Announcement

Collapse
No announcement yet.

Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 anos.

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • Lucas Salvetti
    • 16/03/09
    • 1844

    Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 anos.

    Nome: Lucas A. G. Salvetti
    Naturalidade: Campo Grande - MS
    Graduação: Administração de Empresas 2008 – UFMS
    Idade: 09/10/1987 - 22 anos.
    Início dos estudos: Março de 2009
    Filhos: Não
    Trabalho: Sim (6 horas e 15 minutos) – Banco do Brasil: Escriturário
    Concurso em que fui aprovado: BB, ICMS RO, ICMS RJ.


    *Considero mais importante para ser aprovado: Planejamento, auto-avaliação, determinação, foco, inteligência emocional e organização.

    RECOMENDAÇÕES PARA LEITURA:
    1) Favor não me mandar MP pedindo os materias/cursos/aulas/livros aqui citado.
    2) Os esquemas, resumos, sínteses que irei disponibilizar tem a intenção de apenas mostrar uma forma de estudo. Não se baseiem neles, visto que eu complemento muito a mão e não revisei nenhum desses materiais.
    3) Assim como em todo texto, este aqui trará muita informação. É sua responsabilidade extrair o que precisa dele, da melhor forma possível (eficáz e eficientemente).

    Boa tarde,

    Pessoal, gostaria de dizer que é com muito orgulho que venho hoje até este espaço cedido pelo forumconcurseiros.com para comentar sobre a minha trajetória até a aprovação.

    É devido, no entanto, ressaltar que este texto não tem fins lucrativos, religiosos, egocêntricos etc... ou seja, irei dizer o que acho necessário e adequado, contando o passo a passo de minha caminhada.

    Não ligue pra os erros ortográficos, não tive tempo de rever o texto.

    Vamos lá...

    Minha história
    "Se você quer alcançar o que poucos alcançam, faça o que poucos estão dispostos a fazer"

    Em 1 ano de faculdade eu já tinha passado por 3 estágios – entre eles, em uma corretora de commodities agrícola, onde aprendi muito e tenho muito a agradecer até hoje.. este foi, realmente, um fator decisivo no meu amadurecimento –; estava cansado de ser estágiario (é, ninguem dá valor mesmo) e então resolvi fazer o concurso para o Banco do Brasil.
    Estudei cerca de 2 horas por dia durante 30 dias (não estudava no final de semana). Fiz a prova e fui aprovado na quadragéssima primeira colocação, sendo que minha nota ia do 21º ao 41º colocado (o desempate era a idade, e eu no auge dos meus 18 anos, fiquei para trás).

    Antes de ser convocado eu fiz estágio na parte de Gestão de Pessoas no Banco do Brasil (2007), onde eu tive a oportunidade de participar de palestras interessantíssimas.

    Janeiro de 2008 fui convocado para o cargo de escriturário no Banco do Brasil, o qual ocupo até hoje (ocupava). No final de 2008 me formei em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS.

    Por que estudar para fisco estadual?

    Durante meu último ano de faculdade (e primeiro no BB) eu tinha colocado como meta virar gerente de contas em 1 ano. Para isso, tirei a certificação de investimento pela ANBID – pré-requisito – e me empenhei ao máximo no meu trabalho, batendo metas e suportando uma carga excessiva e além do horário de trabalho (coisa normal nessa instituição).
    Após esse ano, fiquei com muitas promessas e nenhuma realização. Analisei friamente a carreira do banco e vi que não iria me satisfazer financeiramente.

    Em janeiro de 2009, em uma conversa com meu amigo Gabriel (prof. Gabriel Rabelo, vulgo gabrielzãoooo), ele me mostrou esse lado de concurso público, o qual eu tinha um alto grau de rejeição. Seu resultado – 1º colocado no fisco do Espírito Santo – foi um dos fatores que me motivaram.

    Eu tinha uma visão abominística de pessoas que estudavam para concurso, já que eu só escutava histórias macabras, de pessoas que estavam escrevendo nas paredes da casa, almoçavam estudando, tinha sonhos com matérias, etc etc.. achei que era coisa pra louco e pra muito tempo de estudo de coisas infrutíferas e sem nenhuma utilidade.

    Após uma férias intensa, cheia de festas em Maresias (SP), no carnaval de 2009, resolvi encarar esse desafio de estudar e ser aprovado. Surge então a principal dúvida: estudar para o quê?

    Eu tinha duas opções a serem seguidas: Receita Federal ou ICMS SP. Escolhi a segunda opção visto que eu gosto muito de São Paulo e tinha uma vontade imensa de morar lá.
    Analisando friamente, confirmei tal vontade pois o fisco estadual me parecia trazer determinados benefícios que a Receita nunca me traria. (como disponibilidade de tempo, remuneração com parte variável, etc)

    Pois bem, escolhido o que estudar, chamei meu amigo (Gabriel) para me orientar e pedi dicas sobre o que estudar, simulador de questões, por onde estudar, como estudar, etc etc. Após uma sessão disso, iniciei meu estudo pelas matérias básicas de Direito, tomando como base o Edital do ATA-MF.

    ATA-MF

    Eu sempre estudei por metas; fazia uma simulação de quantidade de páginas por dia de cada matéria, colocando 2 matérias em foco e 1 mais leve (no período que eu rendia menos), no início.. Fiz isso e em um mês e meio tinha lido Direito Administrativo, Constituicional, Previdênciário e Tributário inteiros.
    Óbvio que não fiquei voltando muito pois era muita informação.. precisava me situar para depois conseguir selecionar o que disso tudo era importante e o que as bancas cobravam.. foi então que comecei a utilizar o superprovas.
    Reforcei meu português através do curso da Cláudia sopa de letrinhas, salvo engano do ponto.

    Com os rumores de que o ICMS SP estava pra sair – até plantão no forum esperando o DOE já tinha – eu comecei a estudar contabilidade na reta final do ATA, visto que estava crú nessa matéria e ainda tinha muito chão pra correr e estar preparado pro ICMS SP. Parei com a academia pois estava me faltando tempo.

    Fiz a prova e senti que tinha ido bem... não tinha um domínio sobre as matérias, e em Raciocínio-Lógico (estava crú), tive que me virar nos 30.

    Diagnóstico ATA-MF
    1) Tempo de estudo: 1 mês e meio.
    2) Pontos Negativos: Contato inicial com as matérias; não cobri o edital;
    3) Nota = 80%
    4) Nota de Corte = 83%
    5) Pior desempenho: Direito Administrativo e Constitucional
    6) Carga de estudo = Dia de semana: 3-5horas; Fim de semana: 6-8horas.

    Resultado = Não aprovado;
    Resultado psicológico = Injeção de ânimo

    ICMS SP

    Sempre tive como característica analisar bem o que estou fazendo. Planejamento, no meu ponto de vista, é a coisa mais importante de tudo na vida... até se planejar para algo que não é planejável é necessário. Deu pra entender?

    Peguei o edital da última prova e vi que a concentração de pontos estava em torno de determinadas matérias... sendo assim, adotei a estratégia de ler o máximo de matérias diferentes que tinham importância no certame (descartei direito administrativo e constituicional, visto o grau de complexidade e o tempo necessário para dominar tal matéria – custo x benefício –).

    Foquei economia, administração, raciocínio lógico, português, direito tributário, legislação, contabilidade e auditoria. Esse era o campo que eu iria estudar até estar muito seguro, para então ir para outra matéria. Acrescentei informática 2 meses após o início deste “ciclo”.

    Não gosto nem um pouco de aula em cursinho... acho uma perda de tempo ficar ouvindo o professor querer te ensinar uma matéria... meu rendimento nunca foi bom, acabo me dispersando. Sendo assim, comprei um livro de cada matéria, indicado óbviamente, pelo Gabriel, que, até então, estava me guiando.

    Edital na praça com concentração de quase 70% dos pontos em torno de 3 matérias. (contabilidade, direito tributário e legislação). Minha adrenalina foi tão grande que no dia seguinte, comecei a estudar 6 da manhã e acabei 11 da noite, parando apenas para comer e tomar banho. Começou a saga.

    Durante o estudo deste certame, conheci pessoas no Forum que acabaram me convidando para um grupo no google, o qual me possibilitava estudar no trabalho, visto que lá era bloqueado o acesso ao fórum. Deste grupo, muitos foram aprovados no certame, e cada um colaborava da maneira que podia.

    Foquei as 3 matérias e fiz uma estratégia de ir pra pontuar em tudo na P1. Abandonei as matérias de direito.

    Fiz o “reta final” do LFG e estudei as novas resoluções de contabilidade direto da fonte. Sim, imprimi todas e fui marcando o que achava importante e procurando exercícios na internet.

    Legislação eu estudei direto no regulamento, montando uma sintese de aprox. 50 páginas, incluindo conteúdo dos anexos. Uma ajuda que tive foi ter conseguido tirar 20 dias de férias antes da prova.

    Obs. Queria mostrar aqui a minha indignação que tive na época.
    Eu estava lendo no FC o comentário de uma pessoa considerada “guru” e então me deparei com algo que não estava entendendo. A mensagem do fulano dizia para NÃO ESTUDAR economia. Ou seja, não tinha edital na praça ainda e quem não tinha estudado, pra não estudar mais. Eu indaguei sobre o porquê de tal indicação, visto que tal disciplina possuia uma pontuação importante no edital passado e tal matéria não é tão simples de se dominar... no entanto, o “guru” não se manisfestou. Duas semanas depois saiu o edital e VOALÁ!!!! Economia não estava mais no edital.
    RESUMO DA HISTÒRIA: SEMPRE TERÁ ALGUEM COM INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA, SEMPRE!!!.
    Agora você pode ficar bravo, puto, chingar o Brasil e seus políticos, ou pode ter isso sempre em mente para motivar a estudar MAIS, cada vez MAIS, para suprir tais desvantagens.

    Obs2. EU sempre tive em mente que 10% das vagas são “arrumadas”. Não tenho informação nenhuma sobre a veracidade disso, mas isso faz com que eu aumente minha carga de estudo e me prepare para o pior.

    Diagnóstico ICMS SP
    1) Tempo de estudo: 5 meses
    2) Pontos Negativos: Investimento excessivo em partes acessórias da legislação e contabilidade avançada; falta de concentração na P3.
    3) Falhas na realização da prova: Auto-estima muito elevada me prejudicou na P3, visto que eu me considerava dentro após ter realizado a prova de tributário, o que fez minha concentração despencar, afetando meu desempenho em legislação.
    4) Pior desemenpenho: Direito Administrativo/Constituicional/Penal/Comercial/Civil
    5) Nota final = 70% (238 em 340pontos) (multiplicador do ranking = 1,5)
    6) Nota de corte = 70,8% (241 pontos)
    7) Carga de estudo = Dia de semana: 5-7horas; Fim de semana: 8-10horas

    Resultado = Não Aprovado;
    Resultado psicológico = Muita raiva, motivação total (nunca chorei tanto na minha vida).

    Só um comentário que acho interessante: NÃO SE FIXE NOS RANKING’s. Realmente, eu me iludi de tanto ficar olhando o ranking do forum.... isso fez da minha queda uma dor imensa. Acho que é nesse momento que muitos param de estudar.

    ICMS RS

    Depois da queda, arrumei a casa e comecei estudando a ferro e fogo direito administrativo e constitucional. Li o depoimento da “FELINA” e achei muito legal a parte onde ela diz que antes de abrir o edital, ela já possuía todas as leis resumidas e bizurradas; tive então que adaptar a história dela para a minha – eu trabalhava e não tinha tanta bagagem de estudo como ela.
    Após terminar o ciclo Direito Administrativo x Direito Constitucional, saiu o edital do Rio Grande do Sul.

    Análise do Edital:

    Analisando o edital, percebi que tinha cobrido quase metade dele nos 5 meses de estudos que tinha, mas estava crú em determinadas matérias como; Contabilidade Pública, Administração Financeira Orçamentária, Finanças Públicas, Estatística, Direito Comercial e Civil.
    O edital previa como pré-requisito fazer 50% por matéria + 60% no total (semelhante ao RJ). Estudei então essas matérias citadas acima com grande foco, dando muita atenção a contabilidade pública já que tinha uma diferença enorme para a contabilidade gerencial.

    Estudei como nunca, fazia de 7 a 8 horas líquidas todo dia... aproveitei a greve dos bancos pra dar um gás nos estudos. Comecei a fazer flexão e abdominal em casa. (eu tinha parado toda atividade física nos ultimos 5 meses).

    Fui para a prova com muitos esquemas e resumos (bem objetivos) e com uma confiança elevadíssima. Após a p1 e p2 eu sabia que estava dentro.. não tive dificuldade de obter os mínimos em nenhuma matéria e consegui pontuar bem nas matérias que dei foco.
    Na p3 tive um problema na realização da prova..comecei por Matemática Financeira, que estava simples, mas trabalhosa (muita conta com virgula); depois fui para Português com muita calma para não errar besteira e então fui para Estatística (que era a matéria que eu tinha estudo com muito, muito afinco). Me deparando com as questões de estatística (eu queria gabaritar), me assustei. A banca cobrou uma parte teórica de números índices que eu não tinha estudado, visto que nunca caiu em nenhuma prova da banca e não achava necessário.

    Após esse susto, fui para informática, o qual achei uma tremenda sacanagem pelo tamanho da especifícidade cobrada, e por não valorizar a parte conceitual da matéria, e sim, a parte prática de atalhos, comandos etc. Enfim, sabia que podia não fazer os mínimos nessa matéria, mas não tinha muito tempo sobrando.

    Hoje eu vejo que faltou tranquilidade nessa hora... era o momento para parar, respirar 1 minuto de olhos fechados para baixar o batimento cardíaco e então resolver com uma maior atenção tal matéria.

    Ficou faltando uma de informática antes dos recursos... como a prova estava muito profunda, acreditava em anulações. Realmente, tiveram anulações(3), mas não peguei nenhuma. E agora josé?

    Diagnóstico ICMS RS

    1) Tempo de estudo:8 meses (com 2 semanas após SP sem estudar).
    2) Ponto Negativo: Falta de tranquilidade na prova de informática.
    3) Pior Desempenho: Informática.
    4) Nota final = 73,75% (177 em 240pontos). (multiplicador do ranking = 0,93)
    5) Nota de Corte = 72,91% (175).
    6) Carga de estudo = Dia de semana: 7-8horas; Fim de semana: 10-12horas

    Resultado = Eliminado
    Resultado psicológico = Vontade de parar de estudar.

    Após o ICMS RS, eu tinha 3 semanas para a prova da receita federal, para a qual estava inscrito. Não consegui estudar nem 30 horas nesse intervalo – visto que era a época de acompanhamento de ranking e análise de recursos do RS –. Estava na espectativa do ICMS RS quando li uma mensagem, salvo engano do “SUPERCOLORADO” dizendo “Pessoal, quebrem os retrovisores”.

    Foi nesse momento que percebi o tempo que estava perdendo, e a oportunidade também. Infelizmente, já era tarde.

    Janeiro de 2010

    Minhas perspectivas não eram as melhores... não me enxergava fazendo a prova do ICMS RJ, porém, não tinha nenhum outro certame com tanto rumores de acontecimento. Foi então que decidi encarar a temida FGV e estudar para o RJ – que eu acreditava ser uma das provas mais difíceis de se passar, devido a exigibilidade dos mínimos e o fato de muitos, mas muitos bons concurseiros não terem logrado êxito nos ultimos 3 certames desta banca.

    Comecei pelas matérias que eles dão uma cobrada um pouco mais forte (Economia, Direito Comercial, Portugues, Administração), fazendo dessas matérias, um ciclo de 3 de semanas.

    Logo após o início deste ciclo, saiu o edital do ICMS RO.

    ICMS RO

    Edital muito simplificado, com matérias que eu tinha desenvolvido um domínio interessante estudando para o RS; altíssima concentração de pontos em 3 matérias; auditoria cobrava normas antigas.

    Logo que saiu o edital eu fiz um esquema da legislação (que só pedia as leis) e resumi a L6404.

    Fiz simulados aos finais de semana realizados por um grupo do Yahoo e nas últimas duas semanas, comecei a treinar exercícios de contabilidade para FCC, ler CTN e me adaptar com as peculiaridades da legislação local.

    Cabe aqui salientar a importância desses simulados. Não fossem eles, não teria treinando todas matérias na quantidade que foi exigida na prova. Fica então o elogio ao grupo.

    Diagnóstico ICMS RO

    1) Tempo de estudo: 1 ano (bruto)
    2) Ponto Negativo: Não consegui terminar de fazer a prova. Gastei um tempo excessivo em contabilidade, o que acabou me prejudicando na P1. (larguei 4 de 5 em MATFIM).
    3) Ponto Positivo: A prova estava tranquila em tributário e legislação. Sabia que a FCC iria apertar em Contabilidade, pois é a única matéria (pelo histórico) que ela consegue apertar quando quer. Tenho certeza que essa foi a diferença.
    Sobre as matérias de direito, eu estava dominando todas, mas tive uma falha no estudo e não me lembrei de revisar bem direito administrativo, o que fez com que minha nota fosse rídicula nessa matéria. (1 em 3)
    4) Nota final = 78,63% (Nota Padrão = 465,81).
    5) Nota de corte = (NP = 432,39)

    Resultado = 11º Colocado (multiplicador do ranking = 1)
    Resultado psicológico = Sentimento de merecimento e pressão para os estudos do ICMS RJ.
    Last edited by Lucas Salvetti; Sun, 11/05/14, 09:13 PM.
  • Lucas Salvetti
    • 16/03/09
    • 1844

    #2
    Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

    ICMS RJ

    Comecei o ciclo de estudo para ICMS RJ em Janeiro de 2010, estudando muito forte para direito comercial e microeconomia. Usei as dicas que o usuário “maluco por concursos” deu lá na sala do RJ, pegando todas aquelas leis que ele citou, fazendo uma sintese de cada uma delas. Fora isso peguei a LRF, L6404 e a lei de patente para fazer de cabo a rabo.

    Em economia, não utilizei a dica que todo mundo costuma dar. Fui pelo Viceconti mesmo (introdução a micro/macro) e utilizei o livro do mestre Fantoni como auxilio e treino... tal livro foi vital na minha nota e minha aprovação, tenho convicção disso.. sou muito grato ao Fantoni pelo auxilio que ele tem prestado à comunidade concurseira através de simulados, respondendo as dúvidas da galera, pelos livros e pelo auxilio dado na formulação de recursos no período pós prova.

    Após sentir que estava dominando tais matérias (2,3 semanas de ciclo) eu apenas revisava (através dos resumos) e aprofundava, através de comentários do FC, pesquisa na internet e exercícios da banca. Eu estava sempre ligado no que estava acontecendo no FC pois não queria deixar passar nada.

    Após a prova de Rondônia, eu tirei férias – o que me proporcionou 20 dias para estudar com tudo para encarar a FGV de igual pra igual.

    Pois bem eu fiz o seguinte:
    a) vasculhei a internet atrás de exercícios de economia;
    b) fiz o curso de direito comercial do Gabriel Rabelo (mesmo sendo para FCC foi de grande valia, pois a maior parte é transcrição literal);
    c) revisei as resoluções de contabilidade avançada e fiz uma bateria imensa de exercícios de contabilidade do moraes jr;
    d) acompanhei a atualização das normas de auditoria, fazendo um resumão delas bem legal; (25 páginas, salvo engano)
    e)sintetizei toda legislação do RJ e li umas 4 vezes até a prova;
    f) lia o códico civil 1 vez por semana (levava de 4 a 5 horas pra ler a parte do edital) e fazia muito exercício da FCC. Na véspera da prova dei uma olhada na cobrança doutrinária dessa matéria feita nas provas anteriores da FGV.
    g) lia a constituição federal 1 vez por semana (levava de 3 a 4 horas para ler a parte do edital)
    h) na ultima semana antes da prova, comecei a correr atrás de informática (tinha me esquecido dessa matéria) e acabei fazendo um glossário bem sintetizado. Eu tinha estudado pelo João Antonio a parte de segurança, internet, hardware etc (para o ICMS SP).. então apenas revisei meu resumo de criptografia etc, e me atentei ao lance dos IP’s, classes e o datawarehouse etc.. que a FGV adora.
    i) Fiz 80% do livro de exercícios de portugues do Décio Sena (focado para FGV)
    j) Destrinchei o edital, vírgula por vírgula.
    k) Montei o “bizu do desespero”.

    Obs. Bizu do desespero é as anotações de fórmulas, conceitos, e outras coisas do tipo direto no edital impresso. Eu fazia uma bagunça no edital, ia rabiscando de tudo que é lado e ia colocando as partes que eu considerava mais importante das matérias, acompanhando o que o edital dizia. Isso ajuda pra quem quér revisar nos últimos instantes (eu li até faltar 20 minutos pra começar a prova).

    Fui para a prova me sentindo confiante.. estava transbordando tranquilidade e sabia que nos mínimos eu não ia ficar.. estava muito confiante mesmo, sabia que era a minha hora de brilhar. Lógico, acidentes acontecem, como aconteceu nos últimos certames comigo, mas manter a tranquilidade nos momentos de pressão é esssencial.

    Uma coisa que diferencia uma pessoa da outra é a forma que consegue superar momentos como esse; a capacidade de resposta sobre pressão e elevado stress é algo muito dificil de se ter e é preciso muito treino e tarimba para não amarelar na hora. Não adianta nada ser o mais inteligente e o mais estudioso se no momento de pressão não consegue ordenar todo aquele conhecimento adquirido e colocar no papel.

    O fato de ter ido muito bem no ICMS RO (o que me garantia a aprovação lá pela análise do ranking do FC) gerou um aumento de stress e me motivou ainda mais nesses 20 dias de estudo. Eu não queria ir para Rondônia e sabia que se fosse, seria passageiro. Como eu queria parar de estudar para concurso, tal aprovação não ia resolver meu caso... a idéia inicial sempre foi ir para um Estado melhor do que o meu.. mais desenvolvido. Por isso, dei um gás total nesses 20 dias, que foram, com toda certeza, a grande diferença.

    Não acessei o fórum entre as provas.. eu não queria me preender a prova que já tinha feito e nem me deixar abalar com os comentários do FC. Por isso, nem notebook eu levei para o RJ e segunda e terça feira (entre as provas) eu estudei bem... fiz algo em torno de 10 horas por dia, o que deu pra revisar bem legal, com calma, todas matérias.

    Diagnóstico ICMS RJ

    1) Tempo de estudo: 1 ano e 2 meses (bruto)
    2) Comentários: As matérias que a banca costuma apertar eu tinha me saido bem (com o sentimento de que teria feito os mínimos), sendo elas: Economia, Administração, Legilslação. Português eu sai um pouco inseguro, mas em toda prova desta matéria eu saio inseguro (rss)
    3) Ponto Negativo: É impressionante a capacidade de errar questões fáceis que eu tenho. Deixei de pontuar bem em direito tributário por pura falta de atenção, mas como era a matéria incial, eu sabia que não iria desempenhar os 100% nela. No entanto, era uma disciplina que eu garantia os mínimos, então tive que começar por ela.
    4) Ponto Positivo: Eu fiz bem feito a prova. Marquei todas questões que eu não tinha 100% de convicção (circulava o número da questão) e ao refazer a prova, dava uma maior atenção nestas questões. Ao sair da prova, em toda disciplina eu tinha circulado menos da metade (ou seja, estava com MUITA, MUITA certeza em mais da metade de cada prova). Isso me gerou um ar de tranquilidade, visto que qualquer insegurança eu acabava circulando a questão (o formato predominante das questões foi: “a) I; b) I e II; c) I, II e III; d) todas; e) nenhuma)”. Este formato deixa o candidato com muita insegurança, pois qualquer deslize você encontra resposta e vai pros quiabos.
    5) Nota final = 139 (69,5%)  19º colocado. (multiplicador ranking = 1)
    6) Nota de corte = 125 (62,5%)
    7) Carga de estudo = 10-12 horas. (estava de férias)
    Last edited by Lucas Salvetti; Wed, 02/06/10, 01:56 AM.

    Comentário

    • Lucas Salvetti
      • 16/03/09
      • 1844

      #3
      Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

      MEU GUIA DE ESTUDO

      ADMINISTRAÇÃO
      Livro: “Administração Geral e Pública”
      Autor: Idalberto Chiavenato
      Resumo: Feito pelo usuário “Antares”. Muito bom e completo.. aproveitei para complementar algumas partes e teorias que a FGV dava maior ênfase.
      Link do resumo: http://www.4shared.com/document/8U4G...-_Antares.html
      Exercícios: 300 no superprovas. (maioria FCC)
      Dicas: O curso do José Carlos pelo pontodosconcursos.com é muito interessante para quem está iniciando na matéria pois a didática apresentada esta excelente. Não vejo grande dificuldade nesta matéria devido a minha formação; no entanto, é a matéria que mais engana na hora de mensurar seu conhecimento e balizar a quantidade de horas que se deve investir. Faça muitos exercícios para sentir realmente se esta dominando ou não.
      A apostila da Elisabete Moreira é muito boa, é pequena(52 páginas) e tem uma boa didática. Vale a pena!

      AUDITORIA
      Livro: Auditoria
      Autor: Ricardo J. Ferreira
      Resumo: Imprimi a NBC T11 e a NBC P1 (que são as gerais) e li elas até a exaustão. Com a novidade em 2010, montei uma tática de guerrilha (rss). Resolvi sintetizar todas as normas novas (2010) e bombardiei a sala do Davi Barreto com minhas dúvidas e conclusões. O curso que o prof. Davi deu de exercícios foi bem interessante pois ajudou a salientar as diferenças e novidades das novas normas.
      Exercícios: Todos da FCC (superprovas)
      Dicas: Vale a pena ler direto nas resoluções.. o livro ajuda a contextualizar, mas o custo x benefício não vale a pena. Se juntar as novas normas tem mais de 600 páginas, então é preciso ter um alto domínio e poder de sintese para não se enrolar.
      Meu esquema  http://www.4shared.com/document/GnJHum5a/NBC_PA_01.html
      http://www.4shared.com/document/qi2cdHHm/NBC_T_12.html

      Obs. Eu fiz isso para todas as normas indicadas pelo Davi Barreto como de conteúdo para ICMS RJ. Não irei disponibilizar pois a parte de aprendizado ao fazer isso é igual (ou superior) que a simples leitura deles.

      Link das resoluções novas: http://www.cfc.org.br/conteudo.aspx?codMenu=116

      ATUALIDADES
      Livro: Nenhum
      Exercícios: Nenhum
      Dicas: Para aqueles que assim como eu se desligaram totalmente dos noticiários, vale a pena buscar algum “resumão” em alguns sites, para pelo menos nos contextualizarmos. Para SP eu li um resumo de 300 páginas (leitura dinâmica) de todas noticias trazidas no ano, separada por assunto.
      No entanto, não acho que esta matéria fará muita diferença, se você fizer o dever de casa nas outras.

      CONTABILIDADE
      Livro: “Contabilidade Básica – Finalmente você vai aprender contabilidade”
      Autor: Ricardo J. Ferreira
      Resumo: Nenhum
      Exercícios: 600 exercícios do superprovas.com (FCC e FGV); lista do prof. Kazuo (disponível no FC); apostila FCC – 200 exercícios do prof. Gabriel Rabelo / Kazuo.
      Dicas: Essa matéria eu precisei fazer muito, mas muito exercícios para “entender” o seu funcionamento. Dei atenção as normas do CFC e suas definições para conseguir matar as questões teóricas de prova e priorizei os exercícios da FCC inicialmente, para depois entrar nos exercícios da ESAF e FGV.
      Fiz aula de contabilidade no LFG com o “Demolidor”. Não recomendo para quem está iniciando pois o cara é ligeiro e põe umas questões cabulosas – o que acaba desmotivando mais do que motivando. No meu caso eu gostei da parte de avançada visto que não tinha nenhum material escrito (fora as resoluções em si) e deu pra entender legal o funcionamento.
      Contabilidade, no meu ponto de vista, é prática. Não pode parar de fazer exercícios e revisar.

      CONTABILIDADE AVANÇADA
      Livro: “Contabilidade Avançada e Intermediária”
      Autor: Ricardo J. Ferreira
      Resumo: Todas resoluções novas. (CFC 1110; 1120; 1121; 1125; 1138; 1139; 1141; 1142; 1143; 1151). http://www.cpc.org.br/pronunciamentosIndex.php; http://www.cfc.org.br/conteudo.aspx?codMenu=116;
      Exercícios: Lista do “demolidor” dada no LFG reta final ICMS SP; Prova de Exame QTG – Exame de qualificação técnica para registro no cadastro nacional de auditores independentes (CNAI) do conselho federal de contabilidade (CFC).

      CONTABILIDADE DE CUSTOS e ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS.
      Livro: “Contabilidade de Custos”; “Análise das demonstrações contábeis”
      Autor: Ricardo J. Ferreira
      Resumo: Resumi o livro de custos, na didática apresentada. Fiz um esquema com as principais fórmulas de análise de demonstração contábil.
      Exercícios: Muitos da FCC. A lista selecionada pelo professor Kazuo (FC) está perfeita. Aborda todos os assuntos e é uma ótima chance de medir seu conhecimento (eu fiz ela umas 4 vezes, intercalada).
      Dicas: Além da lista do Kazuo, é interessante – para quem vai enfrentar uma abordagem mais pesada desta matéria – resolver as provas da FGV (ela cobra bem legal cooprodutos, margem de contribuição por fator de limitação).
      O custo x benefício desta matéria é ELEVADÍSSIMO. Diria que é a matéria que vc investe menos tempo e consegue a maior nota, disparadamente. Vale muito a pena estudar a finco tal matéria pois a abordagem que é feito pelas bancas é simplista e não te enrola muito, o que possibilita um dar um UP em sua nota.

      CONTABILIDADE PÚBLICA + ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ORÇAMETÁRIA (AFO)
      Livro: “Contabilidade Aplicada ao Setor Público”; “Provas Comentadas”
      Autor: Francisco Glauber Lima Mota (Glauber Mota)
      Resumo: Resumi as resoluções do NBC (pois tem uma abordagem diferente), L4320 (pilar da matéria), CF88 (art 163-169).
      Exercícios: A maioria da FCC (superprovas)
      Dicas: A lista de exercícios de AFO do Fábio Furtado é muito boa.. realmente ajuda na fixação da matéria.

      DIREITO ADMINISTRATIVO
      Livro: “Direito Administrativo Descomplicado”
      Autor: Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo
      Resumo: L8112; L8429; L8666; L8987; L9784; L12016; L9882; DL200/67.
      Exercícios: 600 Exercícios no superprovas (todos da FGV e o resto da FCC).
      Dicas: Matéria muita ampla e com muitos detalhes/prazos a serem decorados. A utilização do resumo é essencial para que seja possível cobrir o conteúdo de forma a não gastar todo o tempo somente nesta matéria. A revisão em cima do livro eu fazia a cada 2 meses (isso após eu ter lido 3 vezes o livro), e não deixava de fazer exercícios.

      DIREITO CIVIL
      Livro: Nenhum
      Apostila: Lauro Escobar – Curso Online [ponto]
      Resumo: Baseado no curso do Lauro
      Exercícios: Muitos da FCC, treinava muita literalidade, muito pouca doutrina.
      Dicas: No meu ponto de vista, todos devem estudar um pouco de doutrina para se familiarizar com a matéria e entender suas particularidades e diferenças com relação ao Direito Tributário (que é matéria muito estudada para estes concursos). Depois disso, é cair pra dentro do Código Civil e fazer a leitura até a fixação. Lembrar de treinar bastante pois isso ajudará a focar dentro do CC. A leitura do CC é bem gostosa e com o domínio da matéria, aumenta sua vontade de reler... no entanto, não sugiro que leiam ele inteiro (pois são mais de 2 mil artigos). Separe certinho o que cai no edital, e caso não tenha edital na praça, pule as partes que não se ve muito nos editais anteriores.

      DIREITO COMERCIAL
      Livro: “Curso de Direito Empresarial”; “Sinópses Jurídicas”
      Autor: André Luiz Santa Cruz Ramos; Maria Gabriela e Vitor Eduardo Rios Gonçalves.
      Resumo: Decreto Nº 57663 – LUG; del0911 - alienação fiduciária; del2044 - letra de cambio; L5474 – duplicatas; L5764 – cooperativa; L6404 - S.A.; L7357 – cheque; L8078 - Código de Defesa do Consumidor; L8137 - crime contra ordem economica; L8884 – CADE; L8934 – Junta Comercial; L8955 – Franquia; L9279 - propriedade industrial; L11101 – falência.
      Aqui vale a pena ressaltar que é importante fazer o esquema utilizando o Código Civil ao lado, assim como o livro do Santa Cruz, para que seja possível complementar ou fazer observações sobre súmulas ou entendimentos divergentes. Todas essas leis são pequenas (com exceção da S.A., falência e propriedade industrial) e o custo benefício é altíssimo. A cobrança nas provas da FGV são bem profundas e tiram muita literalidade e entendimento jurisprudêncial.
      Exercícios: “1001 questões comentadas FCC – Gabriel Rabelo”; 500 exercícios no superprovas.com e refiz todas as provas da FGV e FCC.

      DIREITO CONSTITUCIONAL
      Livro: “Direito Constitucional Esquematizado”
      Autor: Pedro Lenza
      Resumo: Resumo da CF/88 feito pelo prof. Vitor Cruz (vampiro); esquematizei a maioria das leis (9688/99; 9882/99; 12016/09; 12063/09; .....)
      Exercícios: 400 no superprovas.
      Dicas: Tentava incluir a leitura completa da CF pelo menos 1 vez a cada 2 semanas. Na véspera das provas eu lia 1 vez por semana, pelo menos durante 1 mês, e via o que de específico (lei) estava no edital para correr atras de esquematizar. Utilizei o Ebook do Vampiro (exercícios ESAF) para aprofundar na matéria e mante-la no meu ciclo de estudo.

      DIREITO PENAL
      Livro: Sinópse Jurídicas: Direito Penal – Parte Geral;
      Resumo: Código Penal + Leis + Sinópses da Saraiva + Curso do Julio Marqueti
      Exercícios: Apenas da banca da prova (no caso, fiz apenas FCC)
      Dicas: Aqui o ganho benefício é alto, visto que, normalmente, tal diciplina não é cobrada de forma profunda. No entanto, pra me precaver de qualquer deslize, no meu ciclo de estudo para o ICMS RO eu fiz um esquema onde transcrevia a parte do código penal que ia cair e complementava com exemplos e explicações apresentadas no curso do Ponto do prof. Julio Marqueti (parte doutrinária).
      No meu ponto de vista, essa matéria deve ser estudada apenas após a publicação do edital, visto que se for aprofundar a parte doutrinária, irá perder muito tempo e, como já disse anteriormente, normalmente esta diciplina não tem grande valor (%) na prova.

      DIREITO PREVIDENCIÁRIO
      Livro: “Curso Prático de Direito Previdenciário.”
      Autor: Ivan Kertzman
      Resumo: Material do Ponto e do Euvoupassar.com
      Exercícios: 200 exercícios
      Dicas: Abordagem mais leve e tranquila.. praticamente só cai o que está na constituição federal.

      DIREITO TRIBUTÁRIO
      Livro: Direito Tributário
      Autor: João Marcelo Rocha
      Resumo: Fiz um resumo do livro do JMR de forma enxuta (15páginas), onde eu fazia observações de entendimentos do STJ e STF, assim como divergência nos entendimentos das bancas.
      Exercícios: Fiz 2 vezes todos exercícios que o superprovas tinha da banca FCC e FGV. Quando queria aprofundar eu acabava fazendo exercícios da ESAF, mas sempre com um pé atras. Além disso fiz o E-book do “vampiro” - 1001 questões comentadas.
      Dicas: Matéria em que os aprovados possuem uma nota elevada, ou seja, é pré-requisito para aprovação. Já fiz um curso com o Ricardo Alexandre no LFG e gostei; no entanto, não recomendo para aqueles que estão começando, já que ele aborda o conteúdo de forma completa e profunda, situando com as diferenças e particularidades entre as ramificações do direito, o que, no meu ponto de vista, pode fazer com que o aluno se disperse e não focalize o que é importante da matéria.
      O Livro do JMR dispensa comentários. Nunca tive tanta facilidade na leitura como tive com este livro.
      Ler o CTN e marcar os artigos que já foram revogados tácitamente, e os que não tem mais aplicabilidade, é importante para não confundir na hora da prova.
      Outra forma de estudo que eu utilizava era ficar atento ao Forum com relação aos tópicos novos sobre direito tributário. Eu participava de todos e pude perceber que era a melhor forma de aprofundar na matéria (assim como a leitura de súmulas indicadas).
      Last edited by Lucas Salvetti; Sat, 31/12/11, 11:08 AM.

      Comentário

      • Lucas Salvetti
        • 16/03/09
        • 1844

        #4
        Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

        ECONOMIA
        Livro: “Introdução à Economia”
        Autor: Paulo Viceconti e Silvério das Neves
        Resumo: Nenhum, visto que o livro a cima já é bem enxuto, o que compensava revisar por ele, sem perder a objetividade.
        Exercícios: Livro do prof. André Fantoni – Provas Comentadas; Todos da FGV no superprovas e muitos da FCC (uns 300).
        Lista de exercício: Prof. Carlos Ramos; Prof. Sérgio Gadelha; Prof. Geraldo Góes; Prof. Vasconcellos;
        Dicas: Tudo que eu encontrava de exercício que eu não tivesse o domínio da matéria eu pegava pra fazer e refazer. Acompenhei bem o Forum nesta matéria para não deixar passar nada que fosse destoante da abordagem normal. Não utilizei livros muito recomendados visto que tinha um grande domínio na parte de MicroEconomia (que era a que mais valia no ICMS RJ).
        È importante ficar atento as questões da banca, já que quem refez a prova do ICMS Amapá, conseguiu facilmente matar pelo menos 2 questões do ICMS RJ.
        O livro do mestre Fantoni está muito bom.. ele conseguiu selecionar as melhores provas e dar uma didática legal (sem muito lenga-lenga). Com certeza este livro foi responsável pela minha tranquilidade na hora de fazer a prova.

        ESTATÍSTICA
        Livro:Nenhum
        Apostila: Curso Online ICMS/RJ 2007 (ponto)
        Autor: Weber Campos
        Resumo: Baseado na didática apresentada pelo curso acima, visto que cobria todos os possíveis itens.
        Exercícios: Muitos da FCC; véspera do ICMS RJ eu acabei fazendo muita parte teórica, reforçando conceitos e me preparando para o pior.
        Dicas: Essa matéria normalmente exige muito da pessoa que não é fã de número. Ou seja, fazer um curso presencial ou video-aula é muitas vezes a única saída. Eu acabei fazendo algumas aulas no EVP do professor weber campos, mas ia direito na aula que tratava do assunto que me gerava dúvida... foi válido no meu caso, mas eu não gosto muito não pois acaba-se perdendo muito tempo – normalmente o professor desenvolve de uma forma que todos entendam, ou seja, inciante à avançado; isso gera uma repetição desnecessária e uma abordagem mais simplista. Outro fator a se considerar é que como a aula é “ao vivo”, é natural que o professor cometa alguns erros ou acabe enrolando muito para desenvolver sua linha de raciocínio. Esses problemas raramente são encontrados em material escrito, visto que tiveram tempo de serem revisados várias vezes antes da publicação.

        FINANÇAS PÚBLICAS
        Livro: “Finanças Públicas - Teoria e Prática no Brasil”
        Autor: Fabio Giambiagi e Ana Cláudia Além
        Resumo: Nenhum
        Exercícios: Provas antigas da FCC e FGV.
        Dicas: Ler a CF/88 na parte de finanças (deve ter umas 2,3 páginas) e entender bem as definições dos conceitos de PPA, LDO, LOA etc. A Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF – não é grande e vale a pena esquematiza-lá.

        INFORMÁTICA
        Livro: Informática
        Autor: João Antonio
        Resumo: Baseado no livro do mestre.
        Exercícios: Muito pouco, apenas em véspera de prova para tentar memorizar os atalhos e outras coisas mais.
        Dicas: Vale a pena entrar no livro do prof. JÁ na parte teórica, principalmente na parte de segurança (que é um assunto recorrente, visto a utilização da NF-e).

        INGLÊS
        Livro:Exercícios FCC
        Exercícios: Treinei apenas nos moldes da FCC para não chegar de surpresa na prova. Estudei 5 anos de inglês e possuo grande domínio, no entanto, meu hall de palavras encontra-se limitado.
        Dicas: Para quem não sabe NADA de inglês, é dificil eu dar uma dica... no entanto, acho que fazer exercícios da banca é a melhor solução.

        LEGISLAÇÃO ESTADUAL (ICMS) - SP
        Livro: “Manual do ICMS de São Paulo”
        Autor: Ricardo J. Ferreira
        Resumo: Esquematizei o RICMS no computador (devido o seu tamanho) e as leis menores (IPVA,ITCD,PAT) e as genéricas: LC24/75; LC87/96; LC116/03; LC123/06.
        Exercícios: Livro de Exercícios do professor Pedro Diniz e toda lista que ele lançava no forumconcurseiros.com. Lista de exercício do prof. Hélio Amaral, prof. Rosa, prof (etc) – fiz TODOS!
        Dicas: Após entender bem o funcionamento do ICMS, vale a pena apenas manter o conhecimento através de leitura da legislação direto da fonte (lei seca). Segue abaixo o esquema do RICMS que eu montei para poder revisar várias vezes, sem se perder no meio de tanta coisa. Fiz um curso online no UNILEAR com o famoso José Rosa; era apenas um curso de complementação mas achei muito válido visto que ele passa uma bateria de 100 exercícios sendo que eles são muito bem elaborados e trabalham bem o conteúdo.
        Bizu SP  http://www.4shared.com/document/vgl2...S_ESQUEMA.html
        Obs. O resto das sintetizações eu fazia no caderno.. só fazia no PC se fosse muito grande.

        LEGISLAÇÃO ESTADUAL (ICMS) – RJ/RO/RS/SC
        Livro: Nenhum
        Resumo: Apenas das leis locais e do RICMS, quando estava no edital.
        Exercícios: Apenas os que colocavam no Fórum e simulados de grupo de estudos.
        Dicas: Vale a pena estudar e sintonizar as divergências entre os estados, no entanto, não é necessário investir muito tempo após ter estudado pra valer esta matéria.
        Bizu RJ  http://www.4shared.com/document/NyDs...CMS_DO_RJ.html
        Como a legislação do RJ era imensa, fiz isso para todas leis (exceto se eu já possuia o resumo, como no caso das leis federais).
        Bizu RS  http://www.4shared.com/document/5QhfmJYU/RICMS_RS.html

        Obs. O resto das sintetizações eu fazia no caderno.. só fazia no PC se fosse muito grande.

        MATEMÁTICA FINANCEIRA
        Livro: Nenhum
        Apostila: Curso Online (ponto)
        Autor: Sérgio Carvalho
        Exercícios: Muitos, de todas bancas.
        Dicas: Esta matéria não me demandou muito visto a familiaridade que possuia com a mesma. Acabei estudando muito por exercícios e pegando algumas dicas na sala do TrovãoRJ para que fosse possível encurtar o tempo de resolução na prova.
        Eu considero que o candidato deve básicamente conhecer a transposição de data focal para entender esta matéria. Lógico, não é apenas isso, mas isso é a chave de toda a matéria.

        PORTUGUÊS
        Livro: “Português FGV”
        Autor: Décio Sena
        Resumo: Nenhum
        Gramática: Gramática do Nilson Teixiera de Almeida conforme a nova ortografia. Achei interessante estudar por gramática nos assuntos que sentia maior dificuldade ou que não estava conseguindo assimilar.
        Exercícios: 200 pelo supeprovas. Muitas provas da banca com o edital na praça, para poder me adaptar a forma de cobrança da mesma. FCC(21) FUNDATEC(20) FGV(10).
        Dicas: O curso da Cláudia Kozlowski pelo ponto está perfeito. Nunca gostei de estudar português pois não via muita lógica nas regras e achava que o custo x benefício era muito pequeno. Sempre fui bom de interpretação o que me fez direcionar os estudos para a parte gramatical.
        Esta matéria, na minha opnião, é a mais importante de todas. Digo isso pois cada vez mais as bancas estão complicando na redação das questões e usando palavras sinônimas de pouca utilização na formulação das questões, sem contar a forma inversa de escrita e a confusão que estão tentando criar para confundir o candidato (estou me referindo ao enunciado das questões de TODAS matérias). Sendo assim, é vital que o mesmo tenha um domínio da lingua para que não interprete de forma equivocada o enunciado.

        RACIOCINIO-LÓGICO
        Livro: Nenhum
        Apostila:Curso Online (ponto)
        Autor: Sérgio Carvalho
        Resumo: Apenas das transições da parte de tabela verdade, e algumas decorebinhas/curiosidades que economizavam tempo no cálculo.
        Exercícios: Resolução de provas anteriores da FCC; lista de exercício do Prof. Joselias; simulados do Opus Pi (assim como acompanhava sua sala diariamente, tentando resolver as dúvidas dos colegas).
        Dicas: Após entender bem o grosso da matéria, nada melhor do que exercícios para ficar bem treinado. No entanto, lembre-se de faze-los com cronometro de tempo do lado, pois, não adianta nada conseguir resolver a questão em 30 minutos (sendo que na prova teremos no máximo 3min).

        Comentário

        • Lucas Salvetti
          • 16/03/09
          • 1844

          #5
          Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

          MITOS E LENDAS

          Esta parte refere-se a comentários sobre os mitos e lendas que são reproduzidos pelos concurseiros – muitas vezes, sem muita reflexão. (2 casos em específico)

          1) TEORIA DA FILA
          Essa é a teoria que mais me deixa irritado. Não pela sua essência e idéia inicial, mas pela mensagem errada que ela reproduz.
          Fazer uma analogia entre passar em um concurso público com uma fila me traz tamanha indignação que eu tenho que respirar umas 3 vezes antes de começar a escrever algo a respeito.
          Analisando uma Fila (como, por exemplo, uma fila de banco) temos algumas características evidêntes, sendo que a principal é a forma estática que ela apresenta, sendo regida APENAS pelo tempo de permanência nela.
          Estudar para concurso público não tem nada disso de fila (de esperar que o tempo trará sua vitória). Se tem algo que eu aprendi nessa vida de concurseiro é que você tem que ser adaptável, ter dinâmica de estudo e ser pró-ativo. Não basta estudar e esperar o “seu momento”. Não acredito em nada disso.. acredito que tudo está em suas mãos, mas nem tudo flue conforme desejado. Entregar seu destino a esta teoria e se contentar que possue “mais tempo de estudo” para aumentar sua confiança é jogar-se num abismo sem volta.
          Interprete essa teoria da fila como uma forma de motivar que o seu tempo investido será recompensado, mas não será recompensado apenas se continuar estudando; você deve aprimorar-se a cada dia, procurar seus defeitos e renovar seu conhecimento.. e principalmente, CORRER ATRÁS.
          A fila só anda para aqueles que continuam estudando e buscando este aprimoramento. Lembre-se disso.

          2) “Regra número 1 = Estudar; Regra número 2 = não esquecer da regra número 1”

          Quero lembrar que toda forma de estimular o estudo é válida, mas a minha intenção aqui é apenas questionar a validade de tais argumentos da forma que são reproduzidos pelos concurseiros (ou seja, da forma que a maioria absorve).
          Submeter a responsabilidade integral pra aprovação em um concurso público “de ponta” ao fator “estudo” é tornar ainda mais dolorosa a derrota de um concurseiro que se matou de estudar.
          Eu acho que estudar é o principal, mas não é dessa forma. Eu atribuiria algo em torno de 70% para o estudo e 30% para o estado emocional da pessoa. Óbvio que não adianta a pessoa ser tranquila, calma, ter um racioncínio apurado mas não ter estudo o suficiente; da mesma forma que o contrário é verídico.
          Quando digo lado emocional, refiro-me ao nível de concentração com o elevado nível de estresse e desgaste durante a realização da prova; à tranquilidade; ao nível de raciocínio que o candidato possue e etc.
          Na prova de São Paulo pude perceber como muitas pessoas com baixo tempo de estudo conseguiram tirar uma nota muito maior que muitos que apresentavam-se em um nível de conhecimento teórico mais elevado. Ter a tarimba e “saber fazer prova” é tão importante quanto as horas dedicadas ao estudo teórico das matérias. Por isso, saliento, inclua no seu cíclo de estudo um tempo para realização de simulados, provas etc. Não fique apenas na parte teórica, deve ter “tarimba” para aguentar as novidades e invenções que as bancas estão aprontando nas provas.
          Last edited by Lucas Salvetti; Tue, 01/06/10, 01:28 PM.

          Comentário

          • Lucas Salvetti
            • 16/03/09
            • 1844

            #6
            Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

            MEU CICLO DE ESTUDO

            No início, eu achava um exagero ter que estudar mais do que 4 horas por dia. Achava que os outros eram muito “burro” e precisavam se dedicar muito pra compensar isso. Pois é, após 1 mês de estudo assim eu vi que o conteúdo era ilimitado... estava na hora de mudar radicalmente.

            Parei de malhar e de fazer qualquer outra atividade recreativa; comecei a acordar mais cedo e dormir no mesmo horario. Em abril eu já estava estudando 5 horas por dia, e 8 no fim de semana.

            No meu ponto de vista, tudo é uma questão de adaptação; eu não gosto de acordar cedo, mas não tinha mais aonde apertar.. preferia repartir o estudo (manha e noite) do que centralizar tudo em um período.

            Em maio/junho/julho eu já tinha me acostumado a estudar 6 horas por dia, e 9 fim de semana. Não parava de estudar no dia se não tivesse feito estas metas (o que fazia meu grau de concentração aumentar, pois sabia que se não fizesse eu ia acabar indo dormir mais tarde, e prejudicando o outro dia).

            Veja que o concurseiro tem que se dividir em 2. Um é responsável pelo planejamento e controle das metas; o outro lado seu deve ser a parte executora, que será castigada caso não consiga. Eu vivi bem com essa “dupla personalidade” e sempre tive a facilidade de me auto-avaliar; tenho pavor de quem tem o sistema de proteção forte (no sentido de se iludir) e acaba tendo dificuldade de se auto-avaliar. Receber críticas é bom também, pois normalmente os outros vêem de outra forma e isso só tem acrescentar.

            Pois bem, após a prova do ICMS SP eu comecei a todo vapor para o ICMS RS (ainda sem edital). Aumentei minha carga até o limite.. estava com muita raiva de não ter passado e estava usando essa adrenalina para estudar mais; sendo assim, acabei estudando de 7 a 8 horas dia de semana; 10 a 12 fim de semana. Toda vez que eu falou a quantidade de estudo, estou considerando apenas o tempo líquido de estudo, ok?

            Consegui levar esse rítmo por 7 semanas.. aliviei apenas na última semana, onde estudei 6 horas dia de semana e 8-10 horas fim de semana.

            Após a prova eu senti o cansaço bater; como tinha ido razoavelmente bem na prova, acabei perdendo o controle do estudo para receita e entreguei os estudos. Minha concentração caiu muito e acabei me prendendo emocionalmente no ranking do FC. Se puder aprender algo com meus erros, nunca fique esperando algo; você já fez sua parte (a prova) e agora, nada depende de você (análise dos recursos e divulgação do resultado). Não tem como interferir nesse processo.. ou seja, tem que abaixar a adrenalina e continuar estudando (coisa que eu não fiz na época).

            Após essa leva de provas eu só tinha ICMS RJ como boato, então comecei a estudar as matérias que a maioria foi eliminado nas ultimas provas. Fiz um ciclo de 3 matérias por dia como centro e 3 como auxiliar. Ou seja, encaixava a matéria de centro nos períodos onde o meu rendimento eram maiores. As matérias auxiliares, normalmente eu fazia exercícios ou estudava em períodos onde o rendimento tendia a cair.
            PLANEJAMENTO
            Eu fazia 5 tipos de planejamento:
            1) Planejamento diário: Aqui eu mensurava se tinha perdido muito tempo da carga de estudo, se estava tendo muita dificuldade na matéria, e se ia conseguir fechar as metas anteriormente estabelecidas (logo no inicio da manhã).

            2) Planejamento do dia seguinte: Esse planejamento eu realizava no fim do dia, encaixava algum deslize de meta que não foi cumprida no dia para o dia posterior; efetuava uma remodelação caso não tivesse gostado da forma que estudei no dia (exemplo: trocar a matéria estudada de manha para noite, ou vice-versa).

            3) Planejamento da semana: Este aqui é importante para ter como balizador de metas. As vezes, se planejar apenas diariamente não dá uma visão completa, mais ampla do que esta acontecendo. Sendo assim, ele serve para ver você fora do seu corpo, ou seja, ver se realmente estudou bem aquela semana.

            4) Planejamento do mês: Esse planejamento eu divido em semanais. É mais amplo e com menos detalhes operacionais; acabo colocando metas mais fortes pra fazer com que os outros planejamentos tenham que se adaptar e eu estudar mais para atingi-las. Ex: tive 9 dias de greve no ano passado, ou seja, 9 dias inteiros para estudo. Minha meta para este período foi de ler todo o livro do Santa Cruz (direito comercial) e todo o curso do Lauro Escobar (direito civil). Eu sabia que a greve podia acabar qualquer dia, e por isso, aumentei a carga e consegui atingir. Assim, remodelei minha meta mensal pois tinha cumprido ela em 9 dias.
            A meta é algo a se estabelecer de forma que o provável é que você não atinga ela. Não adianta criar metas absurdas, mas todos temos um bom senso de domínio sobre nossa capacidade.. assim, ter metas altas faz com que você se dedique mais. Agora, criar metas ilusórias (muito fáceis) é um mecanismo de auto-ilusão. É a mesma coisa que acontece com aquelas pessoas que vão ao cursinho estudar alguma matéria e ao chegar em casa pensam: “Ahhh, já fiquei 4 horas no cursinho... to manjando já, nem preciso estudar em casa”. Eu acho que isso é algo muito comum nas pessoas, e é um dos fatos que faz com que elas se surpreendam na prova.

            5) Planejamento se não passar: Esse aqui é um planejamento para você não perder o rítmo de estudo, não pensar em parar de estudar e ter sempre um plano a longo prazo (1 ano ou mais). Não adianta estudar a ferro e fogo para um edital, cheio de matérias e particularidades, se o seu estudo em si não é completo e não pode ser aproveitado para o próximo certame.
            Ter em mente os próximos concursos e qual será seu foco de estudo após determinada prova é importantíssimo. Inclua neste planejamento o reforço das matérias que você tenha ido mal nas outras provas.
            Se você olhar a parte deste texto que diz “diagnóstico”, eu usava ele para balizar aonde ia comecar estudando para o próximo certame. Ou seja, depois de SP eu meti bronca em direito administrativo e constitucional, o que me garantiu uma nota 10 e 8, respectivamente, na prova do RS.
            Estudar apenas por edital limita um pouco o seu conhecimento, mas é necessário fazer isso caso tenha-se o edital na praça. Caso contrário, veja as matérias mais importantes para os certames e foque elas. Tenha um domínio maior sobre elas que isso fará com que você economize tempo nos próximos certames.

            Comentário

            • Lucas Salvetti
              • 16/03/09
              • 1844

              #7
              Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

              Quanto vale investir na legislação específica de cada estado?
              No meu ponto de vista, bem pouco! Veja que a idéia das legislações são as mesmas, no entanto, temos algumas particularidades (as vezes, várias particularidades). No entanto, não vale a pena ficar lendo e relendo as leis – que, normalmente, são imensas. Utilizou então para está disciplina o esquema que demonstrei no “bizu” na parte “Guia de estudo”. Ele faz com que vc decifre a legislação, encontre suas particularidades e torne tudo isso em um texto bem, bem menor. Assim, na véspera da prova (2 semanas), você consegue reler ele umas 4 vezes e estar pronto para a prova.

              O controle de horas eu fazia mensurando o período que eu perdia, já que todo início e fim era rigoroso. Concurseiro tem que ser sistemático.. mais do que motor de balsa. Acho que é por isso que percebemos uma grande inserção de militares neste meio.

              Mas salvetti, tu não descansava?
              Bom, quando edital estava na praça, eu quando muito entrava na piscina antes do almoço... coisa de 10, 15 minutos. Agora sem edital eu assistia algum programa de TV no domingo anoite, ou algo do tipo.. no entanto, quando eu ia fazer isso, eu acordava mais cedo e recompensava o estudo em outro período. Pra concurseiro, todo dia é igual!! Não tem essa de “domingo não estudo”. Ok, não quer dizer que se você descansar você não vai passar, mas eu penso que enquanto você descansa, alguem já passou 10 horas de estudo na sua frente. No entanto, eu consegui fazer isso e tive disposição e vontade para fazer isso.. mas entendo que cada um tem suas particularidades. O importante é se conhecer cada vez mais, conhecer seu rítmo e ir aprimorando a cada dia.. a velocidade disso quem dita é você.
              Ressalto que isso no longo prazo gera um stress elevadíssimo, afinal, 1 ano de sua vida não é 1 semana. Tenha no cronograma, quando possível, um período que te renove, te traga energia.

              Lembre-se:"Se você quer alcançar o que poucos alcançam, faça o que poucos estão dispostos a fazer"

              ESTUDO EM 3 TEMPOS
              Primeiramente, antes de começar o estudo em um livro de grande porte (muitas páginas), julgo necessário ler o “esqueleto” dele. Veja como o livro é dividido analisando o índice. Separe o estudo pelo índice de forma que não pare de estudar até encerrar determinado capitulo (ou assunto). Contextualize o mundo que você irá estudar, pois quando começar, isso irá facilitar a dinânima de aprendizado.

              1) Leitura grifando tudo que julga ser importante. Esta vez você nunca teve contato com a matéria e está lendo e grifando.. não se apegue muito aos detalhes, tente entender tudo e não tente decorar muita coisa. Após isso, faça exercícios da matéria para ver qual conteúdo é mais tratado, de que forma, onde estão as pegadinhas, etc. Assim você verá o que é mais importante.

              2) Releia agora apagando o excesso de grifos, circulando, comentando, pondo setas, enfim, rabisca mesmo pra economizar palavras para demonstrar o raciocínio da matéria.
              Esta é a hora de destrinchar bem a matéria, e começar a decorar e montar esquemas de memorização daquilo que já foi cobrado em prova ou que é interessante.

              3) Após montar o esquema (dependendo da matéria vale a pena), releia apenas as partes grifadas e os comentários. Tem determinadas matérias que isso não vale a pena, visto que a literalidade é muito importante. No entanto, para a maioria, isso é válido. É uma forma de guiar e agilizar uma revisão da matéria, possibilitando ler tudo que é importante no menor tempo possível, e é óbvio, entendendo tudo.

              COMO MONTAR UM ESQUEMA/RESUMO
              Pessoal, uma técnica que eu usava muito era fazer esquemas e resumos de disciplinas que são muito grandes. Elas, normalmente, te vencem pelo cansaço e pela quantidade de palavras (folhas). Sendo assim, montava tudo que dava pra manter a linha de raciocínio, transcrevendo apenas determinadas palavras, tirando todo tipo de articularção e palavras auxiliares, colocando seta entre elas de forma que o sentido original fosse mantido.

              Quanto menor foi a quantidade de palavras em sua vista, mais rapida será sua leitura e maior a quantidade de informações você poderá memorizar. Eu gosto de escrever em letras pequenas e utilizo apenas a cor azul e preta. Quanto mais informação tiver em seu campo de visão (em uma página, por exemplo), melhor será; óbvio que não dá pra entupir tudo em uma folha só, mas deve-se cortar tudo aquilo que está ali apenas pra te distrair.

              Montar com setas é muito interessante, no meu ponto de vista. Facilita e muito na fixação do conteúdo. Dicas legais são as do “seu madruga” dada aqui no ForumConcurseiros.com.

              Via de regra, eu costumo jogar o arquivo dividido em 4 páginas no meu campo visual (no computador) e então começo a resumir, fazendo cortes e grifando/sublinhando as palavras chaves.

              Segue a imagem de uma folha de meu caderno, talvez dê pra enteder melhor assim.
              Exemplos:
              http://www.4shared.com/photo/-kxEuz4q/LC24_de_1975.html
              http://www.4shared.com/photo/rLwf-is...ida_ativa.html
              http://www.4shared.com/document/GmT3...nformtica.html
              http://www.4shared.com/photo/0MJkmCZ...tributria.html

              Esse último link, de repartição tributária tem a informação suficiente do que você precisa saber para a prova. Isso te economiza umas 6 páginas da CF/88 que está uma bagunça total. Enfim, o espírito é esse. Outros exemplos estão espalhados pelo texto. Não irei escanear meu caderno inteiro, a intenção é apenas mostrar o método utilizado.

              Lembre-se de revisar sempre e de que o que você está lendo é tirado de algum lugar. Pode ser que você cometa algum erro ou equívoco, ou falte informação importante; por isso, deixe um espaço entre as informações para possível correção/complementação futura.
              Last edited by Lucas Salvetti; Sat, 05/06/10, 02:04 PM.

              Comentário

              • Lucas Salvetti
                • 16/03/09
                • 1844

                #8
                Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                COMO RESOLVER UMA QUESTÃO
                Eu não sou milagreiro nem curandeiro.. então se tu está lendo achando que vou mostrar algum segredo, esqueça! A idéia é organizar a forma de realização da prova.

                Vou dar um exemplo para facilitar a explicação:
                “85) (TCE-GO FCC)Sobre prescrição e decadência em matéria tributária, considere:

                I. A decadência é a perda do direito do Fisco de cobrar o crédito tributário.
                II. A prescrição para cobrança do crédito tributário é de cinco anos, a contar da constituição definitiva do mesmo.
                III. A decadência se interrompe com a notificação válida do lançamento.
                IV. A prescrição se interrompe, dentre outras causas, por qualquer ato inequívoco, ainda que extrajudicial, que importe em reconhecimento do débito pelo devedor.
                V. O prazo prescricional tem termo inicial no primeiro dia do exercício seguinte àquele em que o lançamento poderia ter sido efetuado.

                Está correto o que se afirma APENAS em

                a) I, II e III.
                b) II, III e IV.
                c) II, IV e V.
                d) I, II, III e IV.
                e) I, II, IV e V.”

                Explicação: Bom, eu resolvo a questão utilizando 3 instrumentos de marcação. Eu grifo, circulo e faço um quadrado em volta das palavras chaves – que são as palavras condicionais, ou palavras que restringem, limitam ou essenciais (foco da questão) para a alternativa. No caso a cima, eu grifei as palavras essenciais, puis em itálico suas complementações (para verificar se está correta) e sublinhei as condicionais (quando, ainda que, desde que, sempre, para que, etc etc).
                Faça sempre assim.. preste muita atenção aos condicionantes da alternativa, e sempre que a oração estiver escrita de forma indireta, reordene-a para não cair em nenhuma pegadinha.

                Costumo ter um olho afiado, afiado até demais – o que faz eu achar pêlo em ovo, algumas vezes. No entanto, tenho quase certeza que essa atenção extrema é muito mais benéfica do que maléfica. Não basta ler a alternativa e ver se “soa” corretamente.. destrinche-a e não vá para outra enquanto não tiver pelo menos mapiado ela. Caso não encontre a resposta, circule o número da questão e NÃO MARQUE nenhuma alternativa. Se você marcar, quando voltar para refazer, vai ser induzido pela sua marcação – a qual não estava segura –, o que prejudicará toda a questão.

                Na prova do ICMS RJ, provavelmente eu fui um dos únicos que vi em uma questão de legislação um erro no endereço do “cupom mania”. Como a alternativa era de informações acessórias, qualquer erro encontrado ajuda na resolução, pois elimina uma alternativa a mais. O erro era que o site estava escrito assim: cupommmania..gov.br, algo assim; Veja que tem 3 “m” no endereço eletrônico – só um olho muito atento viu isso; pensei que podia ser um erro formal, mas se fosse, eles teria que anular pois tem jurisprudência firmada sobre esse assunto (se ela me derrubasse, eu ganharia no judiciário).

                Enfim, tente resolver as questões matando todas alternativas; não deixei para depois sua dúvida... ou tenha um caderno ao lado onde você possa anotar, ou sane-a no momento em que surgir; deixar para depois é um erro fatal. Claro que as vezes não conseguimos sanar a dúvida, por isso é importante se organizar e ter um local onde você possa joga-las sem perder informação e tempo. Anote sempre a origem da questão, banca etc, pois muitas vezes ela já foi discutida no forum ou em outro lugar de fácil acesso.

                COMO RESOLVER UMA PROVA
                Eu costumo planejar bem a forma que irei realizar a prova. Divido o tempo necessário em cada matéria e o tempo que levaria por questão. Feito isso, vejo em qual matéria é possivel apertar caso a prova venha pesada em outra. Não esqueça de tirar o tempo para passar no gabarito (eu sempre tiro 30minutos, pois costumo reler as questões em que fiquei com dúvida antes de passar).

                Antes de começar a fazer a prova, folhei-a. Veja se as questões de contabilidade estão exigindo muitas contas; veja se direito tributário está muito extenso e veja todo o resto da prova, analisando se precisará remodelar o planejamento feito. Óbvio que nada é feito milimetricamente (nem é interessante fazer), mas é preciso ter em mente o planejamento para cuidar o tempo de realização da prova e não deixar atropelar nenhuma matéria. Se a prova exige mínimo por disciplina, distribua bem o tempo. Caso seja concentrado por ponderação, jogue mais tempo para tais disciplinas.

                A escolha da sequencia das matérias deve ser feita baseada no Grau de importância VS Domínio sobre a matéria. Eu costumo errar bobeira na matéria que escolho para começar, então, costumo escolher uma matéria que tenho um alto domínio para me dar uma moral e garantir que um deslize nesta matéria não irá me prejudicar. No caso, estou dizendo de direito tributário.

                Matérias com contas (contabilidade / matemática financeira / estatística) devem ser tratadas com muito carinho. Por mais rápido que você seja, caso não encontre a resposta acaba te desestabilizando. Separe um tempo maior para elas pois caso você consiga resolver todas questões, isso gera um sentimento de vitória e faz com que você aumente sua confiança no realizar da prova.

                Faça a prova a lapis, para não se atrapalhar e nem prejudicar o campo visual da questão. Eu conheci um grande concurseiro que fazia direto na caneta, mas não tem como tomar por base – Heraldo, nick:Prof SBH Conta. O cara é féra, passou em 2º em RO e 4º em SC, mas eu não consigo fazer como ele.. eu costumo refazer as contas, rabisco muito a alternativa, etc.

                Se a prova é feita no molde “mínimos por disciplina”, eu costumo circular o número da questão que não possuo 100% de firmeza. Faço isso para ter uma noção de onde investir meu tempo que sobrar durante a realização da prova; no entanto, é devido ressaltar que deve-se utilizar esta técnica de forma moderada – caso contrário, você acabará se desestabilizando. Mesmo assim, acho muito válida pois faz com que você redirecione muito bem o tempo e acabe aumentando seu número de acertos nas matérias que corre um risco maior de ser eliminado.

                Eu passo as questões das matérias que apresento um grande domínio (como dir. tributário, legislação) para o gabarito no momento em que eu resolver 60% (mais ou menos) da prova. Faço isso pois é uma forma de descansar a mente e aumentar o nível de concentração – já que marco as questões pulando, tenho que redobrar o cuidado. Caso tenha muita dúvida em alguma questão, eu deixo em branco e passo o resto (tome cuidado sempre de ver se passou tudo para o gabarito).

                Sempre salvo um tempo de 10 minutos antes de acabar o tempo para repassar o olho na prova. Essa repassada de olho não serve para mudar as alternativas.. utilize-a apenas para definir as questões em que ficou em dúvida (ou as que irá chutar) e ver se percebe alguma outra nuância da questão que antes não foi percebida. Não saia alterando todas alternativas instintivamente.. concurso é 99% conhecimento, 1% feeling. Não se entregue aos 1% nesse momento de maior pressão.

                FORUM CONCURSEIROS, UMA FERRAMENTA DE ESTUDO
                Eu estabelecia algumas disciplinas para ter um desejado aprofundamento, ou matérias que eu já tinha um certo domínio e queria apenas manter. Tais matérias eu linkava nos favoritos do meu internet explorer e entrava todo dia para ver se nas salas dessas matérias tinha alguma dúvida, questão desafio, ou coisa do tipo que eu pudesse responder. Caso eu não soubesse, eu linkava na pasta “verificar” e ia dar uma pesquisada... caso não encontrasse facilmente, eu deixava lá até que alguem respondesse. Caso em 1 semana não tenha tido resposta, eu ia atrás pra verificar realmente se a matéria em si está no edital, e então pesquisava até encontrar resposta.
                Ser o “guardião” da sala é muito bom.. existem muitas dúvidas pertinentes e que iriam ser suas se você não tivesse visto naquele momento. Como eu não tinha uma interação social com os concurseiros (estudava só em casa) o fórum abriu essa porta pra mim.

                No entanto, tenho que ressaltar que o FORUM possui MUITA, mas MUITA coisa que só toma o seu tempo. Movimentos especulatórios de quando sairá o edital, tópicos de espera de resultado, etc. Como o volume é grande, se tu for ler tudo, estará frito!! Irá perder muito tempo. Outra coisa, nunca considera o tempo gastado no forum como tempo de estudo. Não faça isso pois como costumamos perder muito tempo no forum, isso lhe enganará se você incluir no seu cronograma.
                Eu costumava colocar o “acesso” ao fórum nas trocas de matérias, ou vinha até o mesmo toda vez quem tinha alguma dúvida em exercício ou algo do tipo que não conseguia sanar na hora. Circulava e no fim do ciclo da matéria eu vinha até o FC e jogava a dúvida.
                Se tu acessar o forum e ir em “pesquisar pesquisa avançada”, basta digitar seu nick e então ele linkará os tópicos que você está participando, o que facilita a busca pelos tópicos que você está com dúvida etc. Eu gastava algo em torno de 30 minutos por dia de forum, mas eram 30 minutos de descanço que eu aplicava aqui. Aproveite a excelente mão-de-obra disponível (grandes mestres acessam aqui de 3 em 3 dias, dando dinâmica e sanando suas dúvidas).

                Não trate o fórum como orkut. Se quise tratar como, saiba que está fazendo isso e não diga que esta “estudando”. Eu, particularmente, uso muito o forum pois é o único meio de interação com o mundo dos concursos.

                SUPERPROVAS:
                Este simulador de questões eu utilizei muito durante essa vida de concurseiro. Acho ele muito bom, sendo que vizualizei apenas 1 defeito: algumas questões encontram-se lá com gabaritos provisórios, e outras com erros. É importante ter isso em mente para que, ao deparar-se com algo que errou e acha que está certo, jogue no forum e já pesquise a prova para ver se o gabarito era definitivo.
                Refazer as questões que errou e selecionar aquelas que geraram dúvidas é importante para não ficar perdendo tempo apenas fazendo exercícios. Lembre-se que o objetivo é aprender, e não acertar 100% das questões... eu até prefiro quando erro questões, pois é um sinal que estou aprendendo. Quando acerto tudo (ou algo próximo disso), tento fazer a prova como (V) ou (F) para eliminar o erro de cada alternativa, e assim, aprofundar ainda mais.
                Com o edital aberto, torna-se importante fazer apenas questões da banca que irá realizar a prova. Caso seja uma banca que não possua muitos exercícios, veja a linha de formulação de questões que ela segue e então selecione uma com os mesmos parametros. Posso me considerar um especialista em FCC visto que estudei para dois concursos da banca com muito afinco. Quanto à FGV, gosto do seu tipo de abordagem e não tive dificuldade em me adaptar. Saiber o posicionamento da banca em determandas situações/questões é tão importante quanto estudar.. sei que banca não firma jurisprudência, mas se você quer acertar, lembre-se de se atentar as particularidades da mesma.

                AGRADECIMENTO:
                Tenho a ciência de que devo muito ao prof. Gabriel Rabelo; reconheço e sou grato por sua amizade e ajuda. Sei que tudo que ele fez foi de coração e com muita dedicação. VALEU IRMÃO!!

                Fiz bons amigos nesta caminhada, amigos FISCAIS e amigos que continuam na luta. Porém, o seu status não muda a forma como eu irei trata-los. Podem contar sempre comigo, pro que precisarem, grandes amigos.

                Um abraço especial para o grupo SEFAZ SP do gmail. Gostei muito da interação e do pessoal e principalmente das pessoas que ali estão. Todos tem o seu valor e estão em busca de um sonho. Estou na torcida!!!

                Atenciosamente,

                Lucas A. G. Salvetti
                Auditor Fiscal da Receita Estadual do Rio de Janeiro [AFRE-RJ]
                Last edited by Lucas Salvetti; Tue, 01/06/10, 12:02 PM.

                Comentário

                • DENNERDECASTRO
                  • 19/10/09
                  • 33

                  #9
                  Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                  Parabéns + uma vez rapá
                  sensacional seu depoimento!!!
                  abrass...

                  Comentário

                  • Eli_ro
                    • 17/04/08
                    • 85

                    #10
                    Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                    Parabens novamente....
                    todo sucesso pra ti...
                    seu depoimento vai ser mt util pra td mundo aqui..
                    Bjus

                    Comentário

                    • Guest's Avatar
                      Guest

                      #11
                      Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                      Parabéns, Salvetti!
                      E obrigada por dispor a todos o seu esquema de estudos e os livros que você estudou. Eles serão úteis para minha próxima fase: a dos concursos mais complicados.

                      Um abraço,

                      Nebulosa Helix

                      Comentário

                      • nani68
                        • 10/12/07
                        • 388

                        #12
                        Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                        Parabéns !!!
                        Principalmente pela idade, determinação e conquista !!!!
                        Obrigada pelo depoimento e dicas q vai ser muito útil para animar e ajudar na performance dos estudos.

                        Comentário

                        • felipepaz
                          • 02/04/07
                          • 647

                          #13
                          Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                          é, amigo, o seu depoimento não foge nada do que você demonstrou no grupo, intensivo nos estudos e agora os resultados.

                          mais uma vez, Parabéns.
                          Last edited by felipepaz; Thu, 10/06/10, 06:14 PM. Reason: correção português

                          Comentário

                          • Guest's Avatar
                            Guest

                            #14
                            Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                            Acho que essa é a versão mais recente do Manual do Concurseiro. Cara, parabéns! Estava querendo ler seu depoimento! Vc fez por merecer! Tudo de bom!!!
                            Last edited by Daniel da Corte; Tue, 01/06/10, 12:29 PM.

                            Comentário

                            • Beraca
                              • 11/06/07
                              • 601

                              #15
                              Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                              PARABÉNS!!!
                              E seja sempre feliz!

                              Comentário

                              • Lucas Salvetti
                                • 16/03/09
                                • 1844

                                #16
                                Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                Originally posted by DENNERDECASTRO View Post
                                Parabéns + uma vez rapá
                                sensacional seu depoimento!!!
                                abrass...
                                valeu conterrâneo. qlq coisa só dizer.

                                Originally posted by Eli_ro View Post
                                Parabens novamente....
                                todo sucesso pra ti...
                                seu depoimento vai ser mt util pra td mundo aqui..
                                Bjus

                                valeu eliii, tomara que ele ajude.

                                Comentário

                                • Lucas Salvetti
                                  • 16/03/09
                                  • 1844

                                  #17
                                  Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                  Originally posted by Nebulosa Helix View Post
                                  Parabéns, Salvetti!
                                  E obrigada por dispor a todos o seu esquema de estudos e os livros que você estudou. Eles serão úteis para minha próxima fase: a dos concursos mais complicados.

                                  Um abraço,

                                  Nebulosa Helix
                                  obrigado nebulosa.
                                  tomara que lhe ajude.


                                  Originally posted by nani68 View Post
                                  Parabéns !!!
                                  Principalmente pela idade, determinação e conquista !!!!
                                  Obrigada pelo depoimento e dicas q vai ser muito útil para animar e ajudar na performance dos estudos.
                                  isso ae nani.. a motivação é fundamental.

                                  abraço

                                  Comentário

                                  • Lucas Salvetti
                                    • 16/03/09
                                    • 1844

                                    #18
                                    Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                    Originally posted by felipepaz View Post
                                    é, amigo, o seu depoimento não foje nada do que você demonstrou no grupo, intensivo nos estudos e agora os resultados.

                                    mais uma vez, Parabéns.
                                    Valeu felipão! jaja será tua vez de deixar um depoimento aqui no forum.


                                    Originally posted by Daniel da Corte View Post
                                    Acho que essa é a versão mais recente do Manual dos Concurseiro. Cara, parabéns! Estava querendo ler seu depoimento! Vc fez por merecer! Tudo de bom!!!
                                    Valeu!!!

                                    Comentário

                                    • Silort
                                      • 08/11/08
                                      • 336

                                      #19
                                      Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                      Parabéns Salvetti! Esse depoimento completo era o que faltava para os que encararão ICMS RJ agora. Poxa, completíssimo, direto! Adorei!
                                      Parabéns mais uma vez!

                                      Comentário

                                      • ojmjunior
                                        • 25/05/09
                                        • 39

                                        #20
                                        Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                        Vlww pelas palavras Salvetti...

                                        gostei principalmente da sua explicação de 'como resolver questões'..
                                        fiquei por 1 na prova de ATRFB por pura besteira... perdi umas 5 questões por desatenção
                                        acho que a forma como você destaca os termos vai me ajudar a não perder a concentração e não errar por bobeira...
                                        (não se preocupe que eu darei os créditos a você qdo for aprovado...ushauhasuhasuhuas)


                                        Sou aqui do MS tb e até fiz RO, mas não me preparei quase nada...
                                        ..

                                        Parabéns pelas aprovações!!
                                        =D

                                        Comentário

                                        • Lucas Salvetti
                                          • 16/03/09
                                          • 1844

                                          #21
                                          Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                          Originally posted by Silort View Post
                                          Parabéns Salvetti! Esse depoimento completo era o que faltava para os que encararão ICMS RJ agora. Poxa, completíssimo, direto! Adorei!
                                          Parabéns mais uma vez!
                                          valeu!
                                          veja também as dicas do "maluco por concursos"
                                          link: http://www.forumconcurseiros.com/for...d.php?t=245428

                                          Comentário

                                          • Lucas Salvetti
                                            • 16/03/09
                                            • 1844

                                            #22
                                            Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                            Originally posted by ojmjunior View Post
                                            Vlww pelas palavras Salvetti...

                                            gostei principalmente da sua explicação de 'como resolver questões'..
                                            fiquei por 1 na prova de ATRFB por pura besteira... perdi umas 5 questões por desatenção
                                            acho que a forma como você destaca os termos vai me ajudar a não perder a concentração e não errar por bobeira...
                                            (não se preocupe que eu darei os créditos a você qdo for aprovado...ushauhasuhasuhuas)


                                            Sou aqui do MS tb e até fiz RO, mas não me preparei quase nada...
                                            ..

                                            Parabéns pelas aprovações!!
                                            =D
                                            Valeu Ojmjunior. Vou cobrar os créditos hein! rss
                                            abraço

                                            Comentário

                                            • DarKNight
                                              • 20/10/09
                                              • 43

                                              #23
                                              Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                              Parabéns Salvetti,

                                              Não te conheço, mas pelos tópicos que acompanhava seus comentários e dúvidas, eu já visualizava um grande candidato que em breve conseguiria a aprovação. Fiquei contente com a dobradinha nos icms=) e também com o depo.[um dos mais interessantes q ja li] sucesso cara e valeu pelas dicas, serão de grande valia.=]

                                              Comentário

                                              • Lucas Salvetti
                                                • 16/03/09
                                                • 1844

                                                #24
                                                Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                Originally posted by DarKNight View Post
                                                Parabéns Salvetti,

                                                Não te conheço, mas pelos tópicos que acompanhava seus comentários e dúvidas, eu já visualizava um grande candidato que em breve conseguiria a aprovação. Fiquei contente com a dobradinha nos icms=) e também com o depo.[um dos mais interessantes q ja li] sucesso cara e valeu pelas dicas, serão de grande valia.=]
                                                valeu DarkNight.

                                                Comentário

                                                • antonior
                                                  • 08/05/09
                                                  • 251

                                                  #25
                                                  Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                  Salvetti,

                                                  vc merece bixao!!!!!! valeu pelo post!! Já estava esperando por ele e extrairei o máximo!

                                                  Um grande abraço e sucesso no RJ!

                                                  Comentário

                                                  • Lucas Salvetti
                                                    • 16/03/09
                                                    • 1844

                                                    #26
                                                    Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                    Originally posted by antonior View Post
                                                    Salvetti,

                                                    vc merece bixao!!!!!! valeu pelo post!! Já estava esperando por ele e extrairei o máximo!

                                                    Um grande abraço e sucesso no RJ!
                                                    valeu bixão!! tomara que lhe ajude.. qualquer coisa só pedir.. estarei até o fim do mês ainda aqui em CG, provavelmente.

                                                    abraço

                                                    Comentário

                                                    • robertamsig
                                                      • 26/04/09
                                                      • 202

                                                      #27
                                                      Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                      Salvetti,

                                                      Parabéns.....

                                                      Adorei seu depoimento.... São histórias assim que dá animo para continuar estudando.....


                                                      Só queria mais uma informação... Qual é essa lista de AFO do Fabio Furtado?

                                                      Comentário

                                                      • Lucas Salvetti
                                                        • 16/03/09
                                                        • 1844

                                                        #28
                                                        Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                        Originally posted by robertamsig View Post
                                                        Salvetti,

                                                        Parabéns.....

                                                        Adorei seu depoimento.... São histórias assim que dá animo para continuar estudando.....


                                                        Só queria mais uma informação... Qual é essa lista de AFO do Fabio Furtado?
                                                        Valeu Roberta.

                                                        É uma lista de "exercícios para fixação" feitas pelo mestre.

                                                        abraço

                                                        Comentário

                                                        • jonslincher
                                                          • 07/05/07
                                                          • 470

                                                          #29
                                                          Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                          Fala salvetti !

                                                          Parabens pelas conquistas ! Seu planejamento foi certeiro !

                                                          Agradeco pelo depoimento pois sera de grande valia para avaliar os erros
                                                          do meu planejamento.

                                                          Abs

                                                          Jonathan

                                                          Comentário

                                                          • CONCURSEIRA_CG
                                                            • 03/10/07
                                                            • 304

                                                            #30
                                                            Re: Planejamento, a base de tudo! aprovado: ICMS RO, ICMS RJ com 22 an

                                                            Eu quase n entro mais no forum,mas fiz questão de entrar aqui e dizer :Parabéns.Vc merece.Vi ( conotativamente,rs) sua dedicaçao..
                                                            bjos e sucesso.

                                                            Comentário


                                                            Working...
                                                            X