Anúncio

Anúncio Module
Collapse
No announcement yet.

silogismo

Page Title Module
Mover Remover Collapse
X
Conversation Detail Module
Collapse
  • Filtrar
  • Hora
  • Mostrar
Limpar Tudo
new posts
  • milenaleit
    • 12/01/11
    • 40

    silogismo

    Olá pessoal,

    alguém pode me ajudar a resolver essas duas questões?

    A primeira diz o seguinte:

    1) Cinco amigos que não se viam há muitos anos se reencontraram em um bar e apenas um deles continua solteiro. Querendo fazer uma brincadeira com o dono do local, eles disseram o seguinte:

    Paulo: "Nem eu nem Pedro somos solteiros".
    Plínio: "Pedro é solteiro ou Pablo é solteiro".
    Pedro: "Percival é solteiro".
    Percival: "Plínio está mentindo".
    Pablo: "Percival é solteiro ou Paulo é solteiro".

    Sabendo que um e somente um dos cinco amigos mentiu, conclui-se logicamente que o solteiro é:

    a) Paulo
    b) Pedro
    c) Pablo
    d) Plínio
    e) Percival

    Resp: E

    A segunda questão eu nem consegui entender direito como fazer..:

    2) Observe a construção de um argumento (X) abaixo.

    Premissas(Y): Todos os morcegos são aves.
    Todas as aves são répteis.
    Existem papagaios que são morcegos.
    Conclusão(Z): Existem papagaios que são répteis.

    Sobre X, Y e Z, é correto afirmar que:

    a) X não é válido, Y e Z são falsos.
    b) X é válido, Y ou Z são verdadeiros.
    c) X não é válido, Y é verdadeiro e Z é falso.
    d) X é válido, Y e Z são falsos.
    e) X é válido se Y é verdadeiro e Z é falso.

    Resp: D

    Essa segunda tentei fazer diagramas, mas não consegui chegar a uma conclusão..

    Obrigada!
  • wrocha84
    • 03/05/11
    • 2464

    #2
    Re: Como resolver?

    A primeira se resolve assumindo uma premissa como verdade e testando se ela se harmoniza do as demais. Caso não bata, troca-se o que foi assumido anteriormente.

    Vou assumir que PAULO é o único mentiroso.

    Logo.

    Falso p/ "nem eu nem pedro somos solteiros", ou seja, um dos dois é solteiro.

    Todas as outras premissas serão supostamente verdade.

    Pedro ou paulo é solteiro. Até aqui bateu com a primeira... OK

    Percival é solteiro... Ops, não bateu. Não dá pra ser verdade que Percival é solteiro e pedro ou paulo sejam solteiros....

    Logo, PAULO não é o único mentiroso da turma.
    Plínio disse que um dos dois é solteiro... Logo, plínio tá mentindo.
    Todos os outros dizem a verdade... Veja:
    Percival é solteiro... Bate com a 1a afirmação.
    Plínio está mentindo.. Bate com a nossa constatação.
    Percival ou paulo é solteiro... Bate com as anteriores.

    Logo, o mentiroso é plínio e o solteiro é percival.



    A segunda questão é mais teórica....

    Existem duas boas formas de testarmos um argumento.

    A primeira é assumir que as premissas são verdadeiras e ver se a conclusão é condizente com elas.

    A segunda é assumir que a conclusão é falsa e as premissas verdadeiras, e ver se há alguma incongruência nessa análise... Se houver, o argumento é válido (sim, pq assumimos q as premissas são verdade e a conclusão é falsa... Queremos justamente a opção que contradiz isso...)


    Vejamos a questão sob o primeiro enfoque:

    Todos os morcegos são aves (verdade).
    Todas as aves são répteis (verdade)
    Existem papagaios que são morcegos (verdade).
    -----------------
    Testamos agora a conclusão baseada nas suposições acima.

    Existem papagaios que são répteis. (ok... )

    se existem papagaios que são morcegos, morcegos são aves e aves são répteis... lgo existem papagaios que são répteis.


    RESUMINDO: chegamos à conclusão de que o argumento não possui contradições, ou seja, é um argumento válido!!!

    Agora vem o X da questão... Um argumento ser válido não quer dizer que as premissas e conclusões não possam ser falsas... O que não pode acontecer é premissa verdadeira e conclusão falsa.

    Portanto, se eu tenho um argumento válido e premissa VERDADEIRA, necessariamente a conclusão é verdadeira.

    Por outro lado, se eu tenho um argumento válido e premissa FALSA, a conclusão será falsa, sem que isso invalide o argumento como um todo.


    Vamos à análise das opções...

    Sabemos que o argumento é válido.

    Sobram as letras B, D e E.

    Por outro lado, vimos que não pode haver premissa verdadeira e conclusão falsa num argumento válido, mas pode haver premissa e conclusão falsas (ao mesmo tempo)...

    Só nos resta a letra D.







    -----------------

    Assumiremos, então, que paulo diz a verdade.

    Nem paulo nem pedro são solteiros.... OK

    Comentário

    • shingiro
      • 03/08/09
      • 502

      #3
      Re: Como resolver?

      Vamos fixar um dos amigos por vez a pessoa que mentiu:

      Paulo mentiu : "Nem eu nem Pedro somos solteiros". ⇒ solteiro : Paulo e Pedro ∴ : Impossível, temos somente um único solteiro então Paulo não mentiu.

      -------------------------------------

      Paulo: "Nem eu nem Pedro somos solteiros". ⇒ ⇒casados : Paulo e Pedro. OK.
      Plínio mentiu : "Pedro é solteiro ou Pablo é solteiro". ⇒ ⇒casados: Pedro e Pablo
      Pedro: "Percival é solteiro". ⇒ ⇒solteiro : Percival
      Percival: "Plínio está mentindo". ⇒ OK
      Pablo: "Percival é solteiro ou Paulo é solteiro".⇒ ⇒solteiro : Percival ou Paulo. OK.

      Não há contradição nas sentenças quando fixamos Plinio como a pessoa que mentiu, portanto Percival é o solteiro.

      Comentário

      • shingiro
        • 03/08/09
        • 502

        #4
        Re: Como resolver?

        wrocha84,

        blz?

        nem tinha visto que vc já tinha postado !!

        abcs.

        Comentário

        • milenaleit
          • 12/01/11
          • 40

          #5
          Re: Como resolver?

          Obrigada pela força gente, consegui entender legal! =)

          Comentário


          Aguarde...
          X