Announcement

Collapse
No announcement yet.

7 lugar Auditor SEFIN-RO 2018

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • renatoorigami
    • 26/04/14
    • 130

    7 lugar Auditor SEFIN-RO 2018

    Oi pessoal, sempre achei essa area o maximo, por isso vou compartilhar a minha historia para motivar a galera do forum e ajudar quem estiver em situacao semelhante a minha.

    Nome: Renato Jose Valente Pereira
    Idade: 25 anos
    Naturalidade: Belem - PA
    Formacao: Administracao - UFPA
    Aprovacao: Auditor-Fiscal de Tributos Estaduais 7 lugar (SEFIN-RO)
    Tecnico Tributario 16 Lugar (SEFIN-RO)

    Depoimento no TEC:http://bit.ly/2HAknhs

    HISTORIA

    Bom pessoal, essa parte eu pretendo dividir em ANTES de me tornar concurseiro profissional e DEPOIS de me tornar concurseiro profissional.

    1) ANTES de me tornar concurseiro profissional.
    Os concursos publicos sempre estiveram presente em minha vida, na minha familia conta com varios servidores, entre elas a minha mae, que e assistente administrativo da SEDUC-PA, eu sempre a via frequentando cursinhos presenciais aqui na minha cidade, ela prestou concursos por muito tempo ate conseguir ser chamada la pela posicao 1000 no cargo que hoje ela ocupa desde 2009 (era troca de temporarios por efetivos). Meus pais sempre incentivaram para que eu prestasse concursos.
    No ano de 2010 fiz o terceiro ano do ensino medio (EM) e o meu primeiro vestibular, e nesse ano vi meu irmao prestar o TRE-PA e o TRE-AP (ele nao foi chamado em ambos), comecei a considerar a entrar no mundo dos concursos mas relutei pois eu nao gostava de estudar. Meu EM foi tranquilo pois sempre passava nas provas e nao baguncava em sala de aula (aluno de boas), mas eu fazia APENAS o suficiente para passar de ano, nao estudava e nem sabia estudar. Assim, o inevitavel aconteceu, em 2011, reprovei nas duas universidades publicas e acabei que passei numa faculdade particular (Administracao).
    E o que essa historia tem a ver com concurso? Foi quando realmente a ficha caiu para mim, meu pai havia dito uma frase que sempre me marcou enquanto eu estava na vida de vestibulando: ''so vais comecar a dar um jeito na tua quando tu voce ver todos se dando bem na vida e voce ficando para tras''.
    Alem disso, ele me matriculou sem eu pedir nessa faculdade privada e comecou a trabalhar muito mais para que pudesse pagar essa faculdade. A partir desses fatos, em 2011, me bateu um desespero, TODOS meus colegas passando na UFPA e eu ficando para tras, e meu pai dobrando o trabalho dele como professor para poder paga-la, tinha que fazer alguma coisa que estivesse ao meu alcance.
    Ainda em 2011, comecei a dar meus primeiros passos nos concursos: fiz cursinho presencial para o INSS (nao cheguei a fazer a prova), fui atras de trabalho, estagio (TODOS rejeitados por QI) para pagar a mensalidade, como esta ultima alternativa nao funcionou, voltei a estudar para vestibular
    Em 2012, o resultado do vestibular foi, novamente REPROVADO na redacao, logo comecei um curso de redacao para vestibular e fiz outro curso presencial para concurso (como ainda estava muito focado estudando para faculdade e para o vestibular, os cursinhos para concursos foram preteridos). Mesmo assim, foi quando, despretensiosamente, fiz varias provas para o municipio de Belem e para o MPE-PA, e vi que, se eu estudasse serio, eu teria grandes chances de passar (ledo engano rsrs), nao passei em todas, no entanto, no final daquele mesmo ano, veio a noticia em novembro de 2012 que eu havia PASSADO EM 1 LUGAR em administracao na UFPA, foi uma grande bencao, nao como um conquista, mas como um grande alivio, eu ja nao aguentava aquela situacao de ver meu pai pagar uma pancada de mensalidade e de nao ser chamado para nenhum emprego ou estagio, eu ja me desgastando. Foram 3 tentativas ate conseguir ingressar na universidade.

    https://i.imgur.com/Balcot6.png

    Portanto, com minha aprovacao na UFPA, meu caminho se abriu para que eu me dedicasse aos concursos, pois saberia que na universidade eu teria mais tempo e melhores condicoes para estudar, universidade publica os professores sao muito faltosos, costumavam terminar cedo as aulas, rolam as greves e eu poderia ir a biblioteca estudar.
    Em 2013 ingressei na UFPA, comecei a ir atras dos concursos, naquele ano prestei o concurso do MPU, nem precisa dizer que sai devendo pontos ao CESPE rsrsrs, meu estudo era muito rudimentar, nao lia livros dos direitos, apenas as anotacoes das aulas que assistira e questoes das folhas que eles davam nas turmas de exercicio. PCI concursos? Nunca tinha ouvido falar, pegava questao de folha de jornal, tinha umas apostilas da VESTCOM que vendia nas bancas de jornais que minha mae tinha da epoca de concurseira dela e resolvia por la, enfim... era um desastre total minha preparacao. Nesse ano, o CESPE foi o organizador do TRT8, logo: me inscrevi para TJAA e em OUTRA turma presencial, dessa vez vi que nao estava rendendo tanto quanto nas primeiras vezes, fiz a turma de exercicio e so ficava praticando os exercicios na biblioteca. Pesquisei grupos no facebook sobre concursos publicos e aqui foi o divisor de aguas: me deparei com a ferramenta que MUDOU MINHA VIDA, o questoesdeconcursos.com, hoje chamado de QCONCURSOS, paguei 1 mes e naquele site vi o PORQUE de as pessoas serem aprovadas, era a maior quantidade de questoes, alunos compartilhando conhecimentos e as fontes que eles usavam, simplesmente o reduto ideal para quem queria passar nos concursos.
    No grupo do facebook fizemos um grupo de 4 para estudar para TJAA, eu saia da aula umas 10:30 e estudava no qconcursos ate umas 16:00 de segunda a sexta e advinha? TODOS passaram e eu fiquei chupando dedo, 2 rapazes tornaram-se TJAA e a moca e escrevente do TJ-SP do concurso de 2014, das 60 acertei apenas 29, fiquei desolado, estava crente que passaria (depois de algum tempo percebi que era impossivel para mim naquelas circunstancias, a prova veio muito pesada). Passado 1 - 2 meses dessa prova resolvi que a partir dali seria CONCURSEIRO PROFISSIONAL, estudar ATE PASSAR.

    1) DEPOIS de me tornar concurseiro profissional.
    Assim, sempre que falo que comecei a estudar eu ponho como marco inicial dezembro de 2013, pois foi nessa data que comecei a abrir mao de absolutamente TUDO que me atrapalhava nos estudos, larguei academia, jogos, larguei convites e saidas, qualquer atividade opcional da universidade eu fugia, e vi que nao poderia ficar estudando APENAS na UFPA, tinha que criar meu cantinho em casa e criei, fiz um dos meu primeiros planejamentos de estudo, para isso li o depoimento do Walmar Andrade sobre sua trajetoria nos concursos:
    https://mude.nu/como-passei-em-um-co...o-de-primeira/
    https://mude.nu/concurso-do-senado-como-passar/

    2014 - O ano dos judiciarios
    Aqui comeca o extenso caminho ate a aprovacao, meu foco era a prova para Auxiliar Judiciario do TJPA, conversei com os colegas aprovados no TRT8 e tive meu primeiro contato com os cursos em PDF, adquiri o curso do TJDFT de 2013 do ponto que era mais amplo na area dos direitos, assinei o plano anual do qconcursos e dei meus primeiros passos, no inicio e tudo novidade mas mesmo assim comecei estudando Portugues (PT), informativa (INFO), Direito Constitucional (DCO) Direito Administrativo (DAD), Direito Civil e Direito Processual Civil, optei por deixar Penal e Processo Penal para depois. Mesmo assim ainda estava atras de um estagio ou um emprego, mas ai meu pai chegou e me aconselhou a abandonar os curriculos e me focar SOMENTE em concurso, meu pai e mae sempre acreditaram em mim.
    Para minha surpresa, o edital e publicado em inicio de Maio pela VUNESP com provas em agosto e era bem enxuto, lembro que entre o edital e a prova houve o edital de agente administrativo da DPRF pela FUNCAB, tambem me inscrevi a titulo de teste. Para minha surpresa nas materias comuns, so com 5 meses de estudo, tinha praticamente fechado elas, PT tinha bastante peso e sem querer quase acabei pegando uma das vagas, mesmo sem estudar as especificas. Nesse periodo fiz toneladas de questoes no QC (10500 antes de resertar o contador para 2015: https://i.imgur.com/8OG5eGZ.png), a ponto de zerar as questoes de direito civil e penal todas as bancas e de PT da VUNESP. Nesse ano foram 2 provas para auxiliar pois a primeira foi anulada, na primeira fiz 65 de 70 questoes e na segunda prova fiz 66 de 70 questoes. Nao foi o suficiente, fiquei em 298 lugar pra Belem, mesmo com uma nota excelente, foi um grande baque, mas antes que eu os efeitos chegassem o edital para TJAA do TJ-AP foi publicado pela FCC, foi meu primeiro concurso fora do Para e as materias eram identicas (tinha RLM mas era sussa). Lembro que para essa prova tive que viajar na data do meu aniversario (5/12) e a prova foi no dia 7. Eu estava aflito e a ansiedade foi tanta que nesse dia estava com uma dor de cabeca TREMENDA, mesmo assim, quando e o seu dia nada da errado, e fiz uma prova impecavel com 96% de aproveiamento, fiz a nota de corte MAAAAS... fiquei fora das vagas porque era o mais novo (20 anos), minha hora ainda nao havia chegado (sniff).

    Durante meu primeiro ano estudando para Judiciario, continuei pesquisando metodos de estudo, depoimentos, sugestoes de material e coisas relacionadas a concursos, foi nessas pesquisas que conheci o Forum Concurseiros, Concurseiros 2.0 (Face) e os lendarios depoimentos do Deme e do Alexandre Meireles (o PDF), lendo eles que me decidi que meu destino era AREA FISCAL: as materias eram afins com o do meu curso de ADM. Como judiciario costuma chamar bastante, contentei-me com 18 lugar no TJAP e comecei a estudar para fiscal. Sonhos nao podem continuar sendo apenas sonhos, era jovem, entao simplesmente corri, acreditava que havia um futuro.
    (SPOILER: o edital do TJAP vence em maio de 2019 e ATE HOJE nao chamaram NENHUM TJAA, em 2009 chamaram 60)

    2015 - Formacao da base e fantasmas do passado
    Esse ano foi pouco movimentado nos concursos, mas dei inicio a formacao de uma forte base para futuras provas: em janeiro dei inicio ao projeto fiscal, nos 3 primeiros meses iniciei direitos tributario, previdenciario, ADM geral e contabilidade, dei inicio ao meu TCC (sabe que orgao publico as coisas sao lentas, antecipei-me 1 ano antes da defesa para fazer um TCC bacana) e coloquei como foco o edital de ATRFB: o plano era esgotar esse edital para so entao partir para AFRFB, e assim o fiz ate JULHO e 2015, durante este intersticio fiz a minha primeira prova para nivel superior, Administrador do MPCM-PA, organizado pela CETAP, resultado foi uma reprovacao por nota inferior ao corte para correcao da discursiva.
    Em julho comecou novos rumores do edital para TJAA do TRT8 (lembra dele em 2013? Pois e), aquela reprovacao ainda ressoava e meu desejo de vinganca estava entalado rsrsrs, nao tive duvidas, comecei a estudar a ementa para TJAA e inclui APENAS tributario e contabilidade da parte de fiscal.
    OBS: Esse desvio de foco nao recomendo a ninguem, apenas o fiz pois ja tinha estudado aquelas disciplinas entao eu as dominei muito rapidamente (dessa vez, de forma correta).

    Meu ciclo nesse periodo foi PT, RLM, DCO, DAD, TRIB, CONTAB, TRAB, P.TRAB, de julho ate novembro, pois em novembro saiu um edital muito bom para treinar: Oficial de Chancelaria do MRE (OFCHAN), organizado pela FGV. Alem das materias acima apenas estudei de materia nova Administracao Financeira Orcamentaria (AFO), foi meu primeiro contato com ela (caiu ingles tambem, mas eu fazia apenas questoes no QC e lia alguns sites estrangeiros, como The Economist). E assim foi ate 2016, quando foi a data da aplicacao das provas.
    OBS: em 2015 fiz todo esse planejamento enquanto fazia faculdade e estagiava (finalmente), mas era o obrigatorio ja que nao conseguia fazer em lugar nenhum, servi de mao-de-obra gratuita para a Universidade durante esse periodo (tive que me submeter a isso se quisesse o diploma).

    2016 - Ano de provas, derrotas e superacao.
    Esse, sem duvidas foi o ano mais movimentado em se tratando para concursos, em janeiro prestei o concurso do OFCHAN do MRE da FGV, tinha ido bem na objetiva e EXCELENTE na discursiva de portugues, mas reprovei na discursiva de ingles com direito a uma esculhambacao epica nas repostas ao recurso da discursiva de ingles heheh, nao titubeei e mantive-me focado na prova do TJAA TRT8, so que antes da prova do TRT8 tinha saido o edital do TRT23-MT pela FCC, resolvi encarar o desafio e fui fazer a prova la em Fevereiro no intuito de passar, ou de pelo menos ter a redacao corrigida para servir de teste no TRT8. Resultado: foi a porrada mais feia que tomei em TODA vida de concurseiro, fui completamente derrotado naquele certame, fiz em torno de 73% e nem redacao tive corrigida, quase me desestabilizou psicologicamente, a derrota de 2013 veio forte, aquele pesadelo parecia que nao tinha acabado, mantive-me resiliente pois sabia que o objetivo estava a 1 mes de ser cumprido. Em Marco era a prova do TRT8 TJAA do CESPE, dei meu SANGUE por essa prova como nunca, meu pos edital era, novamente, ementa para TJAA + tributario e contabilidade (foram as 2 unicas disciplinas de fiscal que nao abri mao de estudar).
    Mas e como dizem: ''cada prova, uma historia'', e novamente, me ferrei DUPLAMENTE, embora eu tenha acertado 54 das 60 questoes dois problemas aconteceram:
    1-Ao passar a limpo a redacao, eu apenas ''pulei'' um paragrafo todo. Sim! Meu texto ficou 1 paragrafo menor, perdi pontos proporcionais a reducao e cai quase 150 posicoes, entrei em desespero e sai completamente abatido do local de prova. Meu pai teve que me ajudar nesse dia.
    2-Tinha me inscrito para as cotas de pele na modalidade Pardo, fiquei tao abatido por conta esses erros, que eu esqueci de entrar no site do CESPE para entrar com recurso contra o indeferimento nas vagas de cor de pele que acabei sendo desclassificado, foi horrivel. A partir desse dia decidi que nao entraria nessa furada de cotas de pele.
    O fantasma de 2013 do TRT8 ainda estava la, me acompanhando, parecia que eu estava em um sonho dentro de outro sonho. Nao conseguia chegar na realidade. Quantas vezes mais precisarei cair? -- Perguntei-me -- nem sei se um dia serei recompensado. Mesmo assim, se a dor e o sofrimento forem um teste, aguentarei mais!
    Dessa vez nao tive tempo para me lamentar, engoli a angustia e definitivamente decidi que seguiria APENAS as provas para fiscal. Se ha algo que EU mesmo quero conquistar, eu precisaria me agarrar com todas as minhas forcas, sem se preocupar com aparencias. Larguei as disciplinas de TRT e dei inicio ainda em Marco aos estudos de Auditoria e Direito Empresarial, inscrevi-me no ENEM 2017 e finalizei e defendi o TCC (31 de Maio). Peguei o diploma em julho de 2016 como bacharel em Administracao.

    Quanto aos concursos, em Marco comecei a estudar para prova do TCE-PA organizado pelo CESPE, com edital na praca desde Fevereiro e com provas para 7 de agosto: tinha muitas materias em comum com fiscal entao praticamente nao precisei mudar nada no planejamento, apenas inclui Controle Externo e Informatica (so fazia questoes).
    No entanto, em Julho fui surpreendido com dois editais na area fiscal: ISS Teresina e SEFAZ-MA, ambos pela FCC: optei por NAO FAZER Teresina (Concurso municipal tinha poucas vagas e sempre da problema -- dito e feito: esta ate hoje paralisado) e fazer a SEFAZ-MA, para essa prova adotei uma estrategia perigosa, deixei o periodo entre a prova do TCE-PA e da SEFAZ-MA para estudar a parte especifica do Maranhao, ate la estudava tudo do TCE e da SEFAZ, com excecao do RICMS + PAT, porque dei mais enfase para passar em casa (Belem e Para tem poucos concursos, e quando tem pagam mal). A prova do TCE era 7 de Agosto e a prova da SEFAZ era em 11 de Setembro. Agora APENAS estudando, os resultados comecaram a chegar:
    - TCE-PA: das 100 questoes fiz 90 e errei 4, eram 9 vagas e estava em 10 antes da redacao, no entanto, o CESPE me sacaneou novamente e me jogou para 22 lugar, em uma correcao duvidosa e altamente subjetiva, completamente injusta.
    - SEFAZ-MA: Enquanto estudava para o TCE, procurei materiais de Legislacao Tributaria Estadual (LTE) e assim o fiz e fiquei sem dinheiro para outros materiais, o resultado era que o material era RUIM DEMAIS ele simplesmente me jogou para fora das vagas, o aproveitamento na P2 era tudo acima de 90%, as veio LTE e acertei so 12 das 20 e jogou minha media para baixo (a P2 tinha o dobro de peso da P1) e consequentemente na ordem de classificacao. Meu aproveitamento na SEFAZ-MA esta aqui: https://i.imgur.com/OQBOxhJ.png

    Dessa vez, fiz um diagnostico e percebi que na proxima prova de fiscal eu passaria, ate comentei com minha mae isso, nao era questao de ser pretensioso, eu realmente achava que naquele momento eu conseguiria passar em qualquer prova de auditor que aparecesse. Anotei e guardei tudo o que havia feito durante a SEFAZ-MA (anotacoes, documentos, planejamentos) para que na proxima prova de Auditor eu fosse bem-sucedido.

    Resto do mes de setembro descansei e em outubro dei inicio ao meu novo planejamento. Coloquei como alvo os seguintes concursos: TRF1, SEFIN-RO, TCDF, TCE-PE, e concursos de Administrador que ocorreriam no Para e Belem no ano de 2017.
    - Estudei novas disciplinas: Contabilidade de Custo, Contabilidade Publica, Economia, e Auditoria Governamental.
    - Algumas disciplinas voltaram: AFO, Direto Previdenciario e Administracao Geral.
    Ate o fim de 2016, concentrei minhas forcas em Economia, AFO, ADM Geral e Previdenciario, por serem as materias com os maiores conteudos, fiz ainda a prova do ENEM como teste, aplicando as minhas anotacoes e ideias que tive durante a SEFAZ-MA.

    2017 -- Da semeadura a colheita
    O ano ja comecou agitado pois em Janeiro prestei o concurso para Administrador do Ministerio da Saude organizado pela IDECAN, de 114 candidatos para meu polo, apenas 5 passaram, fiz a 5a nota desse certame, fiquei muito contente com o resultado, mas eu queria mesmo era uma prova de Auditor, muito se falava sobre a pretensao dos Governos em contratar Auditores-Fiscais mas nada de sair edital, estava muito ansioso por um edital e entrava todo dia no FC em busca de informacoes, a cada dia isso ia me desgastando... como nao trabalhava, estudava o maximo que podia, a meta era entre 7h - 8h liquidas.
    Em Fevereiro passei em Ciencias Contabeis na UFPA em 16 lugar, sem ter aberto um unico livro de Ensino Medio, fiquei contente com o resultado, mas a cada dia meu ritmo estava diminuindo, estava ''quebrado'' e como sempre digo: uma hora a conta chega, e a minha chegou em meados de Marco, era a minha recaida: EU NAO CONSEGUIA LER UM ENUNCIADO SEQUER, so de falar em concurso minha cabeca doia sem parar, queria estudar mas nao conseguia, eu colocava MUITA PRESSAO em mim mesmo, exigia MUITO de mim e aquilo estava me sufocando, pensei diversas vezes em largar tudo e ir atras de um emprego com um salario minimo (era o que restava para mim naquela altura do campeonato: sem experiencia e networking), vi que se nao procurasse ajuda os efeitos poderiam ser irreversiveis.
    Hoje vejo que mais importante que a parte tecnica (materiais e metodos de estudo) e a parte emocional (inteligencia emocional), 2016 e 2017 foram dois anos pessimos para concursos de Auditor-Fiscal, o intervalo entre ICMS-MA e ICMS-RO superou 1 ano!!
    Para isso fiz duas coisas: me matriculei no curso de Ciencias Contabeis da UFPA e fiz ''um semestre'' que equivaleu a 3 meses. Tambem me matriculei no Coaching Concurseiros tambem fiz 3 meses la (Abril ate junho). Novamente conciliei Estudos da faculdade com os concursos mais o auxilio do pessoal do coaching, que para mim serviu para eu cumprir as metas e sempre ter alguem me ''observando'' se eu estava estudando ou nao. Felizmente durante esses meses sempre cumpri as metas deles, apos terminar as deles eu fazia as minhas e consegui passar em todas as disciplinas da Universidade. Sobre o Coaching, eu sabia exatamente do que se tratava o projeto e nao tinha o coach como minha baba, ele dava as metas e eu as cumpria, era estilo militar mesmo, apenas conversava sobre problemas pontuais na preparacao. Fiz uns 4 simulados do coaching e aquilo era muito bom, meu aproveitamento beirava 80%, mesmo sendo uma prova extremamente complicada (Tempo de prova), eu as fazia com muita seriedade pois saberia que no dia ''D'' o chicote ia estalar rsrs.
    A Universidade era o ''jeito'' que encontrei de relaxar: batia papo furado com os colegas, trocava ideias sobre a profissao e gostava de andar pelo campus escutando musica (coisa de doido mesmo! rsrs) apesar desse curso ter sido bem mais exigente no que tange aos horarios e conteudo do que o curso de Administracao.
    Por fim, durante esse periodo, fiz mais 2 concursos: Administrador da COSANPA, organizado pela FADESP e Controlador Interno (Administracao) do IPAMB, organizado pela AOCP, nos 2 concursos fiquei em 2 lugar no resultado final. Na COSANPA tinha ficado em primeiro, mas cai para segundo apos a prova de titulos.

    A data em que tudo isso mudou foi final de junho para inicio de Julho, foi quando o edital do TCE-PE foi publicado, senti que aquele edital era para mim, ja tinha estudado, lido e relido praticamente TUDO dali, apenas faltava Banco de Dados (BD) (No edital era Analise de informacoes, cuja ementa era identica ao do TCU 2015). Larguei o Coaching Concurseiros e tranquei a faculdade e nas duas primeiras semanas estudei com sangue nos olhos as disciplinas que faltavam, acho que era BD e Administracao Publica, mas ai veio o grande empecilho desse certame: Meus pais decidiram reformar a casa, o que tornou impraticavel o estudo em casa. Quem ja fez alguma obra em casa sabe dos problemas: barulho das maquinas, poeira, gente que voce nunca viu antes entrando em casa, ter que ficar observando os caras trabalharem... enfim, um inferno! O primeiro mes sequer consegui estudar direito, em Agosto decidi ir para a UFPA estudar mas nao era como estudar em casa, como eu ja estava acostumado ha anos, as vezes o povo ficava conversando, faltava energia, internet WIFI saia do ar, greve dos servidores, era um grande sacrificio estar la toda semana querendo estudar, nao criei desculpas, apenas dei meu jeito de qualquer forma estudar para passar naquela prova. Em setembro consegui pegar uma constancia nos estudos, mas nao foi suficiente: Nao fiz o corte para redacao em Auditor de Controle Externo -- Area: Auditoria de Contas Publicas (corte era 77 e fiz 74), Analista de Controle Externo -- Area: Auditoria de Contas Publicas (Nessa prova segui a dica do RA e marquei todas as 120 questoes, nem precisa dizer que me ferrei, fiz so 56), e Analista de Gestao -- Area: Administracao (fiz 85 nessa prova mas o corte da prova foi 100, pontuacao absurda, merito dos aprovados) e Durante a preparacao tive que abrir mao de outras provas e disciplinas, como a do TRF1 e do TCE-SP.

    Apos essa prova chutei o balde para as areas de controle, sabia que se quisesse passar logo, deveria encarar SOMENTE a area fiscal, AFO era interminavel nas maos do CESPE. Como a SEFIN-RO ja tinha contrato com a FGV, entre o fim da prova do TCE-PE e a publicacao do edital da SEFIN-RO (metade de Outubro) dediquei-me as partes especificas e as materias que estava ha um bom tempo sem estuda-las: fiz esquemas da LTE, de Historia e Geografia de Rondonia (HGRO), revisei Direito Penal, Empresarial, Civil, Auditoria, Tributario e Economia.
    Essas 2 semanas (smj) entre o fim da prova do TCE-PE e a publicacao do edital da SEFIN-RO veio a noticia que certamente GARANTIU minha aprovacao nesse concurso da SEFIN-RO: a reforma tinha parcialmente terminado! Traduzindo: podia voltar a estudar em alto ritmo em casa, como fiz na epoca da SEFAZ-MA, a partir dai senti que realmente poderia passar por causa de 5 motivos:
    1-A prova era no Norte (nem todo mundo quer vir para RO).
    2-A organizacao era da FGV (conheci pessoas que nao vieram por causa disso).
    3-Passagens caras para quem era de fora do Norte (na verdade aqui tudo e longe mesmo!)
    4-Formacao fechada (ADM, Direito, Contador e Economista)
    5-A data da prova coincidiu com o TCE-PB (rachou um pouco da concorrencia no Nordeste).
    Na metade de Outubro o edital foi publicado. Logo, em Outubro e Novembro reforcei TODAS as disciplinas (Atencao especial para HGRO, o qual esgotei os exercicios no QC) com excecao de LTE e informatica, e em Dezembro mantive todas as outras em um patamar de estudos razoavel e dei grande enfase em LTE e INFO, sobretudo elaborando mapas mentais como esse https://i.imgur.com/LxoF8G2.png, fiz Raio-X das provas anteriores e fiz previsoes quanto a forma de cobranca das disciplinas no dia da prova, a minha aprovacao muito se deveu a essa analise e percepcao (feeling) das provas anteriores.
    Meu aniversario foi dia 05/12, a festa foi comprar um pequeno bolo e dividir em 4, um para cada aqui, cantou uns parabens em silencio por causa da vizinhanca e 30 minutos depois estava com o bolo e o refri resolvendo questoes no TEC... DUREZA! hahaha.
    No dia da prova (14/01/2018) sentei no lugar que o fiscal ordenou e pensei:''nao tem nada de mistico para estudar para concurso, basta eu marcar a questao na alternativa certa e esse sofrimento acabara logo!''. Foi um sentimento estranho pois parecia que ja tinha feito toda aquela prova, nao fiquei nervoso nem nada, apenas apliquei na prova o conhecimento que acumulei nesses 4 anos de caminhada, sai tao bem quanto entrei, voltei para o hotel, revi o resumo de HGRO, almocei e voltei para a prova de tarde, um pouco mais cansado e com sono, deixei umas questoes de contabilidade serem erradas por bobagem, mas mesmo assim nao evitou que eu passasse para ambos os cargos dentro das vagas.

    No dia 07/02/2018 era publicado o resultado preliminar de classificacao, esse dia mais uma vez nao foi de felicidade, mas de alivio, tirei um peso imenso das minhas costas, acho que da para fazer um paralelo: nas 2 aprovacoes (de concurso e na de vestibular) nao comemorei tanto quanto devia, a sensacao de tirar esse peso das costas, tirar aquela expressao ofegante do rosto e o apoio do meu pai e da minha mae incondicionalmente durante ambas as jornadas para mim ja era o suficiente!

    Assim, posso dizer que essa foi a minha trajetoria:
    2014: TJPA (VUNESP) Auxiliar Judiciario (Medio): Anulado
    2014: TJPA (VUNESP) Auxiliar Judiciario (Medio): 298 lugar Belem
    2014: DPRF (FUNCAB) Agente Administrativo (Medio): Reprovado
    2014: TJAP (FCC) Tecnico Judiciario (Medio): 18 lugar
    2015: MPCM-PA (CETAP) Administrador (Superior): Reprovado
    2016: MRE (FGV) Oficial de Chancelaria (Superior): Reprovado
    2016: TRT23-MT (FCC) Tecnico Judiciario (Medio): Reprovado
    2016: TRT8-PA/AP (CESPE) Tecnico Judiciario (Medio): Reprovado
    2016: TCE-PA (CESPE) Auxiliar de Controle Externo (Medio): 22 lugar
    2016: SEFAZ-MA (FCC) Auditor-Fiscal da Receita Estadual (Superior): 112 lugar
    2017: MS (IDECAN) Administrador (Superior): 5 lugar Guama-Tocantins
    2017: COSANPA (FADESP) Administrador (Superior): 2 lugar RMB
    2017: IPAMB (AOCP) Controlador Interno (Superior): 2 lugar
    2017: TCE-PE (CESPE) Auditor de Controle Externo - Area: Auditoria de Contas Publicas (Superior): Reprovado
    2017: TCE-PE (CESPE) Analista de Controle Externo - Area: Auditoria de Contas Publicas (Superior): Reprovado
    2017: TCE-PE (CESPE) E Analistde Gestao - Area: Administracao (Superior): 500 lugar
    2017: SEFIN-RO (FGV) Auditor-Fiscal de Tributos Estaduais (Superior): 7 lugar
    2017: SEFIN-RO (FGV) Tecnico Tributario (Superior): 16 lugar
  • renatoorigami
    • 26/04/14
    • 130

    #2
    ESTUDO E ORGANIZACAO
    Esse topico e bastante delicado pois os estudos tem que ser flexiveis, ou seja, os metodos tem que se adaptar a sua realidade e nao o contrario, durante meus estudos sempre procurei aperfeicoar meus metodos e para isso buscava depoimentos de outros aprovados que pudessem contribuir com minha caminhada. Portanto, essa sera a minha intencao a partir de agora.
    Sabemos que estudar para concursos publicos e um grande desafio, voce tem que dominar mais de uma dezena de materias, estar atualizado nas legislacoes e jurisprudencias e isso nao e uma tarefa facil, sobretudo para mim que nunca tinha estudado na minha vida, nem quando passei na universidade eu estudara com tanta intensidade quanto foi para concursos publicos (experiencia valiosa!), limite-me a estudar derivada, limite e integral, foi bem com a barriga mesmo!


    1) Ciclo de estudos
    Quando realmente tomei a decisao que estudaria de forma que concurso deixasse de ser apenas um sonho para ser um grande planejamento, fui atras de depoimentos, o primeiro que li foi do Walmar, foi quando tive o primeiro contato com o Ciclo De Estudos, Depois li outras fontes, como o livro do Alexandre Meirelles e o livro do Alex Viegas.
    No inicio pratiquei o que lia antes do ciclo de estudos: ciar uma tabela, dividir os horarios, colocar as disciplinas e estudar conforme estivesse no quadro e cronometrado, mas pessoal... na boa... esse negocio de tabela tudo bonitinho e UMA GRANDE BOBAGEM. Veja, e uma opiniao minha, aquelas tabelas que as vezes voce ve na internet, tudo dividido, colorido, acordando 7:30 e estuda ate 12:00, volta as 13:00 e termina as 18:00, e uma das maiores bobagens quando se trata de organizacao dos estudos, basta voce acordar uma vez tarde, ou ficar doente um dia, que esse planejamento vai por agua abaixo! E um planejamento inconsistente que nao leva em conta o dinamismo da vida real.
    Por isso o Ciclo De Estudos e tao difundido, voce cria uma linha do tempo, vai estudando ate chegar no final, e volta para o inicio e repete ate onde puder, no inicio realmente funcionava, mas dando voltas nos ciclos algumas coisas me incomodavam, entre elas as seguintes:
    • Voce nao estava em um bom momento para estudar uma disciplina, mas por causa do ciclo voce tinha que estudar (Ex: SEMPRE estudei portugues de manha, era a hora que aprendia, e Contabilidade e Tributario de noite, quando estava mais desgastado, mesmo assim o meu rendimento ainda era satisfatorio).
    • Voce faz o tempo daquele bloco e ve que o proximo bloco daquela disciplina e daqui a uns 2 - 3 dias, dependendo do seu horario disponivel, aquilo me irritava pois sabia que quando chegasse naquele bloco de novo eu ja teria esquecido TUDO.
    • O ciclo e um pouco engessado

    Para resolver esses problemas (depois de muitos testes e experimentos), cheguei a algumas solucoes:
    • Bloco fixo: Se eu estivesse com dificuldade em Direito Civil, por exemplo, comprometia-me a estuda-lo todos os dias, com uma carga um pouco menor, isso resolvia o problema do espacamento excessivo entre as disciplinas (eu usava esse metodo sempre em materias com dificuldade), as demais entravam no ciclo. Valia-me desse artificio em qualquer pre-edital.
    • Horario aberto: Cada disciplina eu estudava em torno de 1h e 1:30h, apenas fixava o que ia estudar, nao tinha horario nele, entao como sabia o QUANTO estudar? A resposta para essa pergunta e feeling, e como voce se sente em relacao aquela disciplina a ser estudada. Destinava 1h para materias que eu compreendia bem/ acertava muitas questoes e 1:30 para materias com conteudo extenso/ ia mal nas questoes. Entao eu via a materia Auditoria, quando estava resolvendo questao destinava 1h, mas se fosse para ver teoria eu destinava 1:30. Nao gostava de fazer menos de 1h porque sentia que ainda tinha lenha para queimar naquele tempo e nao gostava de fazer mais que 1:30 porque percebia que meu rendimento caia, voce pode adaptar esses horarios a sua realidade. Eu mesmo ja tive que estudar em vez de 1h, 30 minutos em casos excepcionais.
    • Bloco Aberto: O bloco aberto significa que, embora eu tivesse o rol de disciplinas a estudar, eu nao saberia qual seria a proxima materia a estudar. Explicando: Na SEFIN-RO eu destrinchei as disciplinas e obtive 18 blocos distintos, minha missao era ver essas 18 durante a semana, entao eu estava portugues, por exemplo, marcava que tinha estudado, minha proxima materia e qualquer uma das 17 que faltavam, eu escolhia uma, determinava a hora e estudava, dai sobravam 16 e assim por diante, com esse metodo tinha garantia que estudava TODAS as materias durante a semana, bolei esse jeito durante o TCE-PE, quando meu tempo foi escasso por causa da reforma de casa.
    • Bloco Laranja e Bloco Branco: As cores eu usei com a seguinte mensagem: o as materias com bloco laranja eu so via 1 vez na semana, as demais (branco) eu veria MAIS de uma vez durante a semana, caso ainda a semana nao tivesse acabado e eu tivesse mais tempo para estudar. Logo: eu estudava 1 vez cada disciplina e fazia o ciclo com as materias com a cor branca.

    Todas as vezes que estudava eu cronometrava meus estudos pelo celular (nao colocava segundos e arredondava para baixo), nao utilizei nenhum aplicativo, o meu controle de ciclos eu fazia com uma tabela a parte no Excel elaborada por mim mesmo. Na SEFIN ficou mais ou menos assim: https://i.imgur.com/KbEwbEP.png.
    Tambem tinha a minha planilha de controle de horas no Excel, nele eu colocava as minhas horas liquidas (pausava para tomar agua, ir ao banheiro, almocar, atender telefones), mas nao ficava bitolado nele tambem. As vezes consultava as horas para saber se tinha ido bem naquela semana ou nao, no final a tabela trouxe algumas informacoes valiosas da minha preparacao que mostrarei nos topicos seguintes.
    Controle de Horas no Excel by Renato: https://drive.google.com/open?id=1ig...Q_C7pTi4-oY8li

    Por fim: Whatsapp nao serve para ESTUDAR!, meu telefone eu tirava o WIFI e TODOS os grupos tinham silencio de 1 ano.

    Apenas reforcando o que havia dito no inicio: o planejamento dos estudos deve se adequar a voce e nao o contrario, se essas dicas forem uteis nao hesite em utiliza-las.


    2) Local de estudos e Saude
    Outro aspecto importante durante a caminhada e ter um local de estudos, na minha opiniao considero um local de estudos aquele que seja em sua casa e silencioso, assim voce consegue melhorar sua concentracao e nao tera que gasta com deslocamentos. O local de estudos precisa ser tambem confortavel e que te mantenha bem durante o longo tempo de estudo, preservando sua saude. Nao precisa ser nada bonitinho, desde que seja organizado, aqui era onde estudava: https://i.imgur.com/bUOAKMn.png. Era um remendo de tudo que achei em casa.
    Recomendo tambem que voce compre aquelas cadeiras que de para ajustar o encosto e o descanso dos bracos, apesar de ser um pouco caro, sera um excelente investimento. Eu pensei que passaria logo, entao nao fiz questao de comprar, mas ''uma hora, a conta chega'', e a minha chegou la pelo fim de 2015, se eu ficasse um pouco mais de 2 horas estudando na cadeira de praia, tinha que passar o resto do dia deitado por causa de dores nas costas, posso falar sem duvida que essas cadeiras sao essenciais para quem estuda ''profissionalmente''.

    Quanto a saude, fora sobre o que mencionei, o certo seria praticar alguma atividade fisica, eu especificamente nao pratiquei NADA kkkk, inclusive peguei bursite no cotovelo por ficar pressionando-o varias horas na mesa de estudo, inflamou e tive que ir no medico, sendo que isso foi no POS-EDITAL da SEFIN-RO, nada preocupante, mas a ida me sugou algumas horas de estudo!

    Finalmente, mais importante que bons materiais e um local perfeito para se estudar, e a parte emocional, e serio: quando voce esta ha 3 anos estudando e os resultados nao chegam, voce comeca a duvidar de si mesmo, olha outros colegas se vangloriando fazendo 9999 horas liquidas ''por dia'', gente que passa com 3 meses de estudo, um monte de propaganda dizendo que: ''EDITAL SAI MES QUE VEM!!!'' (ansiedade), sem falar das pessoas alheias a esse mundo que nao entendem a angustia que as vezes e estudar para concurso, entao minha dica e: saiba seu proprio ritmo, nao leve aqui o que escrevi nesse depoimento e nos dos outros como uma grande verdade, tudo pode mudar! Cobre-se, mas nao se sabote. Por fim, nao fale para os outros que voce estuda para concursos, apesar de nos so termos esse assunto o dia todo, quanto menos gente te perguntando e sabendo sobre isso, melhor! Citarei uma frase da minha colega de concursos Silvia Vasques que resume tudo isso: tudo no tempo de Deus, nao no nosso!


    3) Rotina:
    Durante o pos edital da SEFIN-RO, essa era a minha rotina:
    • Acordar 5:00 da manha
    • Comecar a estudar as 6:00 da manha ate as 12:00
    • Esse intervalo e de 6 horas, entao minha meta era 5 horas liquidas e 1 hora para intervalo entre as materias e etc.
    • 1 hora de almoco.
    • Voltava a estudar as 13:00
    • Terminava 21:00
    • Aqui eu tentava fazer mais 5h liquidas, mas ja era beeem mais dificil que de manha, era mais calor, dava mais sono, tinha mais barulho.
    • Das 21:00 ate 22:00 eu ia para o face relaxar
    • 22:00 ate 23:00 tomava banho, escovar dentes etc.
    • 23:00 cama!

    Essa rotina tambem foi fruto de varios experimentos, nem sempre ela foi assim. Alem disso, nem sempre conseguia a cumprir, as vezes o almoco saia tarde, eu dormia demais, as dores de cabeca e de costas eram fortes demais nao me restando alternativas senao descansar, acontece, o importante e seguir em frente. Estudava cerca de 7 materias por dia, assim conseguia passar pelo menos uma vez por toda as materias da FGV em 2,5 dias, restando 4,5 dias para estudar APENAS os ''blocos brancos'', a partir dai meu ciclo girava em torno apenas dessas materias.
    Durante o pre-edital, a rotina era um pouco mais light, comecava as 7:00 e terminada as 8:00, afinal de contas, quando nao tem edital na praca o seu objetivo e estudar de forma constante, guarde aquele ''Sprint'' para quando sair o edital!
    Engracado que fiz esse ''sprint'' e ''morri'' logo no inicio de janeiro, nem ler a tela do computado conseguia, nessas horas tive que descansar, nao tem jeito. Tem que aceitar e respeitar os sinais do corpo ou poderia por minha integridade em risco tendo em vista a proximidade da prova.
    Por fim, sempre estudei PT as 6 horas, Empresarial e Economia preferencialmente de manha, MatFin depois do almoco, Tributario e Contabilidade nas ultimas horas da rotina, DCO e DAD preferencialmente estudo um seguido do outro.


    4) Estudo, Resumos e Revisoes
    Os resumos sao importantes pois eles facilitam a revisao do conteudo. Meus resumos, contrariando aquilo que os ''gurus'' dos concursos recomendam, eu fiz TODOS meus resumos no Word, todos digitados, meu metodo funcionava assim: eu ia lendo o PDF, video-aula, e as partes importantes eu ia jogando no documento do Word e ia sumarizando conforme minha cabeca ia entendendo, se o tempo de estudo que estipulei terminasse, marcava no resumo a aula e a pagina para iniciar dali em diante, ao voltar na disciplina, em vez de ler TODO PDF que tinha lido, so lia o que tinha resumido, mas dessa vez com minhas palavras e organizado do meu jeito, dessa forma conseguia dar conta de estudar varias materias e ter um controle de onde tinha terminar/ de onde tinha que comecar.
    Com os videos nao era diferente, o prof ia jogando os conceitos e os macetes e eu ia so digitando no Word, com o video acelerado, apos ele terminar eu editava para saber exatamente o que tinha assistido, ja aconteceu de eu pegar 4 vide-aulas seguidas e quando fui para o Word resumir eu nao em sabia o que era aquilo escrito no documento. Essa foi a forma que achei para estudar tantas materias, nao fiz nada escrito pois:
    1-Toma muito tempo e minha letra era feia demais
    2-A insercao ou a retirada de informacoes dos resumos manuscritos atrapalharia a formatacao do resumo
    3-Poderia levar todos os resumos no pendrive e tambem fazer backup deles, no caso de todos meus resumos estarem no caderno eu corria o risco de ser roubado e perder anos de trabalho ao fazer cada resumo escrito.

    Entenda, os resumos em Word te abrem um leque de possibilidades ao passo que os resumos escritos tem varias limitacoes, sendo que tecnicamente os dois chegam na mesma finalidade, que e resumir ideias para fazer revisoes la na frente (meus resumos: https://i.imgur.com/PU3Pp67.png). Indiretamente, a elaboracao de resumos digitando me possibilitou a ''estudar'' informatica mesmo sem ter nunca ter pego um livro, a tabela no Excel de contagem de horas tambem e de minha autoria, pode parecer estranho, mas quando via informatica no edital eu apenas lia uma pequena parte da ementa do edital, nas partes mais abstrata da materia, especificamente na SEFIN-RO fiz uma estrategia diferente por causa de banco de dados, contarei nos topicos seguintes.

    O Word de permite criar tabelas, colorir palavras, dar realce, criar esquemas, quadros sinoticos, catar as sumulas que caiam nas questoes, alem de organizar toda a materia, com a utilizacao do Localizar e do Sumario (na aba referencias), claro que com a pratica meus resumos ficaram mais e mais sofisticados, mas mesmos os mais antigos (inicio de 2015) ainda me satisfazem quando tento recapitular um assunto nao muito cobrado. Aqui esta uns exemplos da organizacao que fiz nos resumos de direito empresarial https://i.imgur.com/9qn7kYf.png e dois de legislacao aduaneira https://i.imgur.com/z7nSYxZ.png e https://i.imgur.com/wbZs9zo.png. A intencao e que voce veja o quanto o Word pode ser seu aliado nos estudos, e nao apenas seu inimigo na prova de informatica (OBS: nao perguntem sobre LA porque hoje eu nem sei o que esta escrito ai rsrs). Algumas materias fiz resumos pontuais escrito, como contabilidade e matematica basica e nem todas as materias eu fiz resumo.

    Outra coisa que eu fiz foi Mapa Mental, somente usei dessa ferramenta em LTE, no entanto, como voces ja devem perceber, eu fazia tudo pelo computador tambem. O programa que eu usava se chama Freemind, era o programa mais leve e mais facil de usar, ele tem algumas limitacoes, mas nada que impedisse que eu fizesse otimos mapas mentais de LTE, na SEFAZ-MA e na SEFIN-RO estudei LTE APENAS lendo o RICMS e elaborando os mapas mentais (em RO caiu apenas a lei instituidora dos impostos). Esse daqui coloquei no inicio desse depoimento, se quiserem ver de novo o link e esse: https://i.imgur.com/LxoF8G2.png. Em Processo Administrativo Tributario eu usei o programa Bizagi Modeler para elaborar fluxograma.

    Ainda nesse assunto, eu procurava resumir a materia proveniente de apenas 1 material, nao gostava de usar varios materiais, tambem nao gostava de ler livros, quando comecei a estudar para area fiscal gastei meu dinheiro em varias obras e que nao serviram para NADA, apesar da relevancia dos professores e das obras, minha praia mesmo era ler PDF, a partir dai deixei de comprar livros.

    Quanto aos PDFs, eu os via com a finalidade de passar a ''grosso'' da materia de forma mais didatica, nao pense que voce esgotara uma disciplina apenas lendo o PDF, as disciplinas se desatualizam rapidamente, entao eu sempre queria estar pelo menos ''ao lado'' da atualizacao, salvei nos favoritos os sites do STF, STJ, pronunciamentos contabeis, leis e tudo o que servia de fonte nas respostas. A nocao geral do assunto eu aprendia no PDF, os detalhes e o aperfeicoamento ficavam a cargo das questoes. Minha meta com PDFs e com video-aulas era de ler ou assistir SOMENTE uma vez, na minha cabeca, ler mais de uma vez o PDF era retrabalho, se eu resumisse bem as ideias do PDF, entao de plano o PDF era deixado de lado, e a partir dai somente leria os resumos. As vezes as video-aulas tinha a funcao de dar a primeira nocao da materia para que depois eu pudesse ve-la no PDF, fiz isso em direito processual do trabalho.

    Ainda nos Estudos, nas materias que exigiam leitura de lei seca (contabilidade, direitos e auditoria), eu imprimi TODAS as leis, e usava uma tecnica que vi no livro do Alexandre Meirelles que ate hoje uso:
    • Marca texto: serve para dar realce a uma palavra importante, nunca use em linhas ou paragrafos inteiros, pois vai perder o sentido de usar marca texto.
    • Caneta Vermelha: usar para sublinhar palavras negativas, com sentido de concessao e de oposicao, tal como ''salvo'', ''exceto'', ''ressalvado''. No caso das canetas vermelhas pode sublinhar uma frase inteira, significa que aquilo tudo tem ideias contrarias.
    • Lapis/Lapiseira: sublinhar frases importantes, fazer anotacoes na borda da folha e, se o artigo todo fosse importante, marcar com um circulo o artigo em questao. Essa ultima ideia era muito importante nos CPCS e nas NBC TA, pois os itens tendem a serem mais extensos que os da leis, sendo impraticavel sublinhar a folha toda.
    As leis eu tambem formatava de maneira que pudesse caber mais palavras, menos paginas para imprimir e com espacos para anotacao (nunca comprei Vade Mecum): fonte Calibri com texto da lei no 10 e os Titulos/ Capitulos/ Alineas no 12, negrito e em caixa alta, todos os paragrafos tinham ''Adicionar Espaco Depois do Paragrafo'', e tudo era dividido em duas colunas. No final minhas anotacoes eram basicamente como esse da foto: https://i.imgur.com/pdgSegh.png.

    Por fim, tem o tema da revisao, eu nao usei nenhum metodo de revisao, depois que eu acabava de ler a teoria, eu partia para as questoes, primeiro as do PDF, depois para o TEC/QC, se durante a resolucao eu ficasse em duvida em alguma alternativa, eu ia atras da resposta nos comentarios, se mesmo assim, eu mantivesse errando ou sentisse que mesmo acertando eu nao estava seguro nas respostas, entao eu ia no resumo e revisava o topico, apenas em casos excepcionais eu voltava para o PDF. Outro jeito que fazia era pegar das 1h de uma materia a ser estudada e fazia 30 minutos de 30 minutos de leitura da lei, assim eu conseguia gravar melhor alguns artigos menos cobrados. Esses metodos de 24h, 15 dias, 30 dias (Revisoes programadas) eu nunca tentei e por ser engessado, tenho certeza que nao funcionaria comigo.

    Entao resumindo: eu lia a teoria e a resumia ao mesmo tempo, resolvia as questoes do material para so depois ir resolver no TEC ou no QC eternamente, basicamente foi isso ai.


    5) Questoes
    Outra parte fundamental dos estudos sao as questoes, e quando digo fundamental e porque ela representa uns 60% - 70% daquilo que refletira na prova do concurso.
    Primeiramente, quero dizer que a funcao das questoes e sedimentar o conteudo visto durante a parte teorica -- voce estudou, compreendeu, resumiu e agora vai praticar -- logo, nao existe essa coisa de ''estudar por questoes'', durante meus estudos cansei de ver pessoas me perguntando como eu ''estudava por questoes''. Simplesmente dizia que nao o fazia, primeiro eu via teoria depois a pratica.
    Quanto as plataformas, os principais sites que usei foram o Qconcursos, Tecconcursos e o EstudeGratis. O EstudeGratis foi uma plataforma que usava quando estava na pindaiba do dinheiro. Os outros dois foram meus principais sites, um complementa o outro e usei ambos na preparacao para as provas, para facilitar eu elaborei um quadro sinotico comparando os dois sites, conforme minha percepcao:

    Qconcursos TecConcursos
    E mais barato E mais caro
    Tem maior quantidade de questoes Tem menos quantidade de questoes
    E mais atualizado Demora um pouco a ser atualizado com novas provas
    Tem poucas questoes ESAF Tem grande acervo ESAF, incluindo as provas de despachante
    Pouco acervo de provas de Auditor Fiscal Grande acervo de provas de Auditor Fiscal
    E mais ideal para concursos do Judiciario E mais ideal para concursos de Auditor Fiscal
    Comentado por usuarios (pode ter erros)
    *** Algumas questoes tem comentario de professor,
    mas quase sempre os comentario dos alunos os superam.
    Comentado por professores (tem mais lastro)
    Ha pluralidade de ideias e fontes Ha apenas o comentario do professor e alguns alunos participam
    Muitas questoes mal classificadas Pouquissimas questoes mal classificadas
    Site e lento e com frequencia demonstra instabilidade Site tem a versao leve e pesada
    Nao tem funcionalidades Tem funcionalidades
    (tachar alternativa, marcar alternativa pelo teclado, entre outros)
    Conta com parte teoria (texto e video) Conta com parte teorica (so texto)

    Durante dois anos e meio o Qconcursos foi o meu recinto, la pratiquei muito (48 mil entre 2015 e 2017), comentei muitas questoes (14 mil) e tambem interagia bastante com os outros usuarios, era uma troca legal de experiencia, eu os ajudava, em compensacao alguem me corrigia e eu acabava aprendendo. Eu gostava de tirar duvidas que me mandavam tambem, quando voce esta na pegada dos estudos, sentir-se desafiado e sempre uma boa chance de por seu conhecimento a prova, o Qconcursos foi fundamental nesse quesito, minha conta la tem 10 mil seguidores, mas so nos 8 mil que um colega me chamou e disse que tinha tudo isso de seguidor, ja que nunca tinha reparado nisso enquanto estudava.
    A bagagem de conhecimento que trouxe de la, sobretudo na parte do direito, certamente foi responsavel pelos grandes sucessos que tive nas provas do ano de 2017

    No entanto, a cada dia que estudava para fiscal o buraco ia afundando, via que o Qconcursos ja nao prestava as finalidades para a qual eu havia o assinado, a prova de Auditor-Fiscal exige muito dos candidatos e em diversas areas e as recorrentes caida do site e a desorganizacao das questoes me motivaram a migrar parcialmente para o TecConcursos, decisao esta que nao me arrependo, foi gracas ao TEC que deslanchei na prova da SEFAZ-MA, por pouco nao passei, e vi que se quisesse lograr exito nas minhas outras provas seria necessario levar essa ferramenta mais a serio, e assim o fiz: do fim da prova da SEFAZ-MA ate a aprovacao na SEFIN-RO usei quase que exclusivamente o TEC.

    Segue os meus aproveitamentos no TEC e no QC por ocasiao da prova da SEFIN:
    TEC: https://i.imgur.com/KITQULw.png
    QC: https://i.imgur.com/SVJ5jNf.png


    6) Organizacao no dia da prova
    Prova de Auditor nao e incomum fazer duas provas no mesmo dia, e ate o mesmo sabado e domingo, eu tinha alguns macetes:
    • Eu acordava um pouco mais cedo e ia memorizar texto de lei e formulas
    • Levo remedio para dor de cabeca antes de fazer a prova de tarde
    • Documentos, canetas, e tudo que precisarei ja deixo arrumado no dia anterior
    • Durante a realizacao da prova, eu fiz o seguinte caminho:
    1. Questoes mais faceis, exceto as que envolviam calculo, portugues e redacao (as que ficava em duvida eu deixava as alternativas que tinha em duvida marcada)
    2. Questoes medias e as que estava em duvida
    3. Questoes de calculo: matematica fiz so para ter o minimo, contabilidade fiz todas, ou eu sabia ou eu nao sabia, se eu nao soubesse, pulava.
    4. Fazia portugues (todas)
    5. Fazer redacao (caso tiver)

    Vencida essa fase, cerca de 70% - 80% da prova ja estava marcada com certeza, muito tempo de prova ainda sobrava, o que me permitia revisar as que eu ja tinha marcado e resolver (dessa vez com mais prudencia) as questoes estivessem em branco. Na prova da SEFAZ-MA apliquei isso e corrigi 2 questoes de direito administrativo que tinha marcado errado na prova por falta de atencao, no cartao-resposta a marcacao foi a correta! E na prova da SEFIN-RO (ambos os cargos), terminei antes da hora de poder levar os cadernos de prova.


    VIDA SOCIAL
    Essa foi a parte foi a menos dificil (ou a mais facil), minha vida se resumia a frequentar a academia, reunir com a rapaziada os finais de semana para jogar cartas e ir para faculdade, se eu quisesse dinheiro para sustentar meus hobbies, o jeito era temporariamente abrir mao disso e estudar o maximo que puder para cair fora logo desse mundo dos concursos. Minha vida desde entao se resumiu a terminar a faculdade, estudar para concursos, e para relaxar vi series e animes, em 2017 meu irmao comprou um PS4, entao inclui ai um FIFA18.

    Comentário

    • renatoorigami
      • 26/04/14
      • 130

      #3
      MATERIAIS
      Aqui colocarei so as materias que estudei nas provas da SEFAZ-MA e na prova da SEFIN-RO:

      Disciplina: Portugues
      Acerto na SEFIN-RO: 6 de 10
      Material Tipo/Professor: Nenhum
      Filtro no TEC: Todas da FGV sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: Minha grande dificuldade era portugues, nao conseguia aprender lendo o livro do Pestana (ta novinho o meu ainda) e nem assistindo video aulas no EVP, o jeito foi tirar ''leite da pedra'', ia fazendo questoes e ia fazendo umas breve anotacoes, acho que isso que fiz foi o mais proximo de ''estudar por questoes'' que fiz, mas nao se engane: aqui meu estudo foi completamente improdutivo, no TJAP, TJPA, SEFAZ-MA e SEFIN-RO minha media em portugues nunca passou dos 70%, dai eu sempre destinar 1:30 para ela e logo de manha, para poder tirar o maximo de proveito dela.

      Disciplina: Ingles
      Acerto na SEFIN-RO: nao caiu
      Material Tipo/Professor: Nenhum
      Filtro no TEC: nenhum
      Comentarios: Eu fiz curso de ingles quando menor, entao so me faltava a pratica. Na SEFAZ-MA eu so resolvi as provas da SEFAZ-RJ, SEFAZ-SP e da RFB no QC e li ''The Economist''.

      Disciplina: Direito Constitucional
      Acerto na SEFIN-RO: 2 de 5
      Material Tipo/Professor: Ricardo Vale (Video - Estrategia), Roberto Troncoso (PDF - Ponto)
      Filtro no TEC: Todas da FGV sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: A professora dos presenciais que tive oportunidade de assistir foram fundamentais para a minha base em DCO, alguns assuntos eu li no PDF do Troncoso la em 2014, e ja na epoca de estudo para Fiscal recorri as video-aulas do Ricardo sobre controle de constitucionalidade, show de bola os videos dele.

      Disciplina: Direito Administrativo
      Acerto na SEFIN-RO: 5 das 5
      Material Tipo/Professor: Fabiano Pereira (PDF-Ponto)
      Filtro no TEC: Todas da FGV sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: O curso dele no ponto se chama ''Gabaritando as provas de Direito Administrativo'', tive esse material em 2014, ele tem o de 2017, quem nunca viu esse material recomendo que deem uma chance, MUITO BOM!

      Disciplina: Direito Tributario
      Acerto na SEFIN-RO: 9 das 10
      Material Tipo/Professor: Claudio Borba (Video-EVP)
      Filtro no TEC: Todas da FGV, FCC e CESPE sem as anuladas, desatualizadas e questoes certo/ errado.
      Comentarios: Tive a oportunidade de ver as video-aula dele de 2013, ele atualizou para 2015, mesmo assim, a base que ele me deu era monstruosa, ele fazia uns esquemas e eu copiava tudo para o meu resumo, sem falar que as vezes ele falava umas coisas engracadas no video, aquela historia da nomeacao dele, do ''Borbinha'', do ''leite das criancas'' kkkk... A partir dai foi so se atualizando e resolvendo muitas questoes. Nao usei PDF. Comprei o livro do RA mas so usei para fazer consultas em pontos especifico da materia, mesmo assim nao compensou e foi dinheiro perdido.
      Na semana da prova fiz um pente fino de todos os informativos de 2017 do STF e do STJ e joguei num documento do Word, li varias vezes, a surpresa veio na prova cobrando justamente 3 questoes desse documento, e a unica questao que errei foi justamente por saber demais, a do PIS/PASEP na base de calculo do ICMS.

      Disciplina: Direito Civil
      Acerto na SEFIN-RO: 0 de 2
      Material Tipo/Professor: Lauro Escobar (PDF-Ponto)
      Filtro no TEC: Ementa da SEFIN-RO: FGV e FCC sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: E uma materia com pouco peso na area fiscal, como iniciei prestando para o judiciario, tive que estuda-la com muito empenho, eram muitos detalhes para alguem que nunca tinha aberto o site do planalto para consultar a lei e sem formacao em direito. O inicio dela foi bem complicado. Resumindo, minha sugestao para essa materia e: voce ler o material dele, partir para resolver questoes, ao resolver as questoes voce percebera que muitas questoes sao copia e cola da legislacao e voce as decorara (tem que ler o CC), depois de um tempo volte e leia o PDF dele. Pronto! Voce tera um diferencial na sua preparacao, eu mesmo so errei questao de direito civil na SEFIN-RO, passei quase 4 anos ''invicto'' nessa materia, acertando tudo!, inclusive no TCE-PA, que era C/E, fechei todo Direito Civil. Melhor material disparado!

      Disciplina: Direito Empresarial
      Acerto na SEFIN-RO: 1 de 3
      Material Tipo/Professor: Andre Ramos (Video e Livro-EVP) e Gabriel Rabelo (PDF-Estrategia)
      Filtro no TEC: Ementa da SEFIN-RO: FGV e FCC sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: Outra materia com pouco peso na prova, mas riquissima em detalhes, mas diferentemente do Direito Civil, essa materia nao conta com um grande PDF nos moldes do Lauro Escobar. Comecei ela uns 2 meses antes da SEFAZ-MA com os videos do Andre Ramos, era muito detalhe e estudei por amostragem: abandonei titulos de credito, as questoes vieram muito simples e acabei por gabaritar no Maranhao, em Rondonia ja fiz diferente e estudei toda ementa, na noite anterior eu revisei so sobre Cedula de Credito Bancario, no dia da prova foi a unica que acertei, o que me salvou de ser eliminado dos minimos.
      Voltando aos materiais, esses video-aulas do Andre Ramos nao existem mais no EVP, ele da (ou dava) aulas no Ricardo Alexandre, o livro dele serviu para consultas esporadicas. O PDF do Gabriel tambem era para consultas esporadicas, nao gosto muito da formatacao das aulas dele (opiniao minha), entao acabei que fiquei um pouco como em portugues: muita questao + muitos esquemas meus + muita leitura a lei seca.

      Disciplina: Direito Penal
      Acerto na SEFIN-RO: nao caiu
      Material Tipo/Professor: Pedro Ivo (PDF-Ponto)
      Filtro no TEC: Parte Geral, Crimes contra a Fe Publica e Crimes contra a Adm Publica. FGV, FCC, CESPE e ESAF sem as anuladas, desatualizadas e questoes certo/ errado.
      Comentarios: Nao caiu na SEFIN, mas era outra disciplina que dominava junto com Direito Civil, foi cobrada no TCE-PE e na SEFAZ-MA. O macete nela e aprender bem sobre a parte mais doutrinaria da materia (elementos do crime e suas fases) e ler bastante a lei seca nos crimes em especie, fiz isso para fe publica e crimes contra a administracao publica. As questoes so copiam e colam as definicoes na parte dos crimes em especie e esse PDF quebrou meu galho nessa parte mais doutrinaria, em regra Direito Penal para Auditor e isso. Arrisco dizer que da para estudar tudo no pos edital.

      Disciplina: Contabilidade, Custos e Analise de Demonstracoes Contabeis (ADC)
      Acerto na SEFIN-RO: Contabilidade e ADC: 8 de 14/ Custos: 4 de 5
      Material Tipo/Professor: Contabilidade e ADC foi Marcondes Fortaleza (Video-EVP) e Ricardo Ferreira (Livro), Custo foi Gabriel Rabelo e Luciano Rosa (PDF-Estrategia) e o Eliseu Martins (Livro)
      Filtro no TEC: Contabilidade: Todas da FGV sem as anuladas e desatualizadas, Custos e ADC: Todas as bancas sem as questoes da CESGRANRIO, as anuladas, desatualizadas e questoes certo/errado.
      Comentarios: Custos e bem curtinha e garante bons pontos na prova, o PDF do Gabriel Rabelo e Luciano Rosa foram suficientes, depois disso peguei as definicoes e as formulas e so fiz questao no TEC eternamente. O livro do Eliseu era para me aprofundar em alguns topicos mais doutrinarios, como classificacao de custos e custeio ABC.
      Contabilidade Geral e ADC eu tentei aprender usando as video aulas do Silvio Sande, mas sem chance, eu nao entendia NADA que ele falava, bateu desespero, pois todos os aprovados na AFRFB so indicavam o SS, e fui ao EVP para ver se encontrava alguma coisa que pudesse me auxiliar, e la encontrei os video aulas do ''Marcondinho'', foi um achado! O cara era sensacional! Ele conseguiu ensinar um dos grandes problemas que varios alunos novos tem:
      1-O que e conta devedora/credora
      2-O que e conta patrimonial e de resultado
      3-Compreeender a equacao do patrimonio
      4-Gravar as contas de cada classificacao (plano de contas)
      5-Saber fazer lancamentos dos fatos contabeis
      Ele tinha se nao me engano umas 10 para 15 aulas APENAS explicando isso, depois que aprendi isso, deslanchei!
      Ele tinha mais umas aulas no EVP, mas eram de pos edital da AFRFB de 2012 que abordava so a contabilidade avancada (DVA, DFC, DMPL etc). Depois disso resolvi muitas vezes o material junto aos videos que ele disponibilizava. Depois de 6 meses fazendo tudo o que esta escrito acima, foi quando comecei a resolver questoes no QC de contabilidade, meus estudos focados em CPC demoraram um pouco mais, mas teve que ser feito, na SEFIN-RO muita questao so poderia ser resolvida com leitura previa do CPC. Na parte do CPC o Ricardo Ferreira fez uma grande diferenca (consultas especificas).

      Disciplina: Auditoria Independente e Governamental
      Acerto na SEFIN-RO: 2 de 2
      Material Tipo/Professor: Rodrigo Fontenelle (PDF-Estrategia)
      Filtro no TEC: Todas as questoes de todas as bancas entre 2011 e 2017 sem as anuladas, desatualizadas e questoes certo/errado.
      Comentarios: Outra disciplina terrivel de se aprender, li uns 4 PDFs do Fontenelle e fiquei muito desesperado porque o que ele ensinava basicamente NAO CAIA nas questoes que vinha no final do material, as questoes de multipla escolha ele so comentava a certa, fiz um grande esforco e li todo material, fiz um resumo bem ruim e, sem esperancas, fui resolver questoes, a minha surpresa foi saber que no material tinha muita questao antiga, e que as NBC TA somente se aplicam as questoes de 2011 em diante (claro que algumas questoes tinham fundamento nas NBC T antigas, mas se a banca fosse seria isso nao aconteceria). Tive que arrumar outra estra para fixar o assunto e achei: imprimi todas as NBC TA que julguei importante para os concursos e sempre que a questao pegasse um item da NBC TA 200, por exemplo, eu marcava no material, e no fim eu dividia entre fazer questao e ler as NBC TA. Outro grande problema era os comentarios no TEC: Se a questao quer o dispositivo da NBC TA, nao ha espaco para filosofar, via muita gente questionando a questao ou o professor e acabava perdendo tempo precioso. Entenda: nos temos que adaptar as questoes e nao elas a nos. Por fim, se voce esta comecando agora eu sugeria o seguinte: veja o video ou leia o PDF do Fontenelle, nao faca as questoes do material dele, assine o TEC com questoes de 2011 em diante e marque na NBC TA os itens objetos de questao, pois eles se repetem com muita frequencia. Hoje auditoria e meu ponto forte!

      Disciplina: RLM (logica)
      Acerto na SEFIN-RO: caiu para tecnico (5 de 6), auditor nao
      Material Tipo/Professor: Nenhum
      Filtro no TEC: Nenhum
      Comentarios: Minha base era as aulas presenciais que tive em Belem, so resolvi as questoes no dia da prova mesmo, acertei 5 das 6 para tecnico, so errei uma porque era sobre probabilidade e analise combinatoria (estatistica) que nao havia estudado. Tinha muita pegadinha nessas questoes.

      Disciplina: Matematica Financeira
      Acerto na SEFIN-RO: 2 de 2
      Material Tipo/Professor: Thiago Pacifico (Video-EVP)
      Filtro no TEC: Todas da FGV sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: Outra materia que trouxe da faculdade, so fiz complementar com os videos dele, anotei todas as formulas e nunca mais voltei a assistir essas aulas, desde entao so nos exercicios. Era a unica materia que estudava resolvendo na mao os calculos, para praticar a velocidade, em todas as outras so estudo usando calculadora (ex: Contabilidade, Matematica Basica e Economia).
      Estipulei essa disciplina para fazer os minimos, ja que nesse bloco era MatFin e Estatistica juntas, felizmente acertei as duas, sendo a outra na mudanca de gabarito.

      Disciplina: Estatistica
      Acerto na SEFIN-RO: 0 e 3
      Material Tipo/Professor: Nenhum
      Filtro no TEC: Nenhum
      Comentarios: Nao estudei essa materia pois meu planejamento de AFRFB e acertar 4 das 10 sendo 2 questoes de logica, entao investi nos 2 outros acertos em matematica financeira e matematica basica. E no planejamento da SEFIN-RO deixei MatFin como a materia responsavel por fazer o minimo.

      Disciplina: Economia
      Acerto na SEFIN-RO: 3 de 5
      Material Tipo/Professor: Heber Carvalho (PDF-Estrategia)
      Filtro no TEC: Ementa da SEFIN-RO: FGV e FCC sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: Comecei lendo o PDF do Heber, achei ruim e experimentei video aula da Amanda Aires do EVP: foi a pior decisao na minha vida, perdi uns 2 meses e mesmo assim ainda era um jumento na materia, depois voltei ao PDF do Heber e entendi porque ele ainda e o melhor professor na disciplina, e porque economia e complicada mesmo! E o Heber conseguia deixar ''entendivel'', para pelo menos eu poder seguir sozinho. O TEC tambem nao ajuda muito, os comentarios dos professores sao ruins em sua maioria, poucos se salvam la, foi uma grande luta para entender Economia, estudei a ementa toda: Micro, Macro e Financas, sorte que na SEFIN-RO veio mais enxuto. Nao estudei Economia do Brasil.

      Disciplina: Informatica
      Acerto na SEFIN-RO: 8 de 10
      Material Tipo/Professor: Victor Dalton (PDF-Estrategia)
      Filtro no TEC: Todas da FGV sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: Sempre fui muito de mexer em computador, entao basicamente so li as partes que nao eram a minha praia, como Seguranca da Informacao, fiz o filtro no TEC deu umas 150 questoes, resolvi todas e elas e FIM, de informatica basica foi so isso mesmo, na semana da prova revisei Excel apenas.

      Disciplina: Analise de informacoes (Banco de Dados) e Programacao
      Acerto na SEFIN-RO: 8 de 10 (informatica e BD estavam juntas)
      Material Tipo/Professor: Programacao e BD: Joao Antonio (Video-Silvio Sande)/ BD: Thiago Rodrigues Cavalcanti (PDF-Estrategia)/ SQL: Victor Dalton (PDF-Estrategia)
      Filtro no TEC: Nenhum, estudei pelo QC
      Comentarios: Estudei primeiramente pelo Thiago para a prova do TCE-PE, tive muitas dificuldades e por isso estudei por amostragem: abri mao de alguns topicos para focar em outros, mas a prova como um todo foi complicada! Na SEFIN-RO essa bagagem foi fundamental, os videos do Joao Antonio foram FUNDAMENTAIS para que eu pudesse caminhar com as minhas proprias pernas nessa materia, tambem assisti as aulas do Victor Dalton em SQL, deu para pegar a manha das consultas e a partir dai foram muitos exercicios no QC, de varias bancas, e anotava tudo nos meus resumos as dicas dos colegas de la. Programacao APENAS o video do Joao Antonio foi suficiente para acertar a unica questao na prova, metodologia que ele utilizou para leigos no pos-edital foi excelente!
      Por fim, no dia da prova eu previ que cairia bastante coisa de TI, eu destinei entao 100% do tempo de estudo para essa parte, selecionei exercicios especificos, juntei tudo num caderno, e repeti varias vezes. Para minha sorte isso realmente aconteceu, fui para a prova preparado!

      Disciplina: Legislacao Tributaria Estadual
      Acerto na SEFIN-RO: 11 de 14
      Material Tipo/Professor: Claudio Borba (Video-EVP), Thiago Rosler (PDF-Gotributario) e Emerson Boritza (PDF-Exponencial)
      Filtro no TEC: Todas as bancas sem as anuladas e desatualizadas
      Comentarios: Estudei no Maranhao inicialmente pelo Claudio Borba, mas diferentemente do direito tributario, eu nao gostei daquelas aulas, comprei os PDFs do Vilson Cortez, tinha muita coisa errada e copiada do QC e acabei que tive um pessimo aproveitamento la. Dessa vez foi diferente, pesquisei os materiais usados pelos aprovados no Maranhao e adicionalmente comprei o curso do Emerson Boritza. Combinei a Revisao do material do Thiago, o aprofundamento do material do Emerson, e a leitura incansavel mais a elaboracao dos mapas mentais em LTE.
      Emerson Boritza e Auditor da SEFIN-RO, o que dava uma garantia de qualidade ao PDF, estudar por alguem que e de la de dentro. Eu o acompanhava desde quando ele mantinha um blog sobre esse concurso e fiquei feliz que ele estava organizando cursos online para essa prova, nao hesitei em comprar assim que soube, cada PDF contava com 40 - 50 questoes ineditas de Rondonia conforme a atualizacao da EC85 (e nao aquelas adaptadas), dinheiro muito bem investido!
      Se eu tivesse iniciando essa materia meu walkthrough seria: CF (ICMS) >> LC87 (Kandir) >> Lei instituidora do ICMS >> RICMS. O material do Thiago Rosler quebra esse galho, conheco outros professores que dao aula dessas disciplinas, como Gustavo Moura e Degrazia, mas como nunca fiz nao posso opinar.
      No dia da prova meus colegas estavam revisando muito ICMS, cheguei e disse que era melhor revisar IPVA e ITCMD, pois chutei que cairia em torno de 40% das questoes e as leis era bem pequenas: o resultado e que praticamente veio 1/3 para cada imposto, cerca de 66% so para IPVA e ITCMD, mais uma vez previ certo para essa prova.

      Disciplina: Historia e Geografia de Rondonia
      Acerto na SEFIN-RO: 8 de 10
      Material Tipo/Professor: Leandro Signori (PDF-Estrategia) e Ovidio Amelio (Livro)
      Filtro no TEC: Nenhum, estudei pelo QC
      Comentarios: Sinceramente nao gostei desses PDFs, eram da SEPOG, um colega me deu junto com o livro do Ovidio. Como eu estudei historia do Para na epoca do vestibular meio que eu ja tinha nocao de algumas coisas, como a historia das casas de aviamento e da epoca da borracha. Nessa materia fiz foi um grande resumo com base nos comentarios dos alunos no QC. Quase 1 mes eu terminei todas as questoes la, e nos meses seguintes eu tentei refazer todas as questoes de la. O livro do Ovidio e muito bom e usei para aprofundar em alguns pontos de geografia, por sorte essa parte veio bem light.


      DISCURSIVAS
      Essa parte aqui so contratando gente especializada, nas provas que fiz redacao o professor era um daqui de Belem, hoje ele corrige redacao online, ele era professor do unico candidato no TCE-PA cuja nota era 10, no meu caso so me dei mal na mao do CESPE, mas o recomendo, esse e o instagram dele: https://www.instagram.com/eltonmarinho_redacao/


      COACHING
      Sempre torci o nariz quando o assunto era coaching, bom, o motivo e que eu estudei praticamente sozinho durante muito tempo, so fiz coaching durante 3 meses e em apenas uma consultoria, nao tenho muita propriedade para dar uma opiniao mais correta sobre esse assunto. No entanto, fiquei bastante contente e tambem fiquei surpreso com a estrutura do Coaching Concurseiros: eles tem uma grande estrutura, uma plataforma inteiramente online, a elaboracao do planejamento e personalizado, eu me lembro de ter feito uma entrevista via whatsapp com um coach de la, sempre que pedi algum auxilio eles sempre estiveram a disposicao, a turma de alunos do coach submetem-se a simulados periodicos organizados pela equipe (sem contar os simulados que eles abriam para o publico externo, gratuitos para os coachees e pagos para os demais). Mas tanto beneficio tambem refletia no preco do servico, e um pouco mais caro, MAAAS vale muito a pena! Sobretudo se voce estiver no inicio da jornada. Aposto que se eu tivesse pagado um servico assim logo no inicio eu ja estaria zero-bala de passar no ano de 2015, mas andei por outros caminhos e acabou que atrasou um pouco (falta de orientacao, ne?). Entao se a sua intencao e estudar e passar para cair fora logo desse mundo dos concursos, creio que um coaching pode servir para voce, para dar aquele empurrao inicial.


      SIMULADOS
      Outra coisa que usei tanto no Maranhao como em Rondonia eram simulacoes das provas no pos edital, gracas e eles voce pode: 1) treinar o dia da realizacao da prova, tempo, calculos etc. 2) fazer uma avaliacao sua apos a realizacao dos simulados. No pre-edital eu nao fazia muito, o que fiz foram so aqueles do Coaching Concurseiros porque aqueles simulados era dificeis. Fiz os simulados disponibilizados no Exponencial e no Silvio Sande, por la obtive um diagnostico de quanto eu faria na prova e a minha suposta colocacao, por sorte em ambos os simulados minha colocacao de la e do concurso foram bastantes semelhantes. Tambem percebi alguns pontos negativos, como: 1) Poucos candidatos escritos poem a sua classificacao la em cima nos simulados online, entao nao fique muito animado por ter ido bem 2) As questoes as vezes sao copias das que voce ja tenha resolvido em casa, entao aquela pontuacao e um pouco enviesada. Por isso, sempre arredonde seu aproveitamento para baixo e se mantenha cetico, acima de tudo!


      PALAVRAS FINAIS
      E isso nacao concurseira, concurso basicamente e isso: comprometimento, abnegacao e resiliencia. O tripe de um bom caminho e a cuidar da parte tecnica (estudos), da saude e da inteligencia emocional, nada adianta estar em um otimo ritmo e a ansiedade te jogar para baixo, cobre-se, mas com responsabilidade. Nao facam o que fiz: eu aceitei qualquer tipo de dor que colocaram no meu caminho e agarrei sentimentos muitos intensos, nao tinha um lugar onde ficar. Cai em desespero. Eu nao suportava a ideia de dar desculpas para desistir.


      Lembre-se: Ate a luz mais fraca se destaca na escuridao, e muda o fluxo do tempo. Estude sempre e todo dia, mesmo que seja pouco, mas estude!

      Nesse depoimento tentei me lembrar de tudo que passei ate conseguir passar pela primeira vez nas vagas (e para Auditor logo!).

      Outro fato curioso e que eu passei em 7 lugar para AFTE, o resultado com a classificacao saiu dia 7 de fevereiro, e hoje 7 de Marco, estou postando esse depoimento, data que coincide com o aniversario do meu pai, a quem dedico minha vitoria, como para minha mae tambem, que desde cedo me incentivou a estudar.

      Entao e isso, bons estudos, muito sucesso, garra e perseveranca. Nunca desista dos seus sonhos e esteja sempre disposto a pagar o preco necessario para alcanca-los.
      Treine enquanto eles dormem,
      Estude enquanto eles se divertem,
      Persista enquanto eles descansam,
      E entao, viva o que eles sonham.
      (Proverbio Japones)

      Contatos:caso queiram trocar ideias comigo
      https://www.facebook.com/renatoovalente
      https://www.instagram.com/renatoovalente/
      https://www.qconcursos.com/perfil/renatoorigami
      renato.valente@outlook.com

      Comentário

      • Wilsinho
        • 01/12/11
        • 950

        #4
        Bom saber que vou trabalhar com um cara foda!


        Tmj Renato! Parabens guerreiro

        Comentário

        • lacerdama
          • 03/02/13
          • 5

          #5
          Parab?ns, Renato!
          Seus coment?rios no QConcursos j? ajudaram MUITO. Boa sorte na nova jornada.

          Comentário

          • Fernando Neira
            • 21/08/07
            • 1232

            #6
            Parabens!

            Comentário

            • RodolfoM
              • 23/06/15
              • 4

              #7
              Parabens Renato, vc merece!

              Comentário

              • M. Barreto
                • 24/04/14
                • 201

                #8
                Parab?ns!! Seu depoimento me deu uma motiva??o pra voltar a estudar!

                Comentário

                • rspont
                  • 15/06/16
                  • 2

                  #9
                  Parab?ns por essa vit?ria e por toda dedica??o e abnega??o durante essa jornada.

                  Comentário

                  • daniele_fm
                    • 03/05/12
                    • 13

                    #10
                    Nooossa, n?o acredito que vc ? o lend?rio Renato do QC!!! Sou sua f?!!! Seus coment?rios s?o os melhores...v?o fazer falta!! hehe
                    Parab?ns e muito sucesso na sua nova jornada!

                    Comentário

                    • talysr
                      • 25/03/18
                      • 1

                      #11
                      Parab?ns!!! Muitooooo sucesso nessa nova etapa!

                      Comentário

                      • RPMaia
                        • 22/10/17
                        • 1

                        #12
                        Renato, parabens! Sem brincadeira, fiquei muito feliz mesmo com a sua aprovacao. Seus comentarios ja me ajudaram muito no Questoes de Concursos e espero que voce se realize com a sua conquista.

                        E ai? Vai aposentar a caneta? kkkkk.

                        Grande abraco.

                        Comentário

                        • leicam
                          • 01/08/16
                          • 3

                          #13
                          Depoimento muito completo.
                          Parab?ns Renato.
                          Entrarei em contato
                          (vc ? o Akashi_5 no QC?? - tenho quase certeza disso!! asuahsuahsuhasu)

                          Comentário

                          • LSkywalker
                            • 07/03/14
                            • 171

                            #14
                            Menino mito. + de 50k de questoes resolvidas, o bixo é uma maquina.

                            Fala o segredo de aprender informatica! To penando.

                            Comentário

                            • felipedfn
                              • 15/02/17
                              • 1

                              #15
                              Oi renato! primeiramente parabens!
                              Gostaria de te pedir um (ou alguns) resumo seu como exemplo, gostaria de ver o estilo que voce faz, venho seguindo seu mesmo metodo de estudos!

                              Obrigado cara! boa sorte na nova jornada!
                              Abracos

                              Comentário


                              Working...
                              X