Anúncio

Anúncio Module
Collapse
No announcement yet.

Prescrição X Suspensão X Interrupção

Page Title Module
Mover Remover Collapse
X
Conversation Detail Module
Collapse
  • Filtrar
  • Hora
  • Mostrar
Limpar Tudo
new posts
  • Grubert
    • 31/07/08
    • 2

    Prescrição X Suspensão X Interrupção

    Olá Professor,
    Poderia explicar a diferença entre (no assunto prescrição) suspensão e interrupção?
    Obrigado
  • Lanlan Marsula
    • 02/09/07
    • 3927

    #2
    Re: Prescrição X Suspensão X Interrupção

    Prescrição - é perder a pretensão de se cobrar, multar, ou seja, é perder o direito de propor ação. Note entretanto, que a pessoa perde o direito de cobrar, mas não perde o direito em si. Caso o devedor, resolva pagar aquela pessoa que não poderia mais cobrar ainda terá o direito de receber. Quando a pessoa perde o direito dizemos que se deu a decadência. A decadência fulmina o direito, a prescrição não fulmina o direito.

    Agora sobre interrupção e suspensão:

    A interrupção é quando um prazo que estava correndo, para de correr por conta de uma ação. Caso este prazo volte a correr começará a ser contado do começo novamente. Conta-se do zero.

    No caso da suspensão não. O prazo que estava correndo fica suspenso, até que se resolva o motivo que provocou a suspensão, após isso, o prazo começará a contar de onde parou.
    Espero ter ajudado!

    Comentário

    • Grubert
      • 31/07/08
      • 2

      #3
      Re: Prescrição X Suspensão X Interrupção

      Poderia explicar melhor a diferença entre prescrição e decadência com um exemplo prático?Obrigado

      Comentário

      • Lanlan Marsula
        • 02/09/07
        • 3927

        #4
        Re: Prescrição X Suspensão X Interrupção

        Prescrição é a perda do direito de pretensão ( verbo = pretender ) propor ação.

        Por exemplo alguém te deve alguma coisa, só que você tem um prazo para cobrar esta dívida, por exemplo de 2 anos, se você não cobrar em 2 anos perderá o direito de cobrança.

        No entanto você ainda continua sendo credor, a pessoa continua te devendo, e se ela quiser poderá te pagar, porque você não perdeu o direito - não decaiu o direito- não houve decadência.

        Comentário



        Working...
        X