Mário da Central de Concursos, e achei ele muito bom.

    Além disso, não deixe de ter sempre ao seu lado a CF, o CTN e as Súmulas dos Tribunais superiores, pois muitas questões são baseadas na literalidade.

    No caso dos livros, se você está iniciando e quer estudar por conta própria, é melhor comprar o do Cláudio Borba, ou o do João Marcelo Rocha (o do Borba vai ter uma nova edição esse ano).

    Se você vai assistir a aulas, ou após ler um dos anteriores, o livro do Ricardo Alexandre é o livro mais completo, com muita jurisprdência. É bom esperar um pouco antes de comprar, pois creio que logo sairá nova edição.

    Sobre os livros grossos, eu sei que há um impacto psicológico em quem está começando. Procure fazer um planejamento, dividindo o número de páginas do livro por semana. Por exemplo, se um livro tem umas 1000 páginas, dividindo por umas 50 semanas, vai dar umas 20 páginas daquele livro por semana. Fica bem mais tranquilo, não? Você pode também desencadernar os livros, e reencardenar conjuntos de capítulos em espiral para ficar mais fácil de manusear e determinar o cumprimento de uma meta menor.

    Procure estudar por assuntos, sempre fazendo resumos. A seguir, resolva questões relacionadas ao Capítulo. Espere alguns dias, pois responder no mesmo dia não é bom, pois você estará com o que leu fresquinho na memória, enquanto alguns dias depois você já terá esquecido um pouco, com uma situação mais parecida com o do dia da prova. Para não esquecer, é necessário fazer revisões constantemente, tentando responder questões reais de prova e procurando nos livros e nas leis onde errou.

    Se quiser um livro de comentadas, recomendo o livro "1001 Questões Comentadas de Direito Tributário", pois as questões são divididas por assunto, e os comentários não estão muito próximos as questões, o que melhora na didática (particularmente, odeio quando os comentários ficam logo abaixo da questão, por isso gosto dos livros de comentadas ao estilo do Vitor Cruz e do Ed Luiz Ferrari).

    Recomendo além disso ler os artigos do Alexandre Meirelles com várias dicas para quem está começando: http://www.cursoparaconcursos.com.br...s&it_cod=92730
    Última edição por Aleph 0; Fri, 18/03/11 às 12:41 PM.

  3. #3

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    As palavras do Aleph foram muito corretas...

    Mas, eu gostaria apenas de resumir tudo em uma única frase: "Ninguém consegue ter alto rendimento em direito tributário sem o domínio da parte constitcuional (Cf, art. 146 ao 156, principalmente)".

    Ler o CTN é importante - SIM ! Muito.

    Ler um livro é importante - Sim! Muito!

    Agora, se você quiser realmente ter alto rendimento, estude a Constituição (art. 146 ao 156) - Dê uma olhada na Minha CF anotada para Concursos, eu dei uma atenção especial aos comentários destes artigos, já pensando nos estudantes de tributário. Depois de estudar o art. 146 ao 156 chegou a hora de fazer misturas entre " leitura de livro" + "leitura do CTN" + "Resolução INCANSÁVEL de questões COMENTADAS".

    Ler livro é importante: SIM, mas não aprova ninguém! O que vai fazer você tirar 10 em uma prova é o conhecimento da norma (Leitura da CF e do CTN) e resolver incansavelmente questões comentadas (puxando o saco pro meu lado: sugiro o 1001 questões..rs).


    Abraços

  4. #4
    Registrado em
    14/09/10
    Localização
    Sampa Vida Loka
    Posts
    141

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    Caramba...Isto já foi uma aula ! - PARABÉNS Aleph 0 ! Aproveitei algumas dicas também

    Citação Postado Originalmente por Aleph 0 Ver Post
    Se você tem dificuldade em Direito, é recomendado estudar antes Direito Constitucional e Administrativo. Em 2º lugar, fazer aula é bom mas não acho que nenhuma aula seja suficiente sem HBC e estudo em um livro de Direito Tributário. Talvez as aulas do Edvaldo Nilo sejam suficientes, pois as "aulas" do ponto são escritas como livros, e o professor pode aprofundar o quanto achar necessário sem ter limitação de tempo.

    Ao procurar aulas presenciais ou telepresenciais, procure os melhores professores, não necessariamente os melhores cursos. Muita gente recomenda o Lugon, o Ricardo Alexandre e o Edvaldo Nilo. No meu caso, estudei com o Mário da Central de Concursos, e achei ele muito bom.

    Além disso, não deixe de ter sempre ao seu lado a CF, o CTN e as Súmulas dos Tribunais superiores, pois muitas questões são baseadas na literalidade.

    No caso dos livros, se você está iniciando e quer estudar por conta própria, é melhor comprar o do Cláudio Borba, ou o do João Marcelo Rocha (o do Borba vai ter uma nova edição esse ano).

    Se você vai assistir a aulas, ou após ler um dos anteriores, o livro do Ricardo Alexandre é o livro mais completo, com muita jurisprdência. É bom esperar um pouco antes de comprar, pois creio que logo sairá nova edição.

    Sobre os livros grossos, eu sei que há um impacto psicológico em quem está começando. Procure fazer um planejamento, dividindo o número de páginas do livro por semana. Por exemplo, se um livro tem umas 1000 páginas, dividindo por umas 50 semanas, vai dar umas 20 páginas daquele livro por semana. Fica bem mais tranquilo, não? Você pode também desencadernar os livros, e reencardenar conjuntos de capítulos em espiral para ficar mais fácil de manusear e determinar o cumprimento de uma meta menor.

    Procure estudar por assuntos, sempre fazendo resumos. A seguir, resolva questões relacionadas ao Capítulo. Espere alguns dias, pois responder no mesmo dia não é bom, pois você estará com o que leu fresquinho na memória, enquanto alguns dias depois você já terá esquecido um pouco, com uma situação mais parecida com o do dia da prova. Para não esquecer, é necessário fazer revisões constantemente, tentando responder questões reais de prova e procurando nos livros e nas leis onde errou.

    Se quiser um livro de comentadas, recomendo o livro "1001 Questões Comentadas de Direito Tributário", pois as questões são divididas por assunto, e os comentários não estão muito próximos as questões, o que melhora na didática (particularmente, odeio quando os comentários ficam logo abaixo da questão, por isso gosto dos livros de comentadas ao estilo do Vitor Cruz e do Ed Luiz Ferrari).

    Recomendo além disso ler os artigos do Alexandre Meirelles com várias dicas para quem está começando: http://www.cursoparaconcursos.com.br...s&it_cod=92730
    Última edição por ALLGrana; Sat, 19/03/11 às 01:10 AM.

  5. #5

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    Direito Tributário em três degraus:

    (1) Leitura da lei;

    (2) Leitura de doutrina;

    (3) Mescla de resolução de questões objetivas e subjetivas com leitura atenta da jurisprudência.

    Ou seja: primeiro passo (lei seca); segundo passo (doutrina); terceiro passo (resolução de questões com estudo da jurisprudência).

    Contudo, um bom livro de doutrina de Direito Tributário voltado exclusivamente para concursos públicos hoje já busca seguir os três degraus.

    Registro que em Direito Tributário qualquer concurso hoje exige do candidato o forte conhecimento da jurisprudência, sobretudo do STJ e STF.

    Exemplifico com a as duas últimas provas da Receita Federal.

    Na prova de Analista Tributário foram cobradas dez questões na nossa matéria e apenas duas questões você conseguiria resolver com base na leitura da lei seca.

    Na prova de Auditor Fiscal foram cobradas vinte questões na nossa matéria e apenas cinco questões você conseguiria resolver com base na leitura da lei seca.

    Assim, pergunto:

    É fácil o estudo da matéria? Não. Consigo uma boa pontuação baseado na lei do menor esforço? Não. Já prestei o seguinte depoimento pessoal em 29/09/2009 sobre o tema do estudo para concursos e cada vez mais não altero as minhas palavras:

    “Desde logo, quero afirmar que não pretendo entrar na ‘área’ de dicas de estudo. O meu caso é o Direito Tributário e o Direito Financeiro e sempre será, pois amo estas duas matérias.

    Então, elaborei as seguintes e bem rápidas anotações, demonstrando o meu caso, que, certamente, não é e não tem a pretensão de ser universal. Trocando em miúdos, é um depoimento pessoal.

    Neste sentido, posso dizer que já tive um relativo sucesso em concursos públicos e provas, pois ainda tenho 28 anos e já consegui as seguintes aprovações em Concursos Públicos, Seleções Públicas e Prêmios Acadêmicos, a saber:

    2002 Vencedor do Prêmio Luiz Tarquínio da Fundação Orlando Gomes.
    2003 Vencedor do Prêmio Ministro Carlos Coqueijo Costa da AMATRA - 5 (Associação de Magistrados Trabalhistas), EMATRA - 5 (Escola de Magistrados Trabalhistas) e ABAT (Associação Bahiana dos Advogados Trabalhistas).
    2004 Vencedor do Prêmio Luís Eduardo Magalhães da Assembléia Legislativa do Estado da Bahia.
    2006 Aprovado em 1° lugar para Professor Substituto de Ética Geral e Profissional da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA).
    2008 Procuradoria Geral do Município de Recife (Fundação Carlos Chagas - FCC).
    2008 Procuradoria Geral do Distrito Federal (Escola de Administração Fazendária - ESAF).
    2008 Procuradoria Geral do Município de Belo Horizonte (Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais - FUNDEP/UFMG).
    2008 Ministério Público de Contas do Mato Grosso (Fundação do Ministério Público do Rio Grande do Sul - FMP/RS).
    2008 Ministério da Saúde (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília - CESPE/UNB).
    2008 Mestrado do Instituto Brasiliense de Direito Público (Instituto de Direito Público - IDP).
    2008 Ministério das Comunicações (CESPE/UNB).
    2008 Ministério do Turismo (ESAF).

    Assim, lembro que em 18 de dezembro de 2006 (ainda me recordo da data!!!) resolvi ingressar na batalha dos concursos públicos e, graças a Deus, conseguir passar no primeiro concurso que almejei.

    Com efeito, sempre trato as seleções que vou prestar como uma competição esportiva. E, no meu caso, o estudo é o treinamento. Portanto, o estudo pode ser equiparado ao trabalho duro e árduo e o concursando deve se tornar um fanático por estudo. Passar em concurso não é nada fácil. E aí não tem escapatória e caímos na vala comum: a lei de qualquer concurso é a da transpiração e a do maior esforço.

    Aquele que quer passar em concurso deve agir, por exemplo, como um bom atleta de MMA (Mixed Martial Arts ou Vale Tudo) que faltando poucos meses pra luta não deixa de treinar nem mesmo em feriado. Por exemplo, restando alguns meses para o dia da prova é aconselhável deixar de lado outros afazeres.

    No meu caso, sou fanático por esporte (tênis e natação) e academia. Mas faltando dois meses para o concurso que almejei (Procuradoria do Distrito Federal) deixei de lado todas estas atividades. Estudei todos os dias, inclusive no natal e no reveillon.

    Em regra, as pessoas e professores especialistas recomendam e aconselham insistentemente uma atividade física na época de preparação para o concurso. Contudo, até hoje, na prática, não conheci ninguém que passou num grande concurso e faltando poucos meses fazia atividade física regularmente. E posso dizer que já conheci diversas pessoas que passaram em concursos...

    Neste sentido, a todo tempo procurava evitar a perda de tempo. Ou seja, qualquer coisa que não fosse estudar. Outro exemplo de perda de tempo, que é muito comentado e é a mais pura verdade é o caso emblemático da televisão e do celular. Estes são grandes problemas para o estudante de concurso, pois são coisas do cotidiano e atrapalham e muito o estudo. No meu caso, passei um bom tempo sem assistir televisão e sempre estudava com o celular desligado.

    Noutro ponto, visualizar o sucesso e executar o plano de estudos é fundamental. Eu pensava ‘racionalmente’ que seria um verdadeiro ‘milagre’ passar no concurso para Procurador do Distrito Federal, mas visualizei diversas vezes que iria passar e planejei a minha vida para cumprir esta meta. E, ainda por cima, minha mãe e minha saudosa Tia Ana sempre rezavam e falavam que eu ia passar. Então, passei a acreditar no ‘milagre’...

    Assim, estabeleci um planejamento de estudos (12 horas por dia). Porém, mais importante do que o planejamento foi a execução, mesmo que parcial do planejamento. Assim, eu consegui estudar 10 horas por dia durante cinco meses. E depois mantive o ritmo de oito horas por dia até parar de fazer concursos.

    Eu sempre pensava que cada dia era mais um dia, buscando a rotina diária, o que foi fundamental. Acabava o dia e já visualizava o cumprimento da meta do outro dia. Pensava dia a dia.

    Por fim, quero dizer que estudei até o último momento para a realização das provas, isto é, estudava e muito até na véspera da prova. E isto me ajudou e muito, pois arrematei algumas questões de última hora que poderiam ter feito falta.

    Por exemplo, lembro que nas minhas provas orais do concurso para Procurador do Distrito Federal e da seleção para Professor Substituto de Ética Geral e Profissional da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA) consegui ‘matar’ diversas questões em razão deste estudo de véspera. E posso dizer com tranquilidade que não foi diferente em provas objetivas e discursivas. Claro que o estudo de última hora não é a ‘salvação’, mas, no meu caso, ajudou bastante”.

    Este texto serviu de base para seguinte entrevista:

    http://imirante.globo.com/oestadoma/.../pdf/dom06.pdf

    É o que penso, respeitando sempre outras opiniões.

    Abraços,

    Edvaldo Nilo

  6. #6
    Registrado em
    07/02/08
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    221

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    Rafael, gostaria de saber, até pelo fato de voce ter lido vários livros da disciplina, de que forma vc estudou. Fez resumos, grifos ou só leitura mesmo? Agradeço se puder responder. Abraços!
    Última edição por concurseirarj; Sun, 20/03/11 às 09:30 AM.

  7. #7
    Registrado em
    18/08/10
    Localização
    Contagem/MG
    Posts
    556

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    Comprei o Livro de Direito Tributário Esquematizado do Ricardo Alexandre que veio com livro de exercício,estou adorando, o cara é fera.
    Abraços

  8. #8

    Padrão Re: Como estudar Direito Tributário ?

    Agradeço a todos as respostas tão completas e bem elaboradas - foram todas muito esclarecedoras.

    Gostaria de saber ainda onde posso estudar o Código Tributário Nacional.
    Existe algum livro tipo CTN comentado que vcs recomendem ?


Tópicos Similares

  1. Como estudar disciplinas de direito?
    By akilles in forum Técnicas de Preparação
    Respostas: 3
    Última Mensagem: Thu, 24/03/11, 07:58 PM
  2. Como estudar Direito Constitucional ??
    By luciano_trl in forum Técnicas de Preparação
    Respostas: 14
    Última Mensagem: Thu, 04/03/10, 08:02 AM
  3. Como estudar Direito Constitucional?
    By maykods in forum Direito Constitucional
    Respostas: 5
    Última Mensagem: Tue, 07/04/09, 04:04 PM
  4. Como estudar Direito administrativo?
    By sertanejo in forum Direito Administrativo
    Respostas: 2
    Última Mensagem: Wed, 14/03/07, 12:47 PM

Regras para Posts

  • Você não pode postar novos tópicos
  • Você não pode postar respostas
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar seus posts
  •  
quem somos
Nosso objetivo é ser uma ferramenta útil e gratuita à preparação para concursos. Para isso, nosso foco é o estudo por meio da discussão e resolução de questões teóricas e a troca de informações a respeito de concursos em um ambiente de participação e colaboração positivas.

O Fórum Concurseiros é uma iniciativa particular aberta a todos que entendem e compartilham dos seus objetivos.
Quer deixar uma sugestão ou tem alguma dúvida entre em contato
nossas redes