Announcement

Collapse
No announcement yet.

Mpu 2010 - cespe

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Mostrar
Limpar tudo
new posts
  • Algaroba
    • 15/09/10
    • 10

    Mpu 2010 - cespe

    1 Nós, seres humanos, somos seres sociais: vivemos
    nosso cotidiano em contínua imbricação com o ser de outros.
    Isso, em geral, admitimos sem reservas. Ao mesmo tempo,
    4 seres humanos, somos indivíduos: vivemos nosso ser cotidiano
    como um contínuo devir de experiências individuais
    intransferíveis.


    Na linha 4, o sinal de dois-pontos tem a função de introduzir
    uma explicação para as orações anteriores; por isso, em seu
    lugar, poderia ser escrito porque, sem prejuízo para a correção
    gramatical do texto ou para sua coerência.

    Gabarito : C

    Embora tenha concordado que os dois-pontos que introduz uma explicação,
    identifiquei apenas a oração [Ao mesmo tempo, seres humanos, somos indivíduos]
    alguém pode me dizer por que as orações anteriores são contadas também nesse caso?
  • rhlparis
    • 20/08/10
    • 17

    #2
    Re: Mpu 2010 - cespe

    Algaroba,

    Vc percebeu que aparecem duas vezes os dois pontos. Logo em seguida a ambos, vc pode notar a forma verbal "vivemos", que caracteriza as oração às quais o examinador refere-se.

    Comentário

    • AleJanz
      • 04/05/09
      • 3

      #3
      Re: Mpu 2010 - cespe

      1 A recuperação econômica dos países desenvolvidos
      começou perigosamente a perder fôlego. A reação dos
      indicadores de atividade na zona do euro, que já não eram
      4 robustos ou mesmo convincentes, é agora algo semelhante à
      paralisia. Os Estados Unidos da América cresceram a uma taxa
      superior a 3% em 12 meses, mas a maioria dos analistas aposta
      7 que a economia americana perderá força no segundo semestre.
      O corte de 125 mil empregos em junho indica que a esperança
      de gradual retomada do crescimento do mercado de trabalho no
      10 curto prazo era prematura e não deverá se concretizar. As
      razões para esse estancamento encontram-se no comportamento
      do polo dinâmico da economia mundial, os países emergentes,
      13 cujo desenvolvimento econômico começou a desacelerar —
      ainda que a partir de taxas exuberantes de expansão.
      Valor Econômico, Editorial, 6/7/2010 (com adaptações).

      2 No trecho “cujo desenvolvimento econômico (...) expansão”
      (R.13-14), identifica-se relação de causa e consequência entre
      a construção sintática destacada com travessão e a oração que
      a antecede.

      Gabarito: E

      Comentário

      • AleJanz
        • 04/05/09
        • 3

        #4
        Re: Mpu 2010 - cespe

        1 Para a maioria das pessoas, os assaltantes, assassinos e
        traficantes que possam ser encontrados em uma rua escura da
        cidade são o cerne do problema criminal. Mas os danos que tais
        4 criminosos causam são minúsculos quando comparados com os
        de criminosos respeitáveis, que vestem colarinho
        branco e trabalham para as organizações mais poderosas.
        7 Estima-se que as perdas provocadas por violações das leis
        antitrust — apenas um item de uma longa lista dos principais
        crimes do colarinho branco — sejam maiores que todas as
        10 perdas causadas pelos crimes notificados à polícia em mais de
        uma década, e as relativas a danos e mortes provocadas por esse
        crime apresentam índices ainda maiores. A ocultação, pela
        13 indústria do asbesto (amianto), dos perigos representados por
        seus produtos provavelmente custou tantas vidas quanto as
        destruídas por todos os assassinatos ocorridos nos Estados
        16 Unidos da América durante uma década inteira; e outros
        produtos perigosos, como o cigarro, também provocam, a cada
        ano, mais mortes do que essas.
        James William Coleman. A elite do crime. 5.ª ed.,
        São Paulo: Manole, 2005, p. 1 (com adaptações).

        8 Conclui-se da leitura do texto que os efeitos das ações de
        criminosos de rua não são, de fato, tão danosos à sociedade
        quanto os das ações praticadas por criminosos de colarinho
        branco.
        GABARITO: C

        10 No segmento “quanto as destruídas” (R.14-15), o emprego do
        acento grave é facultativo, visto que o termo “quanto” rege
        complemento com ou sem a preposição a.
        GABARITO: E

        11 Não haveria prejuízo para o sentido original do texto nem para
        a correção gramatical caso a expressão “a cada ano” (R.17-18)
        fosse deslocada, com as vírgulas que a isolam, para
        imediatamente depois de “e” (R.16).
        GABARITO: C

        Comentário

        • AleJanz
          • 04/05/09
          • 3

          #5
          Re: Mpu 2010 - cespe

          Alguém por favor pode comentar as questões acima?

          Comentário

          • T F B S
            • 25/05/09
            • 310

            #6
            Re: Mpu 2010 - cespe

            Originally posted by Algaroba View Post
            1 Nós, seres humanos, somos seres sociais: vivemos
            nosso cotidiano em contínua imbricação com o ser de outros.
            Isso, em geral, admitimos sem reservas. Ao mesmo tempo,
            4 seres humanos, somos indivíduos: vivemos nosso ser cotidiano
            como um contínuo devir de experiências individuais
            intransferíveis.


            Na linha 4, o sinal de dois-pontos tem a função de introduzir
            uma explicação para as orações anteriores; por isso, em seu
            lugar, poderia ser escrito porque, sem prejuízo para a correção
            gramatical do texto ou para sua coerência.

            Gabarito : C

            Embora tenha concordado que os dois-pontos que introduz uma explicação,
            identifiquei apenas a oração [Ao mesmo tempo, seres humanos, somos indivíduos]
            alguém pode me dizer por que as orações anteriores são contadas também nesse caso?
            Não deveria ter uma vírgula depois de porque?

            Comentário

            • Dália Rosa
              • 16/09/10
              • 328

              #7
              Re: Mpu 2010 - cespe

              Originally posted by AleJanz View Post
              1 Para a maioria das pessoas, os assaltantes, assassinos e
              traficantes que possam ser encontrados em uma rua escura da
              cidade são o cerne do problema criminal. Mas os danos que tais
              4 criminosos causam são minúsculos quando comparados com os
              de criminosos respeitáveis, que vestem colarinho
              branco e trabalham para as organizações mais poderosas.
              7 Estima-se que as perdas provocadas por violações das leis
              antitrust — apenas um item de uma longa lista dos principais
              crimes do colarinho branco — sejam maiores que todas as
              10 perdas causadas pelos crimes notificados à polícia em mais de
              uma década, e as relativas a danos e mortes provocadas por esse
              crime apresentam índices ainda maiores. A ocultação, pela
              13 indústria do asbesto (amianto), dos perigos representados por
              seus produtos provavelmente custou tantas vidas quanto as
              destruídas por todos os assassinatos ocorridos nos Estados
              16 Unidos da América durante uma década inteira; e outros
              produtos perigosos, como o cigarro, também provocam, a cada
              ano, mais mortes do que essas.
              James William Coleman. A elite do crime. 5.ª ed.,
              São Paulo: Manole, 2005, p. 1 (com adaptações).

              8 Conclui-se da leitura do texto que os efeitos das ações de
              criminosos de rua não são, de fato, tão danosos à sociedade
              quanto os das ações praticadas por criminosos de colarinho
              branco.
              GABARITO: C

              10 No segmento “quanto as destruídas” (R.14-15), o emprego do
              acento grave é facultativo, visto que o termo “quanto” rege
              complemento com ou sem a preposição a.
              GABARITO: E

              11 Não haveria prejuízo para o sentido original do texto nem para
              a correção gramatical caso a expressão “a cada ano” (R.17-18)
              fosse deslocada, com as vírgulas que a isolam, para
              imediatamente depois de “e” (R.16).
              GABARITO: C

              O que eu entendo,

              8 - Segundo o texto, os efeitos das ações dos criminosos de colarinho são mais danosos que os de criminosos de rua. Logo, as ações de criminosos de rua não são tão danosas quanto as dos criminosos de colarinho branco.

              10 - Não cabe o uso da preposição na expressão que a questão cita. Nesse caso, mudaríamos o sentido da frase. Vale usar aquele velho macete de substituir a palavra seguinte por alguma masculina.

              11 - Não mudança alguma mesmo quanto ao sentido ou correção. Só estaríamos mudando a locução adverbial para outro lugar.

              Comentário

              • Algaroba
                • 15/09/10
                • 10

                #8
                Re: Mpu 2010 - cespe

                rhlparis,
                A questão faz menção apenas aos dois-pontos da linha 4 e às orações
                que antecedem ele (os dois-pontos da linha 4).

                Comentário

                • Algaroba
                  • 15/09/10
                  • 10

                  #9
                  Re: Mpu 2010 - cespe

                  Originally posted by AleJanz View Post
                  1 A recuperação econômica dos países desenvolvidos
                  começou perigosamente a perder fôlego. A reação dos
                  indicadores de atividade na zona do euro, que já não eram
                  4 robustos ou mesmo convincentes, é agora algo semelhante à
                  paralisia. Os Estados Unidos da América cresceram a uma taxa
                  superior a 3% em 12 meses, mas a maioria dos analistas aposta
                  7 que a economia americana perderá força no segundo semestre.
                  O corte de 125 mil empregos em junho indica que a esperança
                  de gradual retomada do crescimento do mercado de trabalho no
                  10 curto prazo era prematura e não deverá se concretizar. As
                  razões para esse estancamento encontram-se no comportamento
                  do polo dinâmico da economia mundial, os países emergentes,
                  13 cujo desenvolvimento econômico começou a desacelerar —
                  ainda que a partir de taxas exuberantes de expansão.
                  Valor Econômico, Editorial, 6/7/2010 (com adaptações).

                  2 No trecho “cujo desenvolvimento econômico (...) expansão”
                  (R.13-14), identifica-se relação de causa e consequência entre
                  a construção sintática destacada com travessão e a oração que
                  a antecede.

                  Gabarito: E
                  A relação aqui é ao meu ver a seguinte:

                  Causa - O desenvolvimento dos países emergentes começou a desacelerar;
                  Contradição/ Oposição - ainda = embora = conjunção adversativa -> que apartir de taxas de expansão exuberantes.

                  Alguém concorda?

                  Comentário

                  • Algaroba
                    • 15/09/10
                    • 10

                    #10
                    Re: Mpu 2010 - cespe

                    TFBS,

                    se porque=pois, acredito que antes do pois teria a tal vírgula, mas depois do porque, tenho minhas dúvidas se caberia aqui uma vírgula. Minha dificuldade está em identificar quais são as orações que vêm ser explicadas antes dos dois-pontos.

                    Comentário

                    • carlosfutida
                      • 11/05/08
                      • 262

                      #11
                      Re: Mpu 2010 - cespe

                      Originally posted by T F B S View Post
                      Não deveria ter uma vírgula depois de porque?

                      TFBS, acredito que a vírgula seja desnecessária

                      Se fosse usada a conjunção "que", deveria haver vírgula antes do "que" para expressar explicação, mas o porque não necessita de vírgula antes pois este tem função explicativa por si só.


                      somos indivíduos porque vivemos nosso ser cotidiano-----explicação
                      somos indivíduos, porque vivemos nosso ser cotidiano-----explicação (facultativa a vírgula)
                      somos indivíduos, que vivemos nosso ser cotidiano-------explicação
                      somos indivíduos que vivemos nosso ser cotidiano--------restrição

                      Espero q ajude!

                      Comentário

                      • Algaroba
                        • 15/09/10
                        • 10

                        #12
                        Re: Mpu 2010 - cespe

                        Quem não trouxe a prova (no meu caso ) vai confiar plenamente no site.
                        com uma notícia dessa, ai fica complica..

                        Comentário

                        • Algaroba
                          • 15/09/10
                          • 10

                          #13
                          Re: Mpu 2010 - cespe

                          O movimento da vida passa a ser uma efervescência constante e as mudanças a
                          ocorrer em ritmo quase esquizofrênico, determinando osvalores fugidios de uma ordem temporal marcada pela efemeridade.

                          A locução verbal “passa a ser” (R.8) pode ser substituída pela forma verbal torna-se,
                          sem que haja prejuízo para a coerência ou para a correção gramatical do texto.

                          Gabarito: E

                          Marquei essa questão como certa e até hoje acho que ela esteja... alguém poderia me
                          explicar onde a substituição sugerida não se encaixa perfeitamente nesse caso?

                          Comentário

                          • alf_2010
                            • 12/04/10
                            • 23

                            #14
                            Re: Mpu 2010 - cespe

                            Você não pode substituir "passa a ser" por "torna-se", pois o paralelismo existente no período ficaria prejudicado. Se você ler o texto com atenção, "o movimento da vida PASSA a ser" e "as mudanças PASSAM a ocorrer", embora o verbos esteja implícito nesta última. A substituição por "torna-se" não alcançaria a segunda oração.

                            Espero ter ajudado!

                            Comentário

                            • Algaroba
                              • 15/09/10
                              • 10

                              #15
                              Re: Mpu 2010 - cespe

                              Originally posted by alf_2010 View Post
                              Você não pode substituir "passa a ser" por "torna-se", pois o paralelismo existente no período ficaria prejudicado. Se você ler o texto com atenção, "o movimento da vida PASSA a ser" e "as mudanças PASSAM a ocorrer", embora o verbos esteja implícito nesta última. A substituição por "torna-se" não alcançaria a segunda oração.

                              Espero ter ajudado!

                              E como ajudou! obrigado!

                              Comentário

                              • rhlparis
                                • 20/08/10
                                • 17

                                #16
                                Re: Mpu 2010 - cespe

                                Algaroba,

                                correto!!

                                Comentário

                                • MIRibeiro
                                  • 12/12/09
                                  • 299

                                  #17
                                  Re: Mpu 2010 - cespe

                                  Gente, por favor, ajudem nessas, ok?


                                  Pode-se dizer que o caminho da inovação
                                  é um percurso de difícil travessia para a maioria das
                                  instituições. Inovar significa transformar os pontos frágeis de
                                  13 um empreendimento em uma realidade duradoura e lucrativa.
                                  A inovação estimula a comercialização de produtos ou serviços
                                  e também permite avanços importantes para toda a sociedade.

                                  Considerando a organização das ideias e estruturas linguísticas
                                  do texto, julgue os seguintes itens.

                                  4 O período sintático iniciado por “Inovar significa” (R.12)
                                  estabelece, com o período anterior, relação semântica que
                                  admite ser explicitada pela expressão Por conseguinte,
                                  escrevendo-se: Por conseguinte, inovar significa (...).

                                  ----------------------------------------------------------------

                                  1 As diferenças de classes vão ser estabelecidas em dois
                                  níveis polares: classe privilegiada e classe não privilegiada.
                                  Nessa dicotomia, um leitor crítico vai perceber que se trata de
                                  4 um corte epistemológico, na medida em que fica óbvio que
                                  classificar por extremos não reflete a complexidade de classes
                                  da sociedade brasileira, apesar de indicar os picos.

                                  Com base na organização das ideias e nos aspectos gramaticais do
                                  texto acima, julgue os itens que se seguem.


                                  12 O uso da forma verbal “se trata” (R.3), no singular, atende às
                                  regras de concordância com o termo “um corte
                                  epistemológico” (R.4) e seriam mantidas a coerência entre os
                                  argumentos e a correção gramatical do texto se fosse usado o
                                  termo no plural, cortes epistemológicos, desde que o verbo
                                  fosse flexionado no plural: se tratam.

                                  ------------------------------------------------------------------

                                  16 ação coletiva na esfera pública.Finalmente, considero que,
                                  embora a formação de novos sujeitos sociais e políticos e de
                                  arenas de participação da sociedade na formulação e gestão das
                                  19 políticas públicas traga as marcas de nossa trajetória histórica,
                                  constitui, ao mesmo tempo, possibilidade aberta para outra
                                  equação entre universalismo e particularismo na sociedade
                                  22 brasileira.

                                  Julgue os seguintes itens, a respeito dos sentidos e da organização
                                  do texto acima.

                                  17 Na linha 19, é obrigatório o uso do verbo trazer no modo
                                  subjuntivo — “traga” — porque essa forma verbal integra uma
                                  oração iniciada pelo vocábulo “embora” (R.17).

                                  18 A coerência entre os argumentos apresentados no texto mostra
                                  que o pronome “seu” (R.3) refere-se a “universalismo” (R.2).

                                  ------------------------------------------------------------------

                                  efemeridade. Como tentativas de acompanhar essa velocidade
                                  vertiginosa que marca o processo de constituição da sociedade
                                  13 hipermoderna, surge a flexibilidade do mundo do trabalho e a
                                  fluidez das relações interpessoais.O indivíduo da “cultura”
                                  tecnicista vivencia uma situação paradoxal: ao mesmo tempo
                                  16 em que lhe são ofertados continuamente os recursos para
                                  que possa gozar efetivamente as dádivas materiais da vida,
                                  ocorre, no entanto, a impossibilidade de se desfrutar
                                  19 plenamente desses recursos.

                                  Julgue os itens a seguir, com relação às ideias e aspectos
                                  linguísticos do texto.
                                  22 A forma verbal “surge” (R.13) está flexionada no singular
                                  porque estabelece relação de concordância com o conjunto das
                                  ideias que compõem a oração anterior.
                                  23 O uso da preposição “em”, na linha 16, é obrigatório para
                                  marcar a relação estabelecida com a forma verbal “vivencia”
                                  (R.15); por isso, a omissão dessa preposição provocaria erro
                                  gramatical e impossibilitaria a retomada do referente do
                                  pronome “que” (R.16).
                                  Last edited by MIRibeiro; Sat, 18/09/10, 02:56 PM.

                                  Comentário

                                  • Lanlan Marsula
                                    • 02/09/07
                                    • 4061

                                    #18
                                    Re: Mpu 2010 - cespe

                                    Vou fazer um pedido: quando tiver dúvida, coloque a questão e o que o deixou em dúvida, fica difícil adivinhar o que o intriga, assim, vou fazer o comentário, mas posso não responder o que vc quer...

                                    Bons estudos,
                                    Lanlan


                                    Originally posted by MIRibeiro View Post
                                    Gente, por favor, ajudem nessas, ok?


                                    Pode-se dizer que o caminho da inovação
                                    é um percurso de difícil travessia para a maioria das
                                    instituições. Inovar significa transformar os pontos frágeis de
                                    13 um empreendimento em uma realidade duradoura e lucrativa.
                                    A inovação estimula a comercialização de produtos ou serviços
                                    e também permite avanços importantes para toda a sociedade.

                                    Considerando a organização das ideias e estruturas linguísticas
                                    do texto, julgue os seguintes itens.

                                    4 O período sintático iniciado por “Inovar significa” (R.12)
                                    estabelece, com o período anterior, relação semântica que
                                    admite ser explicitada pela expressão Por conseguinte,
                                    escrevendo-se: Por conseguinte, inovar significa (...).

                                    Por conseguinte - introduz conclusão.

                                    Assim:

                                    Estudei muito, por conseguinte, fui aprovada no concurso que queria tanto.

                                    É a mesma coisa que dizer - estudei e, por isso, fui aprovada.

                                    Agora subindo na questão para ver as relações. Perceba que a ação anterior não é um motivo da posterior, ou seja, não é porque
                                    o caminho da inovação é um percurso de difícil travessia para a maioria das
                                    instituições que inovar significa transformar os pontos frágeis de ...

                                    captou ??
                                    ----------------------------------------------------------------

                                    1 As diferenças de classes vão ser estabelecidas em dois
                                    níveis polares: classe privilegiada e classe não privilegiada.
                                    Nessa dicotomia, um leitor crítico vai perceber que se trata de
                                    4 um corte epistemológico, na medida em que fica óbvio que
                                    classificar por extremos não reflete a complexidade de classes
                                    da sociedade brasileira, apesar de indicar os picos.

                                    Com base na organização das ideias e nos aspectos gramaticais do
                                    texto acima, julgue os itens que se seguem.


                                    12 O uso da forma verbal “se trata” (R.3), no singular, atende às
                                    regras de concordância com o termo “um corte
                                    epistemológico” (R.4) e seriam mantidas a coerência entre os
                                    argumentos e a correção gramatical do texto se fosse usado o
                                    termo no plural, cortes epistemológicos, desde que o verbo
                                    fosse flexionado no plural: se tratam.

                                    "um corte epistemológico" é objeto indireto, por isso não devemos falar em concordância com ele, veja que antes dele tem um "de" .



                                    ------------------------------------------------------------------

                                    16 ação coletiva na esfera pública.Finalmente, considero que,
                                    embora a formação de novos sujeitos sociais e políticos e de
                                    arenas de participação da sociedade na formulação e gestão das
                                    19 políticas públicas traga as marcas de nossa trajetória histórica,
                                    constitui, ao mesmo tempo, possibilidade aberta para outra
                                    equação entre universalismo e particularismo na sociedade
                                    22 brasileira.

                                    Julgue os seguintes itens, a respeito dos sentidos e da organização
                                    do texto acima.

                                    17 Na linha 19, é obrigatório o uso do verbo trazer no modo
                                    subjuntivo — “traga” — porque essa forma verbal integra uma
                                    oração iniciada pelo vocábulo “embora” (R.17).

                                    Essa está correta .. .... caso, se, embora, ainda, todas são palavras que deixam uma certa dúvida, é o mesmo que falassemos assim:

                                    Ainda que eu estude, pode ser que eu não passe no concurso

                                    Ou
                                    Caso você estude .... pode ser que passe no concurso

                                    ou

                                    Se você estudar pode ser que passe no concurso ....

                                    Perceba que nenhuma das frases dão certeza total do fato, assim elas usam o verbo no subjuntivo - "passe" , os verbos que terminam em "iria" também são os mesmos casos - faria, iria, estaria, comeria, passaria...


                                    18 A coerência entre os argumentos apresentados no texto mostra
                                    que o pronome “seu” (R.3) refere-se a “universalismo” (R.2).


                                    Perceba que a concordância nominal só pode ser feita com "universalismo"

                                    Se fosse característica ou institucionalização teria que ser "sua" , por isso está correto.
                                    ------------------------------------------------------------------

                                    efemeridade. Como tentativas de acompanhar essa velocidade
                                    vertiginosa que marca o processo de constituição da sociedade
                                    13 hipermoderna, surge a flexibilidade do mundo do trabalho e a
                                    fluidez das relações interpessoais.O indivíduo da “cultura”
                                    tecnicista vivencia uma situação paradoxal: ao mesmo tempo
                                    16 em que lhe são ofertados continuamente os recursos para
                                    que possa gozar efetivamente as dádivas materiais da vida,
                                    ocorre, no entanto, a impossibilidade de se desfrutar
                                    19 plenamente desses recursos.

                                    Julgue os itens a seguir, com relação às ideias e aspectos
                                    linguísticos do texto.
                                    22 A forma verbal “surge” (R.13) está flexionada no singular
                                    porque estabelece relação de concordância com o conjunto das
                                    ideias que compõem a oração anterior.
                                    Negativo, o sujeito de surge está posposto ao verbo, e apesar de ser um sujeito composto a concordância pode ficar no singular justamente por estar posposto ao verbo, pergunte ao verbo: quem surge? E assim achará o sujeito.

                                    23 O uso da preposição “em”, na linha 16, é obrigatório para
                                    marcar a relação estabelecida com a forma verbal “vivencia”
                                    (R.15); por isso, a omissão dessa preposição provocaria erro
                                    gramatical e impossibilitaria a retomada do referente do
                                    pronome “que” (R.16).

                                    A presença do "em" não tem nada a ver com "vivência" e sim com "tempo" - tempo "em" que ...


                                    Comentário

                                    • Lanlan Marsula
                                      • 02/09/07
                                      • 4061

                                      #19
                                      Re: Mpu 2010 - cespe

                                      Apenas porque a banca colocou dois casos em que o sinal de dois pontos introduzem explicação, e ela usou essa particularidade para montar a questão, não tem a ver com gramática. Perceba que as orações anteriores, nos dois casos tem relação com a oração posterior , é só isso.

                                      Bons estudos,

                                      Lanlan


                                      Originally posted by Algaroba View Post
                                      1 Nós, seres humanos, somos seres sociais: vivemos
                                      nosso cotidiano em contínua imbricação com o ser de outros.
                                      Isso, em geral, admitimos sem reservas. Ao mesmo tempo,
                                      4 seres humanos, somos indivíduos: vivemos nosso ser cotidiano
                                      como um contínuo devir de experiências individuais
                                      intransferíveis.


                                      Na linha 4, o sinal de dois-pontos tem a função de introduzir
                                      uma explicação para as orações anteriores; por isso, em seu
                                      lugar, poderia ser escrito porque, sem prejuízo para a correção
                                      gramatical do texto ou para sua coerência.

                                      Gabarito : C

                                      Embora tenha concordado que os dois-pontos que introduz uma explicação,
                                      identifiquei apenas a oração [Ao mesmo tempo, seres humanos, somos indivíduos]
                                      alguém pode me dizer por que as orações anteriores são contadas também nesse caso?

                                      Comentário

                                      • Lanlan Marsula
                                        • 02/09/07
                                        • 4061

                                        #20
                                        Re: Mpu 2010 - cespe

                                        A relação é de concessão e não de causa e consequência.

                                        É mais ou menos assim:

                                        Ainda que você não tenha estudado, pode ser que passe no exame.

                                        Mesmo que eu não ganhe o presente que quero, ainda assim estarei feliz no dia do meu aniversário.

                                        Isso é uma concessão.




                                        Originally posted by AleJanz View Post
                                        1 A recuperação econômica dos países desenvolvidos
                                        começou perigosamente a perder fôlego. A reação dos
                                        indicadores de atividade na zona do euro, que já não eram
                                        4 robustos ou mesmo convincentes, é agora algo semelhante à
                                        paralisia. Os Estados Unidos da América cresceram a uma taxa
                                        superior a 3% em 12 meses, mas a maioria dos analistas aposta
                                        7 que a economia americana perderá força no segundo semestre.
                                        O corte de 125 mil empregos em junho indica que a esperança
                                        de gradual retomada do crescimento do mercado de trabalho no
                                        10 curto prazo era prematura e não deverá se concretizar. As
                                        razões para esse estancamento encontram-se no comportamento
                                        do polo dinâmico da economia mundial, os países emergentes,
                                        13 cujo desenvolvimento econômico começou a desacelerar —
                                        ainda que a partir de taxas exuberantes de expansão.
                                        Valor Econômico, Editorial, 6/7/2010 (com adaptações).

                                        2 No trecho “cujo desenvolvimento econômico (...) expansão”
                                        (R.13-14), identifica-se relação de causa e consequência entre
                                        a construção sintática destacada com travessão e a oração que
                                        a antecede.

                                        Gabarito: E

                                        Comentário

                                        • Lanlan Marsula
                                          • 02/09/07
                                          • 4061

                                          #21
                                          Re: Mpu 2010 - cespe

                                          Originally posted by T F B S View Post
                                          Não deveria ter uma vírgula depois de porque?
                                          Não deve ser colocada a vírgula.

                                          "somos indívíduos porque vivemos em ..."

                                          corretíssimo! Se colocar vírgula, estraga!

                                          Comentário

                                          • T F B S
                                            • 25/05/09
                                            • 310

                                            #22
                                            Re: Mpu 2010 - cespe

                                            Lanlan,

                                            obrigado por responder.

                                            Vi essa outra questão do CESPE e acho que é a mesma situação, porém adotaram gabarito diferente.

                                            Veja:

                                            PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA – RR
                                            PROCURADOR MUNICIPAL
                                            JULHO/2010

                                            Assim, o drama da desigualdade não constitui apenas um problema de distribuição mais justa da renda e da riqueza: envolve a inclusão produtiva digna da maioria da população desempregada, subempregada, ou encurralada nos diversos tipos de atividades informais.

                                            Questão 2 : No trecho “da renda e da riqueza: envolve” (L.10-11) a função do sinal de dois-pontos corresponde à função de um conectivo explicativo; por isso, preservam-se a correção gramatical e a coerência textual ao se reescrever esse trecho do seguinte modo: da renda e da riqueza, pois envolve.

                                            Gabarito: Certo.


                                            Qual a diferença de uma questão pra outra?

                                            Aguardo sua resposta.

                                            Obrigado.

                                            Comentário

                                            • MIRibeiro
                                              • 12/12/09
                                              • 299

                                              #23
                                              Re: Mpu 2010 - cespe

                                              show de aula!

                                              valeu demais.


                                              Originally posted by Lanlan View Post
                                              Vou fazer um pedido: quando tiver dúvida, coloque a questão e o que o deixou em dúvida, fica difícil adivinhar o que o intriga, assim, vou fazer o comentário, mas posso não responder o que vc quer...

                                              Bons estudos,
                                              Lanlan





                                              Comentário

                                              • T F B S
                                                • 25/05/09
                                                • 310

                                                #24
                                                Re: Mpu 2010 - cespe

                                                Originally posted by T F B S View Post
                                                Lanlan,

                                                obrigado por responder.

                                                Vi essa outra questão do CESPE e acho que é a mesma situação, porém adotaram gabarito diferente.

                                                Veja:

                                                PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA – RR
                                                PROCURADOR MUNICIPAL
                                                JULHO/2010

                                                Assim, o drama da desigualdade não constitui apenas um problema de distribuição mais justa da renda e da riqueza: envolve a inclusão produtiva digna da maioria da população desempregada, subempregada, ou encurralada nos diversos tipos de atividades informais.

                                                Questão 2 : No trecho “da renda e da riqueza: envolve” (L.10-11) a função do sinal de dois-pontos corresponde à função de um conectivo explicativo; por isso, preservam-se a correção gramatical e a coerência textual ao se reescrever esse trecho do seguinte modo: da renda e da riqueza, pois envolve.

                                                Gabarito: Certo.


                                                Qual a diferença de uma questão pra outra?

                                                Aguardo sua resposta.

                                                Obrigado.
                                                Lanlan???

                                                Comentário

                                                • Algaroba
                                                  • 15/09/10
                                                  • 10

                                                  #25
                                                  Re: Mpu 2010 - cespe

                                                  Originally posted by Lanlan View Post
                                                  Apenas porque a banca colocou dois casos em que o sinal de dois pontos introduzem explicação, e ela usou essa particularidade para montar a questão, não tem a ver com gramática. Perceba que as orações anteriores, nos dois casos tem relação com a oração posterior , é só isso.

                                                  Bons estudos,

                                                  Lanlan
                                                  Obrigado pelas dicas!

                                                  Comentário


                                                  Working...
                                                  X