Announcement

Collapse
No announcement yet.

Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 anos.

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • RenatoFiscal
    • 05/03/16
    • 1

    Olá Lucas Salvetti, já estudo para concursos algum tempo, já fui aprovado no Corpo de Bombeiros do Ceará, Policia Civil Ceará, Policia Civil DF e Agente Administrativo da PF, porém resolvi mudar e desde junho de 2015 venho me dedicando para concursos da área fiscal, meu primeiro concurso da área fiscal foi o do ISS Niterói, estava com apenas 6 meses de estudos e não passei. Continuo estudando diariamente, geralmente faço entre 5 e 6 horas diárias, mas já cheguei a fazer 10 horas líquidas de estudo. Meu maior problema é a motivação, percebo que minha motivação oscila de tempo em tempo, as matérias parecem ser infintas, tenho a sensação de nunca terminar o edital. Você tinha problemas de motivação? Em alguma momento desse período de pouco mais de um ano de estudo você se sentiu desmotivado?

    Comentário

    • Lucas Salvetti
      • 16/03/09
      • 1845

      Originally posted by RenatoFiscal View Post
      Olá Lucas Salvetti, já estudo para concursos algum tempo, já fui aprovado no Corpo de Bombeiros do Ceará, Policia Civil Ceará, Policia Civil DF e Agente Administrativo da PF, porém resolvi mudar e desde junho de 2015 venho me dedicando para concursos da área fiscal, meu primeiro concurso da área fiscal foi o do ISS Niterói, estava com apenas 6 meses de estudos e não passei. Continuo estudando diariamente, geralmente faço entre 5 e 6 horas diárias, mas já cheguei a fazer 10 horas líquidas de estudo. Meu maior problema é a motivação, percebo que minha motivação oscila de tempo em tempo, as matérias parecem ser infintas, tenho a sensação de nunca terminar o edital. Você tinha problemas de motivação? Em alguma momento desse período de pouco mais de um ano de estudo você se sentiu desmotivado?

      Sim, claro. A motivação é algo essencial e que, muitas vezes, oscila e atrapalha os estudos. O que eu fazia? Depois de feito o planejamento de curto x médio e longo prazo, eu não ficava me questionando.. se todo dia ao deitar, nos questionarmos, com certeza em algum momento começaremos a oscilar muito. Tinha certeza dos meus objetivos, do porquê do estudo para concurso, e de como chegar no nível para aprovação.

      Claro, com notícias de edital, etc, eu adaptava o planejamento do estudo. Isto ajudava a manter a motivação e os olhos mais para o "operacional", do que toda hora se questionar se "é isto mesmo que eu quero?", "vale a pena o tempo gasto", etc.

      Eu acho que uma característica comum presente nestas oscilações é o auto-questionamento citado acima.. percebo isto com meus alunos coaching, por exemplo.

      Espero ter ajudado, qualquer coisa só dizer.

      Comentário

      • feaconcurso
        • 09/02/16
        • 1

        Lucas, muito legal sua trajetória!
        Estou com 23 anos, recém-formada e optei por esse caminho, estou começando agora os estudos.
        Obrigada!

        Comentário

        • Lucas Salvetti
          • 16/03/09
          • 1845

          Originally posted by feaconcurso View Post
          Lucas, muito legal sua trajetória!
          Estou com 23 anos, recém-formada e optei por esse caminho, estou começando agora os estudos.
          Obrigada!
          Bacana, se precisar de algo só dizer.

          Comentário

          • airton.pereira
            • 01/10/15
            • 3

            Parabéns, Lucas Salvetti e obrigado por compartilhar conosco.
            Eu estou com dificuldade no que focar.
            Não sei se foco em um concurso para área de Tribunais para depois focar na área fiscal, ou se já foco na área fiscal desde já...
            Tem alguma dica?

            Comentário

            • Lucas Salvetti
              • 16/03/09
              • 1845

              Originally posted by airton.pereira View Post
              Parabéns, Lucas Salvetti e obrigado por compartilhar conosco.
              Eu estou com dificuldade no que focar.
              Não sei se foco em um concurso para área de Tribunais para depois focar na área fiscal, ou se já foco na área fiscal desde já...
              Tem alguma dica?

              Depende de alguns fatores.. trabalha atualmente? Precisa trabalhar? Tem restrição para os locais dos concursos?

              Comentário

              • LuizPauloUel
                • 15/10/14
                • 9

                Boa Noite Amigos concurseiros!!

                Sou novo aqui no forum e estou com algumas dúvidas e gostaria de compartilhar com vocês.
                Bom, estou finalizando meu curso de Administração na Universidade Estadual de Londrina termino agora em agosto, durante os 4 anos trabalhei em período de 8 horas na iniciativa privada como analista comercial na qual eu ainda estou trabalhando. Trabalhando nessa empresa pude ver várias situações durante esses 4 anos, pessoas formadas a 2, 3, 4, 8, 10 anos que ainda estavam no mesmo cargo, pessoas ja formadas que estavam em cargos no mesmo cargo que o meu, ou até mesmo abaixo, uma discrepância enorme nas remunerações, desigualdades, assistnte fazendo trabalho de analista, analista de coordenador, coordenador de gerente, e algumas vezes o gerente não faz o trabalho de gerente e ganha por si só mais que todos os salários abaixo somados. Comecei a pesquisar sobre concurso público e me identifiquei em algumas áreas fiscais que me interessaram, AFRFB, ATRFB, AFT, ISS, dentre outros, sendo assim, me formando estudarei para concurso, isso já é certo como meta. No entanto quando estipulei essa meta e veio uma questões e é agora que eu solicito uma ajuda para vocês que são mais experientes:

                1ª Não gostaria de ir para muito longe da região da minha família, toparia ir para as capitais do sul do pais, Curitiba, Florianópolis ou Porto Alegre, ou algumas cidades que possuem uma boa qualidade de vida aqui no sul, ou morar aqui perto da minha região que é o norte do Paraná. Quais concursos que vocês me indicam que tenha um salário de no mínimo R$ 8.000,00.

                Obrigado e desculpe a grande mensagem, abraços!!!!

                Comentário

                • airton.pereira
                  • 01/10/15
                  • 3

                  Originally posted by Lucas Salvetti View Post


                  Depende de alguns fatores.. trabalha atualmente? Precisa trabalhar? Tem restrição para os locais dos concursos?

                  Trabalho 8 horas por dia atualmente. Sim, preciso trabalhar. Não tenho restrição para os locais, desde que eu tenha o dinheiro da passagem rsrs

                  Comentário

                  • Lucas Salvetti
                    • 16/03/09
                    • 1845

                    Originally posted by airton.pereira View Post


                    Trabalho 8 horas por dia atualmente. Sim, preciso trabalhar. Não tenho restrição para os locais, desde que eu tenha o dinheiro da passagem rsrs
                    Oi Airton,

                    Se você não precisa procurar um emprego no curto prazo (não precisa sair do seu), sugiro focar direto no que deseja (área fiscal). Se você precisa de algum cargo para trampolim (quer muito sair do emprego atual), aí sim indicaria focar em outro concurso que não neste nível. De toda forma, eu acho besteira não focar no que deseja como fim apenas por achar que pode ser dificil (se for este o caso).

                    Uma boa opção é focar para área fiscal sem ficar cego para as oportunidades que possam aparecer.. significa adaptar retas finais para editais em que o % de matérias em comum passem os 70%, sem perder o foco do médio/longo prazo.

                    Comentário

                    • heldercb
                      • 24/05/12
                      • 61

                      Lucas, tudo bem? estou na mesma situação de você qdo obteve suas aprovações. Trabalho 6h por dia. Gostaria de saber se vc trabalhava na parte da manhã. Se sim, vc dormia antes de começar a estudar? eu trabalho de 8 as 14h e qdo chego em casa tenho que tirar um cochilo de meia hora antes de estudar. como vc fazia? Obrigado pela ajuda

                      Comentário

                      • Lucas Salvetti
                        • 16/03/09
                        • 1845

                        Originally posted by heldercb View Post
                        Lucas, tudo bem? estou na mesma situação de você qdo obteve suas aprovações. Trabalho 6h por dia. Gostaria de saber se vc trabalhava na parte da manhã. Se sim, vc dormia antes de começar a estudar? eu trabalho de 8 as 14h e qdo chego em casa tenho que tirar um cochilo de meia hora antes de estudar. como vc fazia? Obrigado pela ajuda

                        Oi Heldercb, eu trabalhava em horário bancário, portanto, de 10h às 16h45.
                        De manhã minha rotina era assim: acordava 6h30 a 6h45m e estudava até 9h45m com pausa pro café (10min).
                        Pós trabalho: chegava 17h15m, comia e descansava 15min (olho fechado, quando começava a dormir já acordava). Meu limite era começar a estudar 18h, mas sempre buscava fazer isto as 17h45m pois neste período era normal demorar um pouco até concentrar. Aí eu ia até as 22h30, com 20min de jantar + banho =)

                        Minha dica: não durma efetivamente... acho que quando você inicia um ciclo de sono e tem que interromper, a sensação de cansaço é muito alta e acaba prejudicando... tente fechar os olhos só pelo período que não acaba efetivamente apagando... cronometre isto e depois faça sempre o descanso com despertador próximo mas não ao lado, de forma que você precise levantar para ir desligar (também ajuda). Aquela agua gelada na cara também ajuda, rs.

                        Qualquer coisa é só dizer. Bons estudos!

                        Comentário

                        • mateusdrago
                          • 13/03/16
                          • 27

                          Primeiramente parabéns pela sua história!

                          Duas dúvidas, na sua opinião:
                          -vale a pena resolver os exercícios quem vêm em livretos quando compramos os livros tradicionais de dir (VP, Ricardo alexandre, etc)? ou é melhor ir direto pra questões de sites que possuem comentários?
                          -voce primeiramente lia todo o livro e relia resumindo para só então fazer exercícios?

                          Comentário

                          • Lucas Salvetti
                            • 16/03/09
                            • 1845

                            Originally posted by mateusdrago View Post
                            Primeiramente parabéns pela sua história!

                            Duas dúvidas, na sua opinião:
                            -vale a pena resolver os exercícios quem vêm em livretos quando compramos os livros tradicionais de dir (VP, Ricardo alexandre, etc)? ou é melhor ir direto pra questões de sites que possuem comentários?
                            -voce primeiramente lia todo o livro e relia resumindo para só então fazer exercícios?

                            1- Sim, eu acho... já fiz muitos, acho que a fonte da questão tanto faz, o fato de estar organizado por assunto etc é que é importante (e claro, o acesso ao comentário ajuda na correção).
                            2- Dependia da matéria, mas para as que estudei por livro e eram grandes, eu lia o livro + questões do livro para depois fazer muitas questões (em sistema) e depois reli mais 2 vezes aperfeiçoando os destaques para a leitura na diagonal (dinâmica), pois nestes casos não fiz resumo. Para os que eu fiz o resumo, era a mesma história, mas ao invés de reler a fonte (livro), eu aperfeiçoava o resumo e relia apenas as partes que tomava mt pau nas questões e/ou tinha dificuldade...a revisão era pelo resumo.

                            Comentário

                            • MrReceita
                              • 28/12/14
                              • 27

                              Fala Lucas, parabéns! Seu depo me ajudou muito na preparação para legislação do ICMS MA. Vou tentar resumir.
                              Já fiz 3 concursos fiscais.
                              ISS Niterói: 60% (7 meses de estudo)
                              ISS Cuiabá: 66% (10 meses de estudo)
                              ICMS MA: 78% (1 ano e meio)

                              Fui ajustando as matérias que mais errei desde o primeiro concurso e agora me encontro na seguinte situação (partindo do edital do ICMS RJ):

                              Port/Inglês/Contab/Auditoria/Const/Dt Adm./Civil/Penal/Empres/Dt Tributário (leis federais em dia) <=> Consolidadas (no sentido que não teria dificuldade para obter o mínimo e ainda ganhar preciosos pontos)

                              Cont de custos/Economia e finanças/Administ/Informática/Exatas <=> FRACO! Ainda não terminei tudo, exceto em exatas que, mesmo tendo visto tudo, continuo fraco. Meu calcanhar de aquiles.

                              Estou retomando os estudos essa semana, devo "deixar" as consolidadas de lado por enquanto e focar diretamente nas fraquezas ou devo fazer uma divisão 80% para as fraquezas e 20% de exercícios nas consolidadas?

                              Abraço

                              Comentário

                              • Lucas Salvetti
                                • 16/03/09
                                • 1845

                                Originally posted by MrReceita View Post
                                Fala Lucas, parabéns! Seu depo me ajudou muito na preparação para legislação do ICMS MA. Vou tentar resumir.
                                Já fiz 3 concursos fiscais.
                                ISS Niterói: 60% (7 meses de estudo)
                                ISS Cuiabá: 66% (10 meses de estudo)
                                ICMS MA: 78% (1 ano e meio)

                                Fui ajustando as matérias que mais errei desde o primeiro concurso e agora me encontro na seguinte situação (partindo do edital do ICMS RJ):

                                Port/Inglês/Contab/Auditoria/Const/Dt Adm./Civil/Penal/Empres/Dt Tributário (leis federais em dia) <=> Consolidadas (no sentido que não teria dificuldade para obter o mínimo e ainda ganhar preciosos pontos)

                                Cont de custos/Economia e finanças/Administ/Informática/Exatas <=> FRACO! Ainda não terminei tudo, exceto em exatas que, mesmo tendo visto tudo, continuo fraco. Meu calcanhar de aquiles.

                                Estou retomando os estudos essa semana, devo "deixar" as consolidadas de lado por enquanto e focar diretamente nas fraquezas ou devo fazer uma divisão 80% para as fraquezas e 20% de exercícios nas consolidadas?

                                Abraço

                                Oi MrReceita, eu não classificaria como "consolidada" matérias que considera conseguir os mínimos.. consolidada seria matéria com rendimento >80%, com resumos prontos.

                                Superando isto, eu não excluiria não.. é preciso destinar um % do seu tempo para manter as matérias vivas, portanto, pode ser interessante analisar matéria por matéria para escolher o que fazer no ciclo (questões, revisão, resumo, etc).

                                O maior % é preciso ir para as matérias muito fracas, naturalmente.

                                Abraços!

                                Comentário

                                • danilo89
                                  • 22/10/14
                                  • 2

                                  Boa noite Lucas! Parabéns pelo relato, muito esclarecedor!

                                  Estou estudando a uns 2 anos, porém sem nenhuma aprovação ainda dentro das vagas. Nesse tempo venho alternando entre concursos na área de Controle (TC's e Controladorias) e na área jurídica, especificamente Advogado/Procurador/Analista (não desejo as tradicionais MP, Magistratura, Defensoria...), as vezes até fazendo algum fisco que tenha peso considerável nas matérias de Direito, p.ex. ISS Niterói. No entanto, como já disse, 2 anos se passaram e nada ainda de uma nomeação! O cargo que realmente desejo é o de Auditor em Tribunais de Contas (TCU/TC's), os demais na área jurídica, a principio, interesse é realmente pela remuneração, maior facilidade pois sou formado em Direito e também pela frequência (toda hora tem concurso). Ocorre que neste momento estou num dilema.. quero uma opinião tua! Neste momento os concursos para TC's esvaziaram.. nem sinal! TCU só em 2018. TCDF que estava autorizado foi engavetado pq governo DF está quebrado (idem quanto ao TCE/MT), e outros dois interessantes TCE/SC e PR ocorreram este ano (fiz, porém não deu p mim, faltou 3pts p corte). Por outro lado, área jurídica tá bombando.. vários Tribunais saindo (TRE/SP, TRT/MS e muitos outros na iminência), além de Procuradorias.. (BH com 17k, Fortaleza 24k, bons cargos!).

                                  Logo, te pergunto se vc acha que compensa deixar de lado um estudo de praticamente 1,5 / 2 anos, em boa parte voltada p área de controle, para encarar neste 2017 uma área jurídica com firmeza, com foco em Analista Judiciário e Procuradorias. Ou seria melhor continuar no ritmo e aguardar pintar algum TC.

                                  Hoje tenho uma renda média de 5k na área jurídica na iniciativa privada e com um trabalho com ambiente agradável. Acha bobeira apostar muitas fichas num concurso p.ex. Analista de Tribunal p ganhar 10k, sendo que neste caso já sei que vou continuar estudando p outro cargo que é meu o alvo principal? Ou seja, é melhor focar direto num top?

                                  Outra questão: como disse muito concurso de Tribunais saindo, FCC como sempre pegando vários.. Percebo que nota corte p Analita em provas FCC é altíssima, uma questão te derruba, ou seja, rola muita decoreba mesmo. Diferente CESPE, cujas notas costumam ser medianas. Pergunto: estrategicamente não seria melhor focar em provas de Procurador/Advogado (geralmente só com matérias jurídicas e com temas mais aprofundados, a exemplo das PGM's de BH e Fortaleza, que são bca CESPE) em que se consegue uma boa colocação na casa dos 70/80% e com salário muito bom, do que ficar exaustivamente tentando subir média de acertos p 90% p provas de Tribunais, em matérias como Português, RLM, Informática, etc. As vezes penso que não compensa estudar p Tribunais tendo em vista que p passar praticamente tem q gabaritar a prova, o que acha?

                                  Por fim, conhece o método de análise do perfil da banca, estudando smente os tópicos do edital que são mais recorrentes, ao invés de querer fechá-lo? o que acha?

                                  Desde já muito obrigado Lucas, parabéns pelas suas conquistas!

                                  Comentário

                                  • Lucas Salvetti
                                    • 16/03/09
                                    • 1845

                                    Originally posted by danilo89 View Post
                                    Boa noite Lucas! Parabéns pelo relato, muito esclarecedor!

                                    Estou estudando a uns 2 anos, porém sem nenhuma aprovação ainda dentro das vagas. Nesse tempo venho alternando entre concursos na área de Controle (TC's e Controladorias) e na área jurídica, especificamente Advogado/Procurador/Analista (não desejo as tradicionais MP, Magistratura, Defensoria...), as vezes até fazendo algum fisco que tenha peso considerável nas matérias de Direito, p.ex. ISS Niterói. No entanto, como já disse, 2 anos se passaram e nada ainda de uma nomeação! O cargo que realmente desejo é o de Auditor em Tribunais de Contas (TCU/TC's), os demais na área jurídica, a principio, interesse é realmente pela remuneração, maior facilidade pois sou formado em Direito e também pela frequência (toda hora tem concurso). Ocorre que neste momento estou num dilema.. quero uma opinião tua! Neste momento os concursos para TC's esvaziaram.. nem sinal! TCU só em 2018. TCDF que estava autorizado foi engavetado pq governo DF está quebrado (idem quanto ao TCE/MT), e outros dois interessantes TCE/SC e PR ocorreram este ano (fiz, porém não deu p mim, faltou 3pts p corte). Por outro lado, área jurídica tá bombando.. vários Tribunais saindo (TRE/SP, TRT/MS e muitos outros na iminência), além de Procuradorias.. (BH com 17k, Fortaleza 24k, bons cargos!).

                                    Logo, te pergunto se vc acha que compensa deixar de lado um estudo de praticamente 1,5 / 2 anos, em boa parte voltada p área de controle, para encarar neste 2017 uma área jurídica com firmeza, com foco em Analista Judiciário e Procuradorias. Ou seria melhor continuar no ritmo e aguardar pintar algum TC.

                                    Hoje tenho uma renda média de 5k na área jurídica na iniciativa privada e com um trabalho com ambiente agradável. Acha bobeira apostar muitas fichas num concurso p.ex. Analista de Tribunal p ganhar 10k, sendo que neste caso já sei que vou continuar estudando p outro cargo que é meu o alvo principal? Ou seja, é melhor focar direto num top?

                                    Outra questão: como disse muito concurso de Tribunais saindo, FCC como sempre pegando vários.. Percebo que nota corte p Analita em provas FCC é altíssima, uma questão te derruba, ou seja, rola muita decoreba mesmo. Diferente CESPE, cujas notas costumam ser medianas. Pergunto: estrategicamente não seria melhor focar em provas de Procurador/Advogado (geralmente só com matérias jurídicas e com temas mais aprofundados, a exemplo das PGM's de BH e Fortaleza, que são bca CESPE) em que se consegue uma boa colocação na casa dos 70/80% e com salário muito bom, do que ficar exaustivamente tentando subir média de acertos p 90% p provas de Tribunais, em matérias como Português, RLM, Informática, etc. As vezes penso que não compensa estudar p Tribunais tendo em vista que p passar praticamente tem q gabaritar a prova, o que acha?

                                    Por fim, conhece o método de análise do perfil da banca, estudando smente os tópicos do edital que são mais recorrentes, ao invés de querer fechá-lo? o que acha?

                                    Desde já muito obrigado Lucas, parabéns pelas suas conquistas!
                                    Oi Danilo,

                                    Dá uma olhada no artigo do Luiz (auditor do TCU) onde ele relaciona o status dos TC's e Controladoria... acho que este ano deve sair uns 2 ou 3, se não tiver restrição de local para moradia, pode ser bem interessante.
                                    Link: http://www.exponencialconcursos.com....controladoria/

                                    Deixa eu pontuar minhas opiniões abaixo:
                                    - Emprego privado bom ambiente 5k x concurso de 10k: se você tiver um bom ambiente e, principalmente, TEMPO e sem stress, acho que não trocaria também não.. o que mais "mata" no trabalho eu acho que é a carga de stress (qd estava no banco, a minha era alta) e claro, o tempo que ele consome (tanto no expediente como fora). Se estiver confortável, não me preocuparia em "focar" no cargo trampolin. Mas claro, isto vai depender se já é casado ou não, se tem filhos, etc. Dobrar a remuneração não é pouco.

                                    - Concurso nível mais top, nota menor x concurso menos top, nota maior: isto sempre vai ocorrer, é normal.. e acontece que muitas vezes, na prova, um detalhe te joga longe mesmo... no entanto, acho que se você estiver preparado para o concurso top (70%), certamente estará nos 90% do concurso mais fácil, embora seja normal ter uma variação maior neste segundo caso. Não acho que isto deva pesar muito na sua escolha (nota para aprovação), já que isto é bem relativo. Uma coisa que pode pesar mais é o número de vagas... estudar pra concurso CR pode ser um pouco mais tenso do que outro com vagas certas.

                                    - Trocar de área: pelo o que expôs, eu não trocaria, se você já está com bom domínio e por 3 pontos da nota de corte, está certamente faltando apenas um ajuste fino para passar pro lado dos aprovados. Faça a seguinte análise: quanto falta pra fechar os editais da área de controle? Se já tiver passado por tudo, com resumo/material para revisão rápida de tudo, aí sim eu consideraria começar a pegar matérias/abordagem para outra área. Me parece de melhor tom tu focar na sua área (jurídica) além da de controle, já que ajudará a melhor o nível para as provas de controle consequentemente.

                                    Ah, caso precise de alguma ajuda mais específica/profunda, temos coaching no Exponencial Concursos. Dá uma conferida. Abraços!

                                    Comentário


                                    Working...
                                    X